Dia de Oração pelas "Josefinas" Bakhita do nosso tempo - Devoção e Fé - Blog Católico

sábado, 8 de fevereiro de 2020

Dia de Oração pelas "Josefinas" Bakhita do nosso tempo


Em 8 de fevereiro, memória litúrgica de Santa Josefina Bakhita, celebra-se o 6º Dia Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas.

Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

Caminhos de liberdade: com este intuito, milhares de religiosas em todo o mundo trabalham na prevenção ao tráfico humano e no cuidados das vítimas.

Esses caminhos de liberdade precisam mais do que nunca ser reforçados através da contribuição de todas as instâncias possíveis, defende a coordenadora internacional de Talitha Kum (rede de religiosas contra o tráfico), Ir. Gabriella Bottani.

No dia em que a Igreja celebra a memória litúrgica de Santa Josefina Bakhita e, portanto, o Dia Mundial de Oração contra o Tráfico Humano, Ir. Gabriella faz seu apelo através da Rádio Vaticano/Vatican News, em torno desta palavra de ordem: colaboração.

Este ano celebramos o sexto Dia Mundial de Oração e Reflexão. O tema que propomos é o mesmo do ano passado: “Juntos e juntas contra o tráfico de pessoas”, para concluir um ano que foi verdadeiramente muito importante para sublinhar a importância da colaboração, uma colaboração que precisa de ser trabalhada em todas as instâncias, em todos os lugares, para que seja efetiva e verdadeira. Este é um processo, é um caminho que estamos percorrendo juntas e é por isso que este ano queremos continuar de novo com esta ideia: “Juntos e juntas contra o tráfico”.

Como a senhora disse, são seis anos: há resultados, Irmã Gabriella?

Com certeza, resultados na participação. Cada vez mais, recebemos comunicações de diferentes lugares que o Dia Mundial será celebrado em diferentes paróquias. A última que recebi foi no final da semana passada, do México, que vão celebrar o Dia Mundial na Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe. Há esse processo de perceber esse Dia como um dia importante para juntarmos as forças. Outro elemento que estamos sublinhando este ano, pelo menos aqui nessa realidade de Roma, da coordenação internacional, é o maior envolvimento das diferentes organizações que estão trabalhando diretamente com as vítimas do tráfico – um desafio muito grande, mas que estamos tentando enfrentar.

Já é quase tradição participar do Angelus dominical na Praça São Pedro para ouvir o alento do Papa Francisco, que tem sido o promotor dessa causa...

Com certeza, no dia 9, domingo, estaremos com os outros parceiros do Dia Mundial de Oração. Nós nos reuniremos no Castel Sant'Angelo às 10 horas da manhã para chegarmos à Praça São Pedro para escutar o Papa, para partilharmos com ele, para rezarmos com ele para que o tráfico de pessoas acabe.

Qual o seu apelo, Irmã Gabriela?

O meu apelo, o meu desejo é encontrar cada dia a coragem, a cada dia as forças para continuarmos. Eu rezo, sobretudo, pelas pessoas que se encontram nesse momento em situação de escravidão, em situação de exploração, que sofrem a violência, para que possam encontrar a esperança e a força para caminhos de liberdade.

Josefinas do nosso tempo

No Brasil, Talitha Kum está presente e atuante através da Rede Um Grito pela Vida.

Por meio da coordenadora, Ir. Valmi Bohn, e da secretária, Ir. Maria Bernadete Macarini, a Rede divulgou uma mensagem pedindo orações pelas muitas “Josefinas” do nosso tempo:

Estimadas irmãs, estimados irmãos, no dia 8 de fevereiro, o dia de Santa Bakhita, celebramos a sexta Jornada Mundial de Oração e Reflexão contra o Tráfico de Pessoas. Bakhita quando criança foi vítima da violência, do abuso, da escravidão, do tráfico, sofrendo na pele o poder da ganância e da exploração.

O crime do tráfico, do abuso, da exploração sexual está presente em nosso país e no mundo. O egoísmo, a ganância, fazem com que o ser humano se torne um simples objeto. O tráfico é um crime que afeta todas e todos, sem distinção de raça, de religião ou de etnia e os mais pobres e vulneráveis de nossa sociedade. As mulheres, as crianças e os jovens são as vítimas favoritas dessa injustiça.

A pessoa humana foi chamada para o amor e responder a esse amor é necessário e urgente. Unindo as nossas vozes, as histórias de pessoas próximas de nós, a Rede Um Grito pela Vida no Brasil se compromete com essa causa estou e somos todas e todos convidadas e convidados a não permanecermos indiferentes ao crime que afeta milhões de pessoas e famílias.

Neste dia 8 de fevereiro, juntemos as nossas vozes, o nosso coração em comunhão com a rede internacional Talitha Kum para rezar e comungar com todas e todos que lutam por essa causa.

Junte-se a nós nesse dia de oração na prevenção, no cuidado da vida ou pela denúncia. Que Santa Bakhita interceda por nós e pelas muitas Josefinas Bakhita de nosso tempo.

08 fevereiro 2020

Fonte: Vatican News





Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog