Os Ícones - o que são? - Devoção e Fé - Blog Católico

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Os Ícones - o que são?


Nossa Senhora com o Menino Jesus
ícone da Rússia. 

Nos países do Leste Europeu inúmeros e preciosos ícones são venerados há séculos. "Ícone" provém da palavra grega "eikôon" e significa imagem. Não se trata de estátua (que se mantem em pé por si mesma), mas de pintura sacra realizada sobre madeira, parede ou em mosaico. O oriente bizantino é o berço dos ícones. Neles são representados: Jesus, a Mãe de Deus, os anjos e os santos. O verdadeiro ícone é pintado em tábua de madeira consistente, a cores e com inscrições em alfabeto grego-cirílico a fim de explicar o que e a quem é representado.
No Antigo Testamento Deus vetou confeccionar imagens (Ex. 20, 4s), para adorar a Deus, já que, para os antigos, a efígie era a própria divindade. Deus, no entanto, ordenou a Moisés que fabricasse 2 querubins para encimarem a arca (Ex 25, 18) e também fundir uma serpente de bronze (Num 21, 8) para curar os picados pelas cobras. Essa proibição findou, quando o Verbo se fez homem, porque Ele é a "imagem substancial do Deus invisível" (Col 1, 15) e "quem o via, via também o Pai" (Jo 14, 9).


Como se origina um ícone?

Por uma verdadeira e demorada geração espiritual e religiosa. Os ícones foram e são pintados principalmente por monges que, antes de criá-los, os concebem e geram em seu íntimo após longas orações, meditações e jejuns. Somente depois é que os fazem aparecer através da pintura. O iconógrafo, antes de iniciar a obra, deve orar, ser puro de corpo e espírito. Os ícones diferem das outras pinturas sacras, nas quais o artista, em primeiro lugar, visa a representação artística.
O ícone é a manifestação externa do sobrenatural, da fé, da piedade, da religiosidade interior e monástica de quem o projetou.
Os ícones, mais do que estética, encerram em si  e transmitem ensinamentos evangélicos. São a Bíblia dos que desconhecem a  Palavra de Deus. Ela e o canto sacro santificam por meio do ouvido; o ícone faz o mesma pela vista.
Os ícones são instrumentos de graça, quase como uma aparição de Jesus, Maria, algum anjo ou santo. Eles não são peças de arte recolhidos nos museus, mas tesouros espirituais, venerados, ainda hoje, nas igrejas do Leste Europeu. Existem, também, inúmeros ícones guardados nos museus: na galeria Tretjokov em Moscou há mais de 4.260. Nas casas de família os ícones são colocados num ângulo da entrada, com lamparina sempre acesa. Os visitantes, ao chegar, cumprimentam os presentes e se põem a orar diante dessas sagradas imagens e só depois passam a conversar com os da casa.

Autor: Pe. Antonio D. Lorenzatto
Fonte: Livro da Família -1993

---------------------------------

Alguns Ícones Milagrosos
(clique no nome para ler a história)
 
 






Nenhum comentário :

Postar um comentário

Irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!
Nosso único mestre e senhor é Jesus Cristo, nossa mãe no céu a Santíssima Virgem Maria, por isso, comentários desrespeitosos e orações que não condizem com a Igreja Católica Apostólica Romana não serão publicadas.

Que Deus vos abençoe, que Nosso Senhor Jesus Cristo lhes conceda a graça da cura, da resolução dos problemas, a paz e tudo que seu coração aflito suplicar. Tenha Fé e persevere na Oração, pois o Tempo de Deus é diferente do nosso. Deixe o amor de Nosso Senhor tocar sua vida.
Que Nossa Santíssima Mãe vos cubra com o manto de amor e proteção. Amém.

Adriana dos Anjos - Devoção e Fé Blog

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé