Freira que separou mulheres que se beijavam na rua tem mais coragem do que bispos, diz escritor

Almudena Martínez-Bordiú | ACI Prensa

Freira manifesta seu desacordo com a cena. Crédito: Captura de vídeo do Twitter

NÁPOLES, 20 jul. 22 / 11:15 am (ACI).- As modelos Serena de Ferrari e Kysha Wilson posavam para fotos no bairro espanhol de Nápoles, na Itália.

Ao ver as duas mulheres, a freira se aproximou delas e as separou perguntando: "O que vocês estão fazendo?"

Depois disse “duas meninas” e exclamou “O diabo!” e fez o sinal da cruz antes de ir embora.

O escritor Taylor Marshall, que tem mais de cem mil seguidores no Twitter, disse: “essa freira tem mais coragem do que 99% dos bispos católicos. Ela é uma verdadeira esposa de Cristo".

O vídeo se tornou viral e a freira foi alvo de críticas.

“Ela foi corajosa e fez o que em consciência sabia que tinha que fazer”, disse o padre Miguel Silvestre sobre um vídeo divulgado nas redes sociais em que se vê uma freira separando duas mulheres que se beijavam na rua durante uma sessão de fotos.

O padre Silvestre, da diocese de Roma, disse à ACI Prensa, agência em espanhol do grupo ACI, que a freira estava certa. "Aos olhos da sociedade pós-moderna e relativista do Ocidente, essa freira idosa poderia ter violado a 'liberdade de expressão' dessas duas jovens que se beijavam em público na boca".

"No entanto, ela reagiu, em sua consciência reta, cheia de zelo pela verdade da moral objetiva, fazendo-as entender que o que estavam fazendo é moralmente errado", disse.

"O problema é que hoje parece que muitos de nós têm medo de defender publicamente nossa fé e defender a lógica do bem, do bom, do verdadeiro, do belo", disse o padre. “Esta freira não teve respeito humano pelo que vão dizer. Ela foi corajosa e fez o que sabia conscientemente que tinha que fazer”.

---

Comentários

Newsletter

Receba novos posts por e-mail: