Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Racismo é um perigo real no país, alertam bispos dos Estados Unidos


O racismo no país "não é coisa do passado ou simplesmente uma questão política “usa e joga fora” quando convém. É um perigo real e atual que deve ser enfrentado de frente”, afirmam os bispos estadunidenses, que pedem que protestos sejam pacíficos.

Vatican News

"Dor, desgosto e indignação por mais um vídeo que mostra um afro-americano morto diante de nossos olhos." Enquanto crescem os protestos nos Estados Unidos após o homicídio de George Floyd em Minneapolis pelas mãos de um policial, os bispos se somam à firme condenação por mais um caso de violência policial contra afro-americanos.

Em uma declaração assinada pelos presidentes de sete Comissões da Conferência Episcopal (USCCB), é expressa solidariedade com as comunidades negras do país "compreensivelmente indignadas" e pedida uma investigação que faça justiça à vítima, e que os protestos sejam pacíficos. 

"Não podemos fechar os olhos diante dessa atrocidade, mas sim professar respeito por toda vida humana", afirma a USCCB, enfatizando que o racismo no país "não é coisa do passado ou simplesmente uma questão política “usa e joga fora” quando convém. É um perigo real e atual que deve ser enfrentado de frente”.

Diante desse flagelo "a indiferença não é uma opção", acrescenta a declaração recordando a firme condenação do racismo e da xenofobia reiterada na Carta Pastoral de 2018  “Open wide our hearts: the enduring call to love. A letter against racism”.

Os bispos, portanto, unem-se às orações do arcebispo de St. Paul e Minneapolis, Dom Bernard A. Hebda, por George Floyd e todos aqueles que perderam suas vidas em circunstâncias semelhantes e "pela paz em todos os Estados Unidos, em particular, em Minnesota".

A USCCB pede então aos bispos que apoiem na fé aqueles fiéis que sofrem porque são privados de seus direitos e de escutá-los para que sejam encontrados "caminhos concretos para uma mudança sistêmica" que permita a "necessária transformação " da sociedade estadunidense "contra o mal do racismo".

Por fim, em vista do Pentecostes, o convite a todos os católicos para rezar ao Espírito Santo e trabalhar "para que o Espírito da Verdade toque todos os corações" no país e "para a cura" de uma sociedade despedaçada. (LZ)

30 maio 2020

Fonte: Vatican News


Bispo de Minneapolis: respeitar o valor e a dignidade de todos

Temos necessidade de uma investigação completa que se traduza em uma legítima responsabilidade e em uma verdadeira justiça. Nestes dias que precedem Pentecostes – pediu o prelado - rezemos para que o Espírito Santo possa ajudar a aliviar a dor de toda a comunidade, promovendo a justiça e levando a um maior respeito por toda vida humana.

Vatican News

Permanece alta a tensão em Minneapolis, Estados Unidos, onde há três dias as pessoas saem às ruas em protesto pela morte de George Floyd, 46 anos, afro-americano.

Preso pela polícia por suspeita de tentar passar uma cédula falsa de U$ 20, o homem algemado e imobilizado foi filmado por uma transeunte, Darnella Frazier. Enquanto um policial branco mantinha o joelho em seu pescoço, George Floyd repetia: "Não consigo respirar". Ao perder os sentidos, foi transportado ao hospital, onde morreu pouco depois, o que desencadeou uma onda de violentos protestos.

Uma delegacia de polícia foi incendiada e foi decretado o estado de emergência na cidade. O arcebispo local, Dom Bernard Anthony Hebda - em nota publicada no site da diocese - fala de um acontecimento "comovente e profundamente perturbador", um verdadeiro "soco no estômago".

"Especialmente neste momento em que a fragilidade humana ficou evidenciada pela pandemia de Covid-19 - diz o prelado - somos chamados a respeitar o valor e a dignidade de cada indivíduo, quer se trate de civis que precisam de proteção, quer de agentes das forças de ordem encarregados de propiciar essa proteção".

"Toda vida humana é sagrada. Convido todos a se unirem à nossa comunidade católica e a rezar por George Floyd e sua família e para trabalhar pelo amor, a verdade, a justiça e a paz", escreveu Dom Bernard Anthony Hebda.

Dom Hebda expressou "enorme tristeza e dor" pelo ocorrido e convida a rezar "pela paz de toda a comunidade ferida", ao mesmo tempo que exorta à prudência, enquanto prosseguem as investigações do FBI.

"Temos necessidade - diz o arcebispo de Minneapolis - de uma investigação completa que se traduza em uma legítima responsabilidade e em uma verdadeira justiça".

"Nestes dias que precedem Pentecostes – postou o prelado mais tarde no Twitter - rezemos para que o Espírito Santo possa ajudar a aliviar a dor de toda a comunidade, promovendo a justiça e levando a um maior respeito por toda vida humana". (IP)

30 maio 2020

Fonte: Vatican News

Comentários

Postagens Mais Visitadas do Mês

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog