O Brasil foi roubado dos brasileiros. Bispos se manifestam sobre crise política - Devoção e Fé - Blog Católico

quinta-feira, 17 de março de 2016

O Brasil foi roubado dos brasileiros. Bispos se manifestam sobre crise política


Por Rafael Tavares

REDAÇÃO CENTRAL, 17 Mar. 16 / 01:45 pm (ACI).- Com a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como Ministro Chefe da Casa Civil pela presidente Dilma Rousseff (PT), Bispos católicos voltaram a se manifestar sobre a atual crise política pela qual passa o Brasil, lamentando que o país tenha sido “roubado” dos brasileiros e expressando a necessidade de “resgatar” a nação.

“Estão destruindo a jovem democracia brasileira, estão colocando em risco o que se construiu com tanto sacrifício!”, postou em seu Facebook o Bispo de Palmares (PE), Dom Henrique Soares da Costa, na quarta-feira, 16, após a nomeação do ex-presidente.

Ontem, após conversas que se desenrolaram na noite de terça-feira e na manhã de quarta-feira, foi feito o anúncio de que o ex-presidente Lula havia aceitado o convite para assumir a Casa Civil. Segundo governistas, a ida do líder petista para o ministério seria uma forma de fortalecer a governabilidade de Dilma, ficando atribuída à Lula principalmente as articulações políticas a fim de restabelecer a base governista.

Entretanto, o ex-presidente é investigado na Operação Lava Jato e foi o principal alvo da 24ª fase, nomeada Aletheia, que apontam o seu envolvimento em casos de corrupção. Por isso, a ida de Lula para a Casa Civil foi encarada por muitos como uma manobra para lhe conceder foro privilegiado, retirando, então, as investigações da competência do juiz de Curitiba, Sérgio Moro (responsável pela operação), levando as mesmas para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Esta situação se agravou ao final do dia, quando foram divulgadas gravações de telefonemas do líder petista, entre as quais, uma de ontem à tarde com a presidente Dilma Rousseff, na qual ela diz que está mandando o termo de posse e fala para ele só usar “em caso de necessidade”.

Após esses fatos, Dom Henrique Soares declarou em sua rede social que o Brasil está em uma situação “gravíssima: crise econômica, crise política, crise institucional, crise moral”.

“Os que governam se sentem dispensados de dar satisfações ao Povo; não respeitam as instituições, zombam da justiça! A sordidez, a desfaçatez e o escárnio tornaram-se método de governar e fazer política”, analisa o Prelado.

Para Dom Henrique, “o povo brasileiro deve retomar o seu País, deve recobrar a sua Pátria, a sua dignidade, a sua honradez”.

“O Brasil está desonrado, o Povo brasileiro está ferido em sua dignidade”, acrescenta.

Diante disso e tendo em vista que “é o futuro da Pátria que está em jogo”, o Bispo considera ser necessário “cobrar com convicção e firmeza um posicionamento claro do Congresso Nacional”.

“Mas, como – questiona –, com os líderes que estão ali?”.

Dom Henrique observa que “o Congresso Nacional trai e abandona o Povo brasileiro! Cargos, comissões, sinecuras: é tudo quanto nossos parlamentares procuram! Congresso indigno, Congresso omisso, eivado pela tortuosidade”.

Ele ainda constata que “o Brasil não tem líderes”. Mas, por outro lado, convoca a população para que não permita a destruição da democracia. “Que o Povo fale! Que o Povo brade! O Brasil é dos brasileiros”, completa.

Por sua vez, o Bispo da Diocese de Frederico Westphaln (RS), Dom Antonio Carlos Rossi Keller, também considera que os brasileiros “fomos roubados: roubaram nossa esperança, nosso futuro, nossa dignidade, muito mais do que o nosso dinheiro”.

“Somos um povo doente, sem horizontes”, escreveu o Prelado em sua página no Facebook na manhã de hoje, horas antes da posse de Lula como ministro da Casa Civil.

Dom Keller deixa claro em sua mensagem que não adota um “direcionamento partidário”. Segundo ele, hoje, o Brasil vive “uma situação constrangedora: em todas as agremiações partidárias, o mal da corrupção apresenta-se como uma sombra vergonhosa”.

De acordo com o Bispo, os atores políticos “prevaleceram-se de nosso comodismo, de nossa incapacidade de reação. Compraram nossa consciência cidadã com bolsas, programas, ‘pacs’ [os chamados Programas de Aceleração do Crescimento], copas e olimpíadas”.

“Mudaram o rumo de nossa história, impingindo-nos ideologias inaceitáveis. Venderam nosso país a lobbys, que despejam aqui rios de dinheiro, para mudar os rumos de nossa vocação cristã-católica”, avalia.

Para além disso, Dom Keller assinala que “agora, querem nos fazer acreditar que tantos escândalos, desvendados a duras penas, não são verdadeiros, nada mais são do que disputa política”.

O Prelado, então, conclama: “É preciso dar um basta a tanta pouca vergonha. É preciso, antes de tudo, resgatar o Brasil e a nacionalidade. Este país precisa ressurgir dos escombros a que foi reduzido. Mais do que nunca, é preciso recomeçar a ser brasileiro. O Brasil e os brasileiros não merecemos tanta humilhação e tanta vergonha”.

Mais tarde, às 10h, horário para o qual estava marcada a cerimônia de posse de Lula (a qual começou com um atraso de cerca de meia hora), Dom Keller voltou a recorrer à sua rede social para apresentar o trecho do Compêndio da Doutrina Social da Igreja, sobre a participação na vida política, o qual afirma em seu parágrafo 190:

“A participação na vida comunitária não é somente uma das maiores aspirações do cidadão, chamado a exercitar livre e responsavelmente o próprio papel cívico com e pelos outros, mas também uma das pilastras de todos os ordenamentos democráticos, além de ser uma das maiores garantias de permanência da democracia”.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé