quarta-feira, 4 de maio de 2016

“A Igreja nunca poderá mudar a forma de distribuir os sacramentos”


Por Blanca Ruiz

MADRI, 04 Mai. 16 / 01:00 pm (ACI).- O Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal Gerhard Ludwig Müller, visitou Madri (Espanha) para apresentar seu livro “Relatório sobre a esperança” através do qual explica que “a Igreja nunca terá autoridade nenhuma para distribuir os sacramentos por uma suposta visão compassiva”, por isso não poderá “conceder segundas núpcias enquanto o primeiro cônjuge continue vivo”.

Em seu livro, o Cardeal reflete sobre o matrimônio, a ideologia de gênero, os divorciados recasados e o aborto. Nesse sentido, destacou que nenhum Papa pode mudar a ordem da administração dos sacramentos.

Durante a coletiva de imprensa, mencionou acerca da “contradição” entre estar divorciado e casar-se novamente e querer comungar.

Em seguida, o Cardeal precisou: “Não é possível (viver na graça de Deus em situação de pecado). A Igreja não tem a potestade de mudar o direito divino, não pode mudar a indissolubilidade do matrimônio. Não é possível dizer sim a Jesus Cristo na Eucaristia e não ao matrimônio. É uma contradição objetiva”.

A respeito da aproximação das famílias em situação irregular refletida na exortação do Papa Francisco sobre a família, ‘Amoris Laetitia’, o Cardeal sublinhou que quando uma pessoa está “em pecado mortal” tem que receber o sacramento da penitência e isto “não o pode ser mudado pelo Papa nem por um concílio ecumênico”.

Por outra parte, o Prefeito explicou que o Papa pede à Igreja pensar como integrar estas pessoas que “apesar de viver uma situação incorreta querem aproximar-se da Igreja”, mas advertiu das “interpretações falsas” que vão “além do dogma da Igreja”.

Nesse sentido, explicou que no caso dos divorciados recasados, devem “separar-se do esposo ilegítimo” ou conviver com ele em “perfeita castidade” pois não é justificável “uma situação contrária à lei divina”.

O Cardeal Müller destacou o estilo “pastoral e próximo às pessoas” do Papa Francisco e sublinhou que o livro foi elaborado “com grande dedicação ao Papa”, por isso pediu que não sejam mal interpretadas suas palavras e que não se “inventem contradições” entre os Pontífices.

Por sua parte, o Arcebispo de Madri, Dom Carlos Osoro, acerca do título do livro do Cardeal Müller, destacou a esperança que a Igreja pode oferecer ao homem de hoje.

Fonte: ACI digital



Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé

Pesquisar neste blog e na web

Carregando...