Novena das 24 Rosas à Santa Teresinha do Menino Jesus - Devoção e Fé - Blog Católico

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Novena das 24 Rosas à Santa Teresinha do Menino Jesus

Novena das 24 Rosas

Origem da Novena

No dia 3 de Dezembro de 1925, o P. Putingan, SJ, começou uma novena em honra de Santa Teresinha. Com esta intenção começou a rezar, durante a novena, 24 Glória ao Pai, em ação de graças à Santíssima Trindade, pelos favores e graças concedidos a S. Teresa durante os 24 anos de sua existência terrena. Pediu o padre que lhe desse um sinal de que a novena era ouvida, e este sinal seria receber uma rosa fresca e desabrochada. No terceiro dia da novena uma amiga procurou-o e oferece-lhe uma rosa vermelha.
No dia 24 do mesmo mês o padre começou uma segunda novena e pediu uma rosa branca. Ao quarto dia da novena, uma religiosa-enfermeira do hospital, trouxe uma linda rosa branca dizendo: “Aqui está uma rosa que Santa Teresinha envia a Vossa Reverência”.
Surpreendido, pergunta o padre: “Donde vem esta rosa”? “Fui à capela onde se acha adornada uma bela imagem de Santa Teresinha, diz a religiosa, e, ao aproximar-me do altar da Santinha, caiu ao meus pés esta rosa. Quis colocá-la de novo na jarra, mas lembrei-me de a trazer a Vossa Reverencia.”
Alcançadas as graças pedidas resolveu propagar a Novena. Assim, do dia 9 ao 17 de cada mês, todas as pessoas que desejem fazer a novena dos 24 Glória ao Pai unem as suas intenções às das pessoas que, na mesma época, fazem a dita novena, e se estabelece, desta maneira, uma bela comunhão de orações.

Modo de rezar

Durante nove dias reza-se a coroa das 24 Glórias à Santíssima Trindade, em ação de graças pelos dons concedidos a S. Teresinha durante os 24 anos da sua vida e pela glória que lhe concedeu no Céu, depois da morte.
No fim, com simplicidade, fervor e confiança, expomos o que desejamos acrescentando a seguinte oração:

Oração

Ó Santa Teresinha do Menino Jesus, que na vossa curta existência, fostes um espelho de angélica pureza, de forte amor e generoso abandono a Deus, agora que gozais o prêmio das vossas virtudes, volvei o vosso olhar para mim que em vós confio.
Fazei vossa a minha aflição; dizei por mim uma palavra àquela Virgem Imaculada, de quem fostes a flor predileta, a Rainha do Céu que vos sorriu na manhã da vida; dizei-lhe que como Senhora do Coração de Jesus, me obtenha com a sua poderosa intercessão a graça que presentemente tanto desejo:
(expõe-se o pedido mentalmente.)
e que acompanhe com uma bênção, que me fortifique na vida, me defenda na morte, e me conduza à feliz eternidade. Assim seja.

Glória ao Pai... (24 vezes)
V. Santa Teresinha do Menino Jesus,
R. Rogai por nós!

(No fim das 24 glórias:)
Ave Maria... Pai Nosso... Glória ao Pai...

Fonte da Novena: www.carmelitas.pt/teresinha/devocion.html

Santa Teresinha do Menino Jesus (de Lisieux)

A “santa do sorriso”, que “se havia oferecido ao Menino Jesus para ser seu brinquedo, uma bolinha de nenhum valor, que pudesse ser jogada ao chão, empurrada com o pé, deixada a um canto”, foi tomada ao pé da letra. E não teríamos jamais sabido quantos sofrimentos se esconderam por trás daquela calma e composta tristeza se ela mesma, por obediência, não tivesse confiado a seus cadernos aquela incomparável História de uma alma, que desvelou essa extraordinária força interior. 
Marie Françoise Thérèse Martin, jovem de transparente beleza, órfã de mãe aos 4 anos, criada em Lisieux, ao lado de um pai afetuoso e bom, aos 15 anos pôde ingressar, graças a um indulto especial, no Carmelo de Lisieux, onde já duas irmãs a haviam precedido e a terceira haveria de segui-las. Percorreu a grandes passos o caminho rumo à santidade, “lançando a Jesus as flores dos pequenos sacrifícios”, que não eram pequenos, como não foi fácil a ascese sob o signo da “infância espiritual” — ditada não pela tendência toda feminina de fazer uso de diminutivos e de palavras carinhosas, mas por uma autêntica e robusta espiritualidade, em sintonia com a advertência evangélica de “tornar-se pequenos como as crianças”. 
Nos nove anos de vida claustral Teresa deixou uma marca profunda, oferecendo ao mundo cristão a surpreendente imagem de uma jovem freira que, embora relegada à estrita clausura do Carmelo, viveu imersa na vida eclesial. Isso a ponto de, em 1927, dois anos depois da canonização, ser proclamada padroeira das Missões, junto com são Francisco Xavier, e, em 1944, co-padroeira da França ao lado da guerreira santa Joana d’Arc. Pio X não hesitou em defini-la “a maior santa dos tempos modernos”. Em 19 de outubro de 1997, João Paulo II declarou-a doutora da Igreja, a terceira mulher a receber esta homenagem, depois de Catarina de Sena e Teresa de Ávila. Teresa de Lisieux queria ser tudo: guerreira, missionária, apóstolo. Depois teve a intuição: o amor! “No coração da Igreja, minha mãe, eu serei o amor.”

Promessas de Santa Teresinha:


“Depois da minha morte, farei cair do Céu uma chuva de rosas”.
“Deus há de fazer-me todas as vontades no Céu, em prêmio de eu não ter feito nunca a minha vontade na Terra”.
“Quero passar o Céu, a fazer bem sobre a Terra. Não olharei para as almas somente, mas hei de descer para junto delas. Vai começar a minha missão que é: ensinar os homens a amar a Deus como eu o amo. Só descansarei no fim do mundo guando estiver completo o número dos eleitos. Nunca é demasiada a confiança que se deposita em Deus Infinitamente Bom e Misericordioso. Ninguém me invocará, sem receber resposta”
“Dos que não são santos e que não sabem tirar proveito dos seus sofrimentos, desses é de quem eu tenho pena, esses é que me fazem dó! Era capaz de remexer céu e terra para os consolar e aliviar”.

Fonte: Paulinas



2 comentários :

  1. Quero agradecer pela graça alcançada. Peço intercessão junto a Jesus para que o Espirito Santo toque o coração do meu marido Luciano aquebranta aquele coração frio encha de paz e amor que ele diga que me ama tenho esperado tds os dias ouvir desde que ele voltou para casa e que possamos viver feliz no nosso matrimonio cuidando do nosso filho e vivendo em paz e feliz. Amém
    Santa Terezinha atendei a minha prece que tanto necessito. Interceda por mim junto ao pai e me dê a rosa . Amem

    ResponderExcluir
  2. Que Santa Terezinha atenda ao meu pedido e me ofereća uma rosa. Como te amo minha irmã

    ResponderExcluir

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé