Por que a Porciúncula é transcendental na vida de São Francisco e da Igreja? - Devoção e Fé - Blog Católico

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Por que a Porciúncula é transcendental na vida de São Francisco e da Igreja?


Por Giselle Vargas

SANTIAGO, 02 Ago. 18 / 02:00 pm (ACI).- Todos os anos, em 2 de agosto, os fiéis do mundo podem receber a indulgência plenária da Porciúncula ou também chamada “Perdão de Assis”, uma graça que data de 1216, a pedido de São Francisco.

A Porciúncula é uma pequena capela que atualmente se encontra dentro da Basílica de Nossa Senhora dos Anjos, em Assis (Itália). Nomeada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, é um lugar concorrido por milhares de peregrinos e de grande importância para a Igreja por quatro razões:

1. Deu origem à Ordem Franciscana

São Francisco descobriu sua vocação e viveu a maior parte de sua vida nesse pequeno templo deteriorado e que foi doado pelos beneditinos.

O Ministro Provincial da Ordem Franciscana no Chile, Pe. Isauro Covili, explicou ao Grupo ACI que São Francisco considerou o lugar como “uma pequena porção do céu na terra”, por isso decidiu reconstruir o templo ajudado por outras pessoas e leprosos.

“Esse lugar constitui o início da Ordem Franciscana, da vida evangélica de São Francisco e de Santa Clara”, manifestou Pe. Covili.

“São Francisco sempre se preocupou para que os irmãos que habitavam no local fossem os mais virtuosos”, pois o considerou “um lugarzinho onde o céu se fazia presente”, acrescentou.

2. As almas encontram o perdão

Em 1216, enquanto São Francisco rezava na Porciúncula pela saúde das almas e pelos pecadores, apareceram a ele Cristo e a Virgem rodeados por anjos.

O santo pediu ao Senhor a indulgência para todos os que visitassem o templo. Com a permissão de Jesus, São Francisco visitou o Papa Honório III, que concedeu a autorização eclesial.

“Esta indulgência representa a vida penitencial que é um retorno permanente a Deus, é voltar-se a Deus desde as entranhas, desde o amor de Deus, do próprio Jesus que fala e ama muito”, manifestou Pe. Covili.

“Uma indulgência é uma experiência profunda de espiritualidade e de perdão. E esta foi pedida por São Francisco para a Igreja e todos os que quisessem reparar situações pessoais e comunitárias, e experimentar o amor de Deus que repara e que purifica o coração”.

3. Convida a renovar a missão

Pe. Covili afirmou que “a Porciúncula é uma reivindicação à vida e à dignidade humana. É um lugar onde São Francisco viveu o Evangelho de Jesus. E, estando ali, enviou os primeiros irmãos em missão”.

“Esta é uma festa que nos remete a voltar a Jesus Cristo, ao Evangelho, ao essencial, abraçar o pobre, o excluído, é uma festa que tem relação com a fraternidade, a comunhão e o diálogo”.

“É uma oportunidade para que a Igreja se renove a partir do encontro com a Palavra e a partir do anúncio missionário”, acrescentou.

4. Dá valor à mulher

Santa Clara, incentivada em sua vida espiritual por São Francisco, se dirigiu a este lugar para consagrar sua vida em 1212 à Ordem dos Irmãos Menores.

Naquele mesmo ano, Santa Clara e São Francisco fundaram a segunda ordem franciscana ou das irmãs clarissas.

A amizade, fraternidade e orientação de São Francisco na vida de Santa Clara é uma expressou do “valor do feminino que hoje nos desafia a reconhecê-lo e incorporá-lo como expressão real na vida da Igreja”, disse o sacerdote.

Em particular, a festa da Porciúncula “faz muito bem à Igreja” por ser uma “oportunidade de se renovar a partir do essencial, é um retorno para Jesus Cristo, para uma vida mais profunda, uma Igreja mais da comunhão, do anúncio missionário”, finalizou o provincial.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé