Odetinha-Foi Aberto o Processo de Beatificação - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 20 de janeiro de 2013

Odetinha-Foi Aberto o Processo de Beatificação


História de Odetinha
 
Odette Vidal de Oliveira nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 15 de setembro de 1930. Chamada carinhosamente pelos pais de “Odetinha”, lírio de pureza e caridade, dotada de um amor extraordinário a Jesus Eucarístico, ia à missa com sua mãe. Desde muito pequena, aos quatro anos, já possuía colóquios íntimos com o Senhor Sacramentado.

Tendo se mudado para o bairro de Botafogo, na zona sul do Rio, fez a sua Primeira comunhão no Colégio São Marcelo, da Paróquia Imaculada Conceição, ao lado de sua casa, em 15 de agosto de 1937, aos sete anos de idade. Desde então, ao receber a comunhão, dizia: “Oh meu Jesus, vinde agora ao meu coração!”. Seu confessor atestou sua fé viva, confiança inabalável, intenso amor a Deus e ao próximo.

Demonstrou profunda caridade para com os pobres e a busca da santidade de forma impressionante e extraordinária para uma criança tão nova. Inserida de fato na causa de promoção dos mais carentes, gostava muito de ajudá-los com obras concretas de misericórdia, e atividades caritativas semanais (sua mãe fazia uma feijoada aos sábados para os pobres a seu pedido e ela colocava seu avental e servia a todos alegremente). Irradiou e inspirou uma imensa obra social, assumida com seriedade pelos seus pais, tornando-os grandes apóstolos da caridade por toda sua vida. Estes colaboraram efetivamente com muitos Institutos de Vida Religiosa, salvando alguns da falência, além do trabalho com as meninas órfãs (um pedido de Odetinha), até hoje administrado por religiosas e voluntários.

Sua piedade explica o segredo de todo o bem que realizou com máxima paciência, admirada por todos até o fim. A modéstia e o pudor foram um grande sinal de uma alma pura e boa, nos divertimentos mais inocentes de sua infância. Amava os lírios e rezava o terço diariamente, revelando, assim, sua confiança total em Nossa Senhora. Queixava-se, ainda, pelo fato de São José, que tanto trabalhou e sofreu por Jesus e Nossa Senhora, ser tão pouco honrado.

Nos últimos quarenta e nove dias de sua vida sofreu dolorosa enfermidade – paratifo, suportada com paciência cristã. No leito de dor, dizia: “Eu vos ofereço, ó meu Jesus, todos os meus sofrimentos pelas missões e pelas crianças pobres (Cf. Ef. 5, 1-2)”. No dia de sua morte, ocorrida em 25 de novembro de 1939, Odetinha recebeu a Sagrada Comunhão às 7h30min e na ação de graças disse: “Meu Jesus, meu amor, minha vida, meu tudo”. Assim, serenamente, às 8h20min entregou sua alma inocente a Deus.

Ele escolhe tantas vezes os pequeninos para tornar mais evidente as maravilhas de sua Graça. “Foi arrebatada para que a malícia não lhe mudasse o modo de pensar ou para que as aparências enganadoras não seduzissem a sua alma”. (Sb. 4,11).

Seu túmulo situa-se na quadra 06, n.º. 850, no Cemitério São João Batista (Botafogo). Até hoje é um dos mais visitados, sobretudo aos sábados e domingos, por inúmeras pessoas que ali acorrem para agradecer benefícios espirituais e temporais que atribuem à sua intercessão junto a Deus. Sua biografia oficial, lançada no ano seguinte de sua morte pelo Padre Afonso Maria Germe, causou grande comoção na sociedade carioca.


Eis como Odetinha rezava seu “Tercinho de amor”
nas contas pequenas – “Meu Jesus eu vos amo!”
nas contas grandes – “Quero passar meu céu fazendo bem à terra”
nas três últimas contas – “Meu Jesus, abençoai-me, santificai-me, enchei o meu coração de vosso amor”. 

A Carta de Odetinha

Uma carta escrita por Odette Vidal de Oliveira, a Odetinha, impressiona a todos que a leram pela religiosidade demonstrada com apenas 8 anos de idade, em 1938. Vítima de meningite e febre tifoide, ela morreu no ano seguinte. No texto, escrito em agosto de 1938, Odetinha parabeniza o irmão de criação, Fernando Pinto de Araújo, o Fernandinho, pelo aniversário de 12 anos. A relíquia foi guardada pela aposentada Lícia Maria Ribeiro de Araújo, de 76, viúva de Fernandinho. A devoção à menina é tanta que o casal batizou a filha do meio de Maria Odete e o caçula de Francisco, nome do pai de Odetinha. Uma cópia do documento, que tem quatro páginas, está no dossiê a ser analisado pelo Vaticano.


Abertura do Processo de Beatificação

A Arquidiocese do Rio de Janeiro deu início de forma oficial, na manhã desta sexta-feira, 18, ao processo de beatificação de
Odette Vidal de Oliveira, a menina carioca de nove anos conhecinha como "Odetinha" e  que pode se tornar a primeira santa carioca da história da Igreja Católica.
A cerimônia de abertura foi realizada pelo Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, na Igreja Nossa Senhora da Glória. Os restos mortais da Serva de Deus ficarão expostos para visitação dos fiéis até domingo, 20.
 
Com a abertura do processo, foi nomeada uma equipe de peritos e padres para fazer o levantamento de todas as informações e fatos relacionados à Odetinha. Essa é a primeira etapa do processo, a fase diocesana.
No domingo, dia da Festa de São Sebastião, após a Missa às 7h30, as relíquias foram levadas em carreata para a Igreja de São Sebastião, na Tijuca.
"Depois, à tarde, haverá a procissão e as relíquias serão conduzidas até a Catedral, onde, novamente, haverá Missa e, ao término, elas serão levadas em carreata até a Basílica da Imaculada Conceição, em Botafogo, onde serão depositadas. Lá já está sendo preparada uma urna, onde as relíquias ficarão até toda essa tramitação do processo", explicou um dos responsáveis do processo, Dom Roberto Lopes, também Vigário Episcopal para os Institutos de Vida Religiosa, Sociedades de Vida Apostólica e Novas Comunidades.

O Postulador das Causas dos Santos, no Vaticano, Paolo Vilotta, afirmou na última quarta-feira, 16, que se surpreendeu durante a exumação do corpo de Odetinha, realizada no dia 10 de janeiro, pois "encontrou uma grande quantidade de ossos, o que não é normal tendo em vista o tempo em que a Serva de Deus já havia sido sepultada. Encontrou também uma grande quantidade de moedas e isso já constata a fama de santidade desde o ano de seu falecimento", destacou.

As etapas de um processo de canonização

Antigamente, somente o Papa podia promover uma causa de canonização, mas hoje em dia, os bispos têm autoridade para isso. Portanto, em qualquer diocese do mundo pode-se iniciar uma causa de canonização.
Para cada causa é escolhido pelo bispo um postulador, espécie de advogado, que tem a tarefa de investigar detalhadamente a vida do candidato para conhecer sua fama de santidade.
Quando a causa é iniciada, o candidato recebe o título de Servo de Deus. O primeiro processo é o das virtudes ou martírio. Esse é o passo mais demorado porque o postulador deve investigar minuciosamente a vida do Servo de Deus. Em se tratando de um mártir, devem ser estudadas as circunstâncias que envolveram sua morte para comprovar se houve realmente o martírio. Ao terminar este processo, a pessoa é considerada Venerável.
O segundo processo é o milagre da beatificação. Para se tornar beato é necessário comprovar um milagre ocorrido por sua intercessão. No caso dos mártires, não é necessária a comprovação de milagre.
O terceiro e último processo é o milagre para a canonização, que tem que ter ocorrido após a beatificação. Comprovado esse milagre, o beato é canonizado e o novo Santo passa a ser cultuado mundialmente.


Oração

Ó querido Jesus, que escolhestes as criancinhas, curando-as e as abençoando, demonstrando particular predileção por elas, que Vos louvam com um louvor perfeito e revelando, assim, o Reino de Deus aos menos favorecidos da sociedade, aos simples e aos humildes.
Olhai com carinho nosso pedido, pelos méritos infinitos de Vosso Santíssimo Coração e do Coração Imaculado da Santíssima Virgem que, se for para a Vossa maior Glória e bem de nossas almas, Vos digneis glorificar, diante de toda a Igreja, a menina Odete Vidal de Oliveira (Odetinha), lírio de pureza e caridade da Igreja Particular de São Sebastião do Rio de Janeiro e exemplo de vida para o povo de Deus.
Unidos em Comunhão eucarística e guiados pela doçura do Espírito Santo, concedei-nos, por sua intercessão, a graça que Vos pedimos. Amém.
 
Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai.

Fonte:



2 comentários :

  1. Não conhecia a menina Odette do Rio de Janeiro até que foi mostrado no Fantástico, na Rede Globo, que ela está para ser reconhecida como Santa pelo Vaticano. Rezei para que ela intercedesse junto a Jesus e a São José Operário para que meu marido arrumasse um emprego, Ele já estava desempregado há seis meses. Em menos de dez dias, hoje, 30 de janeiro, ele foi chamado para trabalhar. Glória e louvor a todo momento ao Santíssimmo Diviníssimo Sacramento. Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
    d.c.o.a. - SÃO JOÃO DEL REI / MG

    ResponderExcluir
  2. SOU UMA MULHER DE FÉ,TENHO 65 ANOS,DESDE QUE PERDI MEU AMADO ESPOSO VEGETO,MINHA VIDA MUDOU,PERDI A VONTADE DE VIVER E ASSIM NESSES 5 ANOS VENHO CAMINHANDO...OUVI NA TV GLOBO SOBRE A ODETINHA,HOJE ALÉM DOS MEUS PROBLEMAS Q SÃO MUITOS,ALÉM DE MINHA TRISTEZA ESTOU CONTANDO HÁ 17 DIAS COM A LIBERAÇÃO DE UM EMPRESTIMO CONSIGNADO,QUE FIZ NO BV,E ATÉ AGORA NADA,COMO NOS MALTRATAM,OH MINHA SANTA,PUREZA ANJO MENINA CONCEDA-ME ESSA GRAÇA,QUE AMANHÃ DIA 08/02/2013,O BV DEPOSITE ESSE EMPRESTIMO NA MINHA CONTA,TENHO UMA DIVÍDA Q FIZ CONSCIENTE PARA SER PAGA AMANHÃ,E SE Ñ ACONTECER POR IRRESPONSABILIDADE DESSES FUNCIONARIOS OU BUROCRACIA DESSES Q FAZ PARTE DA FINANCEIRA BV,TEREI SERIO ABORRECIMENTOS....CONCEDA-ME ESSE MILAGRE ODETINHA,VOU NO SEU SEPULCRO,PROMETO SAIREI DE NITERÓI RJ,E LÁ IREI TE AGRADECER Ñ DE JOELHO POIS JÁ Ñ POSSO AJOELHAR AS DORES SÃO MUITAS,MAS PROPAGAREI MINHA FÉ EM TI.....INTERCEDA,MOVIMENTE TOQUE NESSA TRANSAÇÃO E TRAGA O DEPOSITO NA MINHA CONTA É POR UMA CAUSA JUSTA...EU CREIO...E CREIO NO SEU MILAGRE QUE SINTO ACONTECERÁ.AMÉM

    ResponderExcluir

Irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!
Nosso único mestre e senhor é Jesus Cristo, nossa mãe no céu a Santíssima Virgem Maria, por isso, comentários desrespeitosos e orações que não condizem com a Igreja Católica Apostólica Romana não serão publicadas.

Que Deus vos abençoe, que Nosso Senhor Jesus Cristo lhes conceda a graça da cura, da resolução dos problemas, a paz e tudo que seu coração aflito suplicar. Tenha Fé e persevere na Oração, pois o Tempo de Deus é diferente do nosso. Deixe o amor de Nosso Senhor tocar sua vida.
Que Nossa Santíssima Mãe vos cubra com o manto de amor e proteção. Amém.

Adriana dos Anjos - Devoção e Fé Blog

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé