Pular para o conteúdo principal

Comunicar para humanizar: a comunicação a partir do papa Francisco


Obra da PAULUS traz reflexões sobre as mensagens do papa Francisco dirigidas aos comunicadores sociais.
O livro é uma homenagem ao marco dos dez anos de pontificado do papa Francisco

Obra da PAULUS propõe um itinerário que resgata todas as mensagens do papa Francisco dirigidas aos comunicadores sociais.

Em comemoração ao marco dos dez anos de pontificado do papa Francisco, a PAULUS Editora lança a obra “Comunicar para humanizar: a comunicação a partir do papa Francisco”, organizada por Marcus Tullius, coordenador nacional da Pastoral da Comunicação no Brasil. A presente publicação é parte da coleção “Palavra da Igreja” e retoma as principais e importantes reflexões do Santo Padre direcionadas ao “Dia Mundial das Comunicações Sociais”. Além das mensagens, o livro também apresenta alguns comentários escritos por especialistas das áreas pastoral e acadêmica atuantes no campo da comunicação social.

Segundo o autor, o livro é uma homenagem ao bispo de Roma por todo o trabalho dedicado à Igreja e por seu empenho em unir a comunicação e a evangelização num caminho que considera as necessidades dos tempos atuais. Neste conteúdo, encontram-se todas as mensagens do papa Francisco para o “Dia Mundial das Comunicações Sociais” que contemplam os anos de 2014 a 2023, partindo da 48ª a 57ª mensagem direcionada aos comunicadores.

Entre os temas refletidos pelo papa estão: “Cultura do encontro ou encontro como cultura”, seguido de comentários de Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães; “Comunicar na família é amar”, com considerações de Dom Neri José Tondello; “Comunicar a essência de Deus”, com reflexões de Irmã Neusa Santos”; “Comunicar: um desafio sempre atual”, com a releitura de Aline Amaro da Silva; “Comunicação para a paz no enfrentamento das fake news nas palavras do papa Francisco”, com meditações de Magali Cunha; “A relação humana e comunitária para além do virtual” meditado por Janaína Gonçalves; “Contando histórias, tecendo a vida”, comentado por Venício A. de Lima; “Esmero e confirmação” explicado por padre Rafael Vieira, CSsR; “Quem escuta o outro constrói comunhão” com análise de Alessandro Gomes e por fim “Comunicar cordialmente: escutar e falar a partir do critério do amor” com explanações de Moisés Sbardelotto.

Na apresentação da obra, Marcus Tullius recorda a trajetória do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio antes de ser eleito o primeiro papa latino-americano. Em suas considerações, o autor lembra ao leitor a preciosidade de todo o trabalho realizado na Igreja pelo sucessor de Pedro. Para o clero, Francisco trouxe para a Igreja Católica um renovado diálogo com o mundo, enfrentando de maneira direta várias questões centrais e presentes na sociedade.

Para Marcus Tullius, o Concílio Vaticano II foi um grande presente para os cristãos católicos e para os comunicadores. “Esse grande acontecimento representa um novo impulso na relação eclesial com a comunicação”, afirma. Segundo ele, a publicação do decreto Inter Mirifica, em 4 de dezembro de 1963, assegurou a obrigação e o direito da Igreja Católica de utilizar os instrumentos de comunicação social na evangelização, conforme o decreto (n. 18), que incentivou a celebração anual do “Dia Mundial das Comunicações Sociais”, cuja marca inaugural ocorreu em 7 de maio de 1967, domingo da Ascensão do Senhor, durante o pontificado de São Paulo VI” .

O autor explica que desde então, anualmente, os papas publicam uma mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, que é divulgada tradicionalmente no dia 24 de janeiro, memória litúrgica de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas. As 12 primeiras mensagens foram escritas por São Paulo VI, e as 27 seguintes por São João Paulo II. Mais atualmente, durante o pontificado de Bento XVI, foram divulgadas 8 mensagens, e Francisco chega a sua 10ª mensagem em 2023.

“As mensagens de Francisco trazem a marca do Francisco comunicador, com seu jeito simples de falar, com a proximidade dos gestos, as metáforas do cotidiano, a humildade, as referências incomuns em textos magisteriais, como de obras literárias, a sobriedade, a busca incessante da verdade e, acima de tudo, a necessidade de ser uma comunicação repleta de gente”, ressalta o autor. O livro é indicado para todos os comunicadores que diariamente inspiram-se nas mensagens do papa Francisco e sua aplicabilidade para o meio comunicacional.

Marcus Tullius é mestrando em Comunicação Social: Interações Midiatizadas pela PUC Minas, licenciado em Filosofia, bacharel em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda, pós-graduado em Influência Digital: Conteúdo e Estratégia. Atualmente, ele é o Coordenador geral da Pascom Brasil e membro do Grupo de Reflexão em Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Atua como gerente de conteúdos e apresentador na TV Pai Eterno.

Ficha Técnica
Título: Comunicar para humanizar: a comunicação a partir do papa Francisco
Autor: Marcus Tullius
Coleção: Palavra da Igreja
Acabamento: Brochura
Dimensões (AXC): 21 x 13,5
Páginas: 144
Área de interesse: Comunicação, Pastoral da Comunicação

Fonte: Paulus
www.pressmanager.com.br
---

Comentários

Receba Notícias do Blog em seu E-mail

Receba novos posts por e-mail:

Postagens Mais Visitadas do Mês

Beato Carlo Acutis

»Do prefácio de S. Ex.ª Rev.ma Card. Angelo Comastri

"Estar sempre com Jesus, este é o meu projeto de vida".
Com estas poucas palavras, Carlo Acutis esboça a distinta característica de sua breve existência:
viver com Jesus, por Jesus, em Jesus».


Pedidos de Oração no Site Oficial

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog