segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Os Ícones - o que são?


Nossa Senhora com o Menino Jesus
ícone da Rússia. 

Nos países do Leste Europeu inúmeros e preciosos ícones são venerados há séculos. "Ícone" provém da palavra grega "eikôon" e significa imagem. Não se trata de estátua (que se mantem em pé por si mesma), mas de pintura sacra realizada sobre madeira, parede ou em mosaico. O oriente bizantino é o berço dos ícones. Neles são representados: Jesus, a Mãe de Deus, os anjos e os santos. O verdadeiro ícone é pintado em tábua de madeira consistente, a cores e com inscrições em alfabeto grego-cirílico a fim de explicar o que e a quem é representado.
No Antigo Testamento Deus vetou confeccionar imagens (Ex. 20, 4s), para adorar a Deus, já que, para os antigos, a efígie era a própria divindade. Deus, no entanto, ordenou a Moisés que fabricasse 2 querubins para encimarem a arca (Ex 25, 18) e também fundir uma serpente de bronze (Num 21, 8) para curar os picados pelas cobras. Essa proibição findou, quando o Verbo se fez homem, porque Ele é a "imagem substancial do Deus invisível" (Col 1, 15) e "quem o via, via também o Pai" (Jo 14, 9).


Como se origina um ícone?

Por uma verdadeira e demorada geração espiritual e religiosa. Os ícones foram e são pintados principalmente por monges que, antes de criá-los, os concebem e geram em seu íntimo após longas orações, meditações e jejuns. Somente depois é que os fazem aparecer através da pintura. O iconógrafo, antes de iniciar a obra, deve orar, ser puro de corpo e espírito. Os ícones diferem das outras pinturas sacras, nas quais o artista, em primeiro lugar, visa a representação artística.
O ícone é a manifestação externa do sobrenatural, da fé, da piedade, da religiosidade interior e monástica de quem o projetou.
Os ícones, mais do que estética, encerram em si  e transmitem ensinamentos evangélicos. São a Bíblia dos que desconhecem a  Palavra de Deus. Ela e o canto sacro santificam por meio do ouvido; o ícone faz o mesma pela vista.
Os ícones são instrumentos de graça, quase como uma aparição de Jesus, Maria, algum anjo ou santo. Eles não são peças de arte recolhidos nos museus, mas tesouros espirituais, venerados, ainda hoje, nas igrejas do Leste Europeu. Existem, também, inúmeros ícones guardados nos museus: na galeria Tretjokov em Moscou há mais de 4.260. Nas casas de família os ícones são colocados num ângulo da entrada, com lamparina sempre acesa. Os visitantes, ao chegar, cumprimentam os presentes e se põem a orar diante dessas sagradas imagens e só depois passam a conversar com os da casa.

Autor: Pe. Antonio D. Lorenzatto
Fonte: Livro da Família -1993

---------------------------------

Alguns Ícones Milagrosos
(clique no nome para ler a história)
 
 






quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Bênção, Sorriso e Serenidade!


Nossa Senhora quer que, em toda parte, a gente esteja sempre atento àquele conselho de solução que Ela nos dá, diante das afrontas, ofensas, sofrimentos ou injustiças que venhamos a sofrer de parte de alguém que nos odeia, ou quem sabe até de parte de alguém a quem queremos muito bem. A boa solução que Nossa Senhora oferece é essa:
"Filhinhos, diante de uma ofensa ou diante de uma injustiça sofrida, a sua reação deve ser somente esta: Bênção! Sorriso! E serenidade!"
Bênção, significa desejar o bem a quem nos faz mal. Sorriso, é nunca perder a nossa alegria interior, de jeito nenhum. E serenidade, é não perder o equilíbrio, isto é, permanecer sempre manso, sempre humilde, e sempre silencioso, como Jesus diante do insolente e provocador Herodes e sua corte. O texto Bíblico diz assim: "Jesus permaneceu em silêncio" (Lc 23, 8-9). É difícil, mas possível! E há até uma oração que São Francisco de Assis orava todos os dias de manhã, que muito poderá nos ajudar para viver o propósito de bênção, sorriso e serenidade. São Francisco, logo de manhã cedinho, orava assim: 
"Senhor, no silêncio deste dia que amanhece venho pedir-Te a paz, a sabedoria e a força! Quero olhar hoje o mundo, com os olhos cheios de amor: Ser paciente, compreensivo, manso, humilde e prudente. Quero ver Teus filhos como Tu mesmo os vês e assim, não ver senão o bem em cada um. Guarda, pois, minha língua de toda maldade! Cerra meus ouvidos a toda mentira! Liberta meus olhos de toda malícia! Que eu seja tão bondoso e alegre que todos quantos de mim se aproximem sintam a Tua presença. Reveste-me da Tua beleza, Senhor, e que no decurso deste dia eu Te revele a todos. Amém!" .
Você pode crer que essa humilde oração irá lhe ajudar. Você percebe? Nossa Senhora ainda não tinha aparecido em Medjugorje mas, 500 anos atrás, Nossa Senhora já tinha colocado essa notícia no coração de São Francisco de Assis: "Diante de toda e qualquer ofensa a reação deve ser somente esta: Bênção, sorriso e serenidade..."! Esse é o caminho da tranquilidade interior!

Fonte: Revista Medjugorje (85/2008)



Blog Devoção e Fé: Aniversário de 1 ano


Bom dia amigas e amigos de fé! 
Hoje estou muito feliz, pois hoje está fazendo 1 ano que inaugurei este blog católico: Devoção e Fé
Já sou blogueira há um bom tempo, desde 2008 com meu outro blog sobre bordado ponto cruz, porém há um ano atrás eu estava fazendo catequese, me preparando para a Primeira Comunhão e a Crisma e senti em meu coração esta vontade de evangelizar fazendo um blog católico. Senti vontade de compartilhar artigos e mensagens católicas que tocam meu coração. Espero que vocês estejam gostando! 
Muito obrigada por todas as visitas e o carinho dos comentários deixados, agradeço de coração aos queridos(as) visitantes e amigos(as) seguidores deste blog, amigas(os) pelo facebook e twitter: espero que vocês continuem comigo e que venham muitos anos mais! 

Santos Patronos deste Blog: São Timóteo e São Tito, Rogai por nós!
Santo Antônio: Rogai por nós! São Francisco: Rogai por nós!
São Frei Galvão: Rogai por nós!
Nossa Senhora Aparecida: Rogai por nós! 
Nossa Senhora de Fátima: Rogai por nós!  
Nossa Senhora das Graças: Rogai por nós! 
Nossa Senhora, Querida Mãe do céu: Rogai por nós!
Adorado Senhor Jejus Cristo: 
que Ele nos abençoe e nos guarde,
Amém!   




sábado, 21 de janeiro de 2012

Não Adianta...


Não Adianta...

Não adianta ajoelhar-se na igreja, 
se você continua de pé diante de Deus.

Não adianta ter a riqueza da salvação,
se você não a divide com o próximo.

Não adianta ter a vida marcada pelo tempo,
e você não traz no corpo as marcas de Jesus.

Não adianta ter a Bíblia debaixo do braço, 
se você não anda com ela no coração.

Não adianta dar esmolas aos pobres, 
se você espera algo em troca.

Não adianta pedir perdão a Deus, 
se você não perdoa o seu próximo.

Não adianta pregar que Jesus está vivo, 
e você não vive o que prega.

Não adianta ser batizado, 
se você não for verdadeiramente convertido.

Não adianta andar com “Cristo” no peito, 
se você não tem peito para andar com Cristo.

Não adianta revestir-se da armadura de Deus,
se você não resiste às ciladas do demônio.

Não adianta esperar tempo bom no futuro, 
se você plantou tempestades no passado.

Não adianta falar palavras de sabedoria, 
se você não tem a Sabedoria da Palavra.

Não adianta ler e escrever coisas bonitas sobre Jesus, 
se você não tem seu nome escrito no Livro da Vida.

Fonte: Mensagens Diárias (www.padremarcelorossi.com.br)



sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Nossa Senhora Aparecida e Santo Frei Galvão

Bom dia irmãs e irmãos de fé!
Fiquei uns dias longe do meu blog porque eu e meu marido fomos passear em Aparecida. Ficamos uns dias lá e esta foi a primeira vez que pudemos ficar mais dias na cidade.
Que benção! Que alegria a gente sente em estar lá na Casa da Mãe Aparecida! Foram dias maravilhosos de muita oração, até minha coluna parou de doer! E de lá aproveitamos para ir a Guaratinguetá para conhecer a casa do Santo Frei Galvão, outra benção. Que emoção a gente sente em andar na casa que ele nasceu, andar no Memorial e na igreja de Santo Antonio que ele foi batizado.
Agradeço a Deus por este abençoado passeio religioso.
Porém... na viagem de volta havia um senhor que estava super resfriado, conclusão, depois de dois dias eu e meu marido ficamos derrubados de tanto resfriado; mas estes são os percalços da vida rsrsr.
Por isso que demorei para vir escrever no blog, só hoje estou me sentindo melhor.
Mas isso é para mostrar que a vida é assim mesmo, um dia é cheio de luz e de alegria, outro dia pode ser escuro e triste,  mas a nossa fé e alegria em Deus tem que estar acima de tudo.
Que Deus abençoe todos vocês.
Fiquem com a paz de Jesus e o amor de Maria.

 






sábado, 7 de janeiro de 2012

Epifania do Senhor - 08/janeiro


 A Solenidade ocorre no 1º domingo,
após o dia  06 de janeiro


Epifania significa "manifestação". Jesus se dá a conhecer. Embora Jesus tenha aparecido em diferentes momentos a diferentes pessoas, a Igreja celebra como Epifanias três eventos:
  1. Epifania aos Reis Magos (Mt 2, 1-12)
  2. Epifania a São João Batista no Jordão
  3. Epifania a seus discípulos e começo de Sua vida pública com o milagre em Caná.
A festa da Epifania - também denominada pelos gregos de Teofania, ou seja manifestação de Deus - era celebrada no Oriente já antes do século IV. É uma das mais antigas comemorações cristãs, tal como a Ressurreição de Nosso Senhor.

Não podemos esquecer que a Encarnação do Verbo se tornou efetiva logo após a Anunciação do Anjo; entretanto, apenas Maria, Isabel, José e, provavelmente, Zacarias tiveram conhecimento do grande mistério operado pelo Espírito Santo. O restante da humanidade não se deu conta do que se passou no período de gestação do Filho de Deus humanado.

Por fim, nasce o Redentor, como um simples bebê. Quem, estivesse, porém, tomado por um dom do Espírito Santo, discerniria naquela adorável criança os resplendores dos raios de sua fulgurante divindade. Não se tratava de um ente puramente humano; àquela natureza se unia a própria Divindade : Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. Ali estava o Homem-Deus.

Se, por assim dizer, no Natal Deus Se manifesta como Homem, na Epifania esse mesmo Homem se revela como Deus. Assim, nestas duas festas, quis Deus que o grande mistério da Encarnação fosse revelado com todo o brilho, tanto aos judeus como aos gentios, dado o seu caráter universal.

No Ocidente, desde o princípio, celebrava-se o Natal a 25 de dezembro, e no Oriente, a Epifania a 6 de janeiro. Foi a Igreja de Antioquia, na época de São João Crisóstomo, que passou a comemorar as duas datas. Só a partir do século V é que no Ocidente começou a se celebrar a segunda festividade.

Em nossa atual fase histórica, a Liturgia comemora a Adoração dos Reis Magos ao Menino Jesus. Por outro lado, ainda permanecem alguns vestígios da antiga tradição oriental que incluía na Epifania, além da Adoração dos Reis, o milagre das Bodas de Caná e o Batismo do Senhor no Jordão. Hoje, em nossa Liturgia, as Bodas de Caná não são mais celebradas, e o Batismo do Senhor é festejado no domingo entre os dias 7 e 13 de janeiro.

Em síntese, podemos afirmar que a Epifania, ou seja, a manifestação do Verbo Encarnado, não pode ser considerada desligada da adoração que Lhe prestaram os Reis do Oriente. Nesta cena está concernido um público reconhecimento da divindade do Menino Jesus unida à Sua humanidade. 
Na pessoa dos Reis Magos, o Menino-Deus se revelou a todas as nações que, no futuro, seriam iluminadas pela luz da Fé.

Fonte:  http://www.acnsf.org.br

----------------------------------

Palavras do Papa Bento XVI

Sobre à Estrela-guia que orientou os Magos, Bento XVI destacou que apenas a Palavra de Deus podia indicar-lhes definitivamente o caminho: Criação e Escritura, razão e fé devem dar-se as mãos para nos conduzirem ao Deus vivo. Muito se discutiu sobre o tipo de estrela que guiou os Magos, mas a grande estrela, a verdadeira Supernova que nos guia é o próprio Cristo: “Ele é a explosão do amor de Deus, que faz brilhar sobre o mundo o grande fulgor do seu coração. Os Magos do Oriente, como os Santos, nos indicam o caminho. Neles, o contacto com a Palavra de Deus provocou uma explosão de luz através da qual o esplendor de Deus ilumina este nosso mundo e nos indica o caminho”.

Fonte: CNBB - janeiro/2012



sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Santos Reis Magos - 06/janeiro

"Entrando na casa, viram o menino (Jesus), com Maria sua mãe. 
Prostando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, 
entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra." (Mt 2, 11).

 Ouro, Incenso e Mirra

É muito interessante a figura dos Reis Magos que visitaram Jesus, em Belém. Segundo os estudiosos, eles representam todos os reis da terra, que se curvam diante do Rei dos reis. Eles podem representar, também, cada um de nós, oferecendo de presente a Jesus o que temos de mais valioso em nossa vida.
Belchior, Gaspar e Baltasar deram de presente a Jesus, ouro, incenso e mirra. O ouro simboliza a realeza, o incenso simboliza a divindade, e a mirra simboliza a humanidade de Jesus. Eles viajaram dias, talvez meses, com grande sacrifício, seguindo a estrela, pois sabiam, pelos estudos e profecias, que nasceria um rei, diferente de todos os reis da terra. E chegaram até Jesus, em Belém, onde O adoraram.
Nossa vida também deve ser assim: uma viagem até o coração de Jesus, para entregar-lhe nosso maior presente, o que temos de mais valioso nesse mundo: a nossa história, com todas as nossas conquistas, com toda a nossa luta. O que seria o ouro para você? E o que pode representar o incenso e a mirra em sua vida, para você ofertar a Jesus?
Não sabemos muita coisa sobre os Reis Magos, mas sabemos sobre nós, nossas fraquezas, limitações e pecados. Assim, precisamos nos reconhecer pecadores e, ao mesmo tempo, filhos amados de Deus, herdeiros do Reino dos Céus.
Eu imagino que a vida dos Reis Magos mudou radicalmente depois do encontro com Jesus, Maria e José. E Jesus, ainda que fosse apenas um bebê recém-nascido (mas já sendo Deus), aceitou carinhosamente a oferta do três.
Esse gesto de entregar o que lhes era mais valioso abriu seus corações ao verdadeiro amor e suas vidas foram transformadas. Para Deus não importava mais o passado, mas o que eles viveriam dali para frente.
E conosco acontece o mesmo. Como está a sua vida até este momento? O que você vai oferecer a Jesus? Que tipo de ouro, de incenso e de mirra você quer e precisa oferecer a Jesus? Entregue não só seus bens valiosos, mas também suas dores e sofrimentos, para que Ele faça um milagre em sua vida. Deixe Jesus tomar conta do seu "ouro", ou seja, da sua vida, da de seus familiares, de seus bens materiais, de toda a sua riqueza ou pobreza. Deixe Jesus nascer, hoje e agora, em seu coração!
Peça a ele! Tenho certeza de que a sua vida, como a dos Reis Magos, não será mais  a mesma. Coragem! Tenha fé!

Fonte: Revista Brasil Cristão / Autor: Pe. Eduardo Dougherty, sj.

 -----------------------------------------

Devoção aos Santos Reis Magos

A melhor descrição dos reis magos foi feita por São Beda, o Venerável (673-735), que no seu tratado “Excerpta et Colletanea” assim relata: “Melquior era velho de setenta anos, de cabelos e barbas brancas, tendo partido de Ur, terra dos Caldeus. Gaspar era moço, de vinte anos, robusto e partira de uma distante região montanhosa, perto do Mar Cáspio. E Baltasar era mouro, de barba cerrada e com quarenta anos, partira do Golfo Pérsico, na Arábia Feliz”.
Quanto a seus nomes, Gaspar significa “Aquele que vai inspecionar”, Melquior quer dizer: “Meu Rei é Luz”, e Baltasar se traduz por “Deus manifesta o Rei”.
Como se pretendia dizer que representavam os reis de todo o mundo, representando as três raças humanas existentes, em idades diferentes.

Durante a Idade Média começa a devoção dos Reis Magos (e que são "batizados"), tendo as suas relíquias sido transladadas no séc. VI desde Constantinopla (Istambul) até Milão. Em 1164, com os três já a serem venerados como santos, estas foram colocadas na catedral de Colônia, em Colônia (Alemanha), onde ainda se encontram.
Em várias partes do mundo, há festas e celebrações em honra aos Magos. Com o nome de Festa de Santos Reis há importantes manifestações culturais e folclóricas no Brasil.

Fonte: Wikipédia




quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

As Quatro Velas


Boa noite irmão e irmã de fé!
Hoje iniciamos o ano novo neste blog e para começar escolhi esta linda mensagem que fala sobre a Esperança, que é a mãe dos sentimentos. Se uma pessoa perde ela, inevitavelmente se entrega, se abandona; sua força se esvai por completo e todos os outros bons sentimentos morrem. Por mais que a vida esteja difícil e o horizonte cheio de nuvens escuras, não desista, não se deixe abater. Volte seus olhos e seu coração para nosso Pai e nossa Mãezinha do céu. 
Que Jesus Cristo e Nossa Senhora nos proteja de todo o mal e que a Esperança renasça dentro de todos os corações.
 Adriana-Devoção e Fé

 As Quatro Velas


Quatro velas estavam queimando ruidosamente, calmamente.


O ambiente estava tão silencioso que podia-se ouvir o diálogo que travavam:

A primeira vela disse:

- Eu sou a Paz!

Apesar de minha luz, as pessoas não conseguem manter-me, acho que vou apagar.

E diminuindo, devagarzinho, apagou totalmente.

A segunda vela disse:

- Eu me chamo !

Infelizmente sou muito supérflua.

As pessoas não querem saber de mim.

Não faz sentido continuar queimando.

Ao terminar sua fala, um vento levemente bateu sobre ela, e esta se apagou.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou:

- Eu sou o Amor (Ágape)!

Não tenho mais forças para queimar.

As pessoas me deixam de lado, só conseguem se enxergar, esquecem-se até daqueles à sua volta que lhes amam.

E sem esperar apagou-se.

De repente... entrou uma criança e viu as três velas apagadas.

- Que é isto?

Vocês deviam queimar e ficar acesas até o fim.

Dizendo isso começou a chorar.

Então a quarta vela falou:

- Não tenha medo criança.

Enquanto eu queimar, podemos acender as outras velas.

Eu sou a Esperança.

A criança com os olhos brilhantes, pegou a vela que restava e acendeu todas as outras...


Fonte: Mensagens (http://www.padremarcelorossi.com.br/)



domingo, 1 de janeiro de 2012

Dia Mundial da Paz - 1º/janeiro

  
Hoje, 1º de janeiro comemora-se o Dia Mundial da Paz.

A data surgiu através de sua Santidade, o Papa Paulo VI, porém acontecendo pela primeira vez no dia oito de dezembro de 1967, convocando todos os homens de bem a celebrar essa comemoração, já a partir do primeiro dia do ano civil de 1968, coisa que acontece até hoje.

 No dia 1º de janeiro, o Papa Bento XVI, dirige ao mundo uma mensagem pela Jornada Mundial da Paz. A publicação desta mensagem, no entanto, é realizada no dia da Imaculada Conceição, dia 8 de dezembro.
Clique * para ler a mensagem do Papa Bento XVI para o 45º Dia Mundial da Paz, dedicado em 2012 ao tema ‘Educar os jovens para a justiça e para a paz’ no site da CNBB:








Santa Maria Mãe de Deus - 1º/janeiro



A Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus

É a primeira Festa Mariana que apareceu na Igreja Ocidental, começou a ser celebrada em Roma no século VI, provavelmente junto com a dedicação –no dia 1º de janeiro– do templo “Santa Maria Antiga” no Foro Romano, uma das primeiras igrejas marianas de Roma.
A antigüidade da celebração mariana pode ser constatada nas pinturas com o nome de “Maria, Mãe de Deus” (Theotókos) que foram encontradas nas Catacumbas ou antiqüíssimos subterrâneos que estão cavados debaixo da cidade de Roma, onde se reuniam os primeiros cristãos para celebrar a Missa nos tempos das perseguições.
Mais adiantes, o rito romano celebrava no dia 1º de janeiro a oitava de Natal, comemorando a circuncisão do Menino Jesus. Após desaparecer a antiga festa mariana, em 1931, o Papa Pio XI, por ocasião do XV centenário do concílio de Éfeso (431), instituiu a Festa Mariana para o dia 11 de outubro, em memória deste Concílio, no qual se proclamou solenemente a Santa Maria como verdadeira Mãe de Cristo, que é verdadeiro Filho de Deus; mas na última reforma do calendário –logo após o Concílio Vaticano II– a festa foi transferida para o dia 1º de janeiro, com a máxima categoria litúrgica, de solenidade, e com título de Santa Maria, Mãe de Deus.
Desta maneira, esta Festa Mariana encontra um marco litúrgico mais adequado no tempo de Natal do Senhor; e ao mesmo tempo, todos os católicos começam o ano pedindo a proteção da Santíssima Virgem Maria.

O título Santa Maria Mãe de Deus

Este título traz em si um dogma que dependeu de dois Concílios, em 325 o Concílio de Nicéia, e em 381 o de Constantinopla. Estes dois concílios trataram de responder a respeito desse mistério da consubstancialidade de Deus uno e trino, Jesus Cristo verdadeiro Deus e verdadeiro homem.
No mesmo século, século IV, já ensinava o bispo Santo Atanásio: "A natureza que Jesus Cristo recebeu de Maria era uma natureza humana. Segundo a divina escritura, o corpo do Senhor era um corpo verdadeiro, porque era um corpo idêntico ao nosso". Maria é, portanto, nossa irmã, pois todos somos descendentes de Adão. Fazendo a relação deste mistério da encarnação, no qual o Verbo assumiu a condição da nossa humanidade com a realidade de que nada mudou na Trindade Santa, mesmo tendo o Verbo tomado um corpo no seio de Maria, a Trindade continua sendo a mesma; sem aumento, sem diminuição; é sempre perfeita. Nela, reconhecemos uma só divindade. Assim, a Igreja proclama um único Deus no Pai e no Verbo, por isso, a Santíssima Virgem é a Mãe de Deus.

No terceiro Concílio Ecumênico em 431, foi declarado Santa Maria a Mãe de Deus. Muitos não compreendiam, até pessoas de igreja como Nestório, patriarca de Constantinopla, ensinava de maneira errada que no mistério de Cristo existiam duas pessoas: uma divina e uma humana; mas não é isso que testemunha a Sagrada Escritura, porque Jesus Cristo é verdadeiro Deus em duas naturezas e não duas pessoas, uma natureza humana e outra divina; e a Santíssima Virgem é Mãe de Deus.

Para saber mais: 
Dogma na Igreja Católica Romana é uma verdade absoluta, definitiva, imutável, infalível, inquestionável e absolutamente segura sobre a qual não pode pairar nenhuma dúvida. Uma vez proclamado solenemente, nenhum dogma pode ser revogado ou negado, nem mesmo pelo Papa ou por decisão conciliar. Por isso, os dogmas constituem a base inalterável de toda a Doutrina Católica. 

Fontes: http://www.acidigital.com
http://www.cancaonova.com



Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé

Pesquisar neste blog e na web

Carregando...