Papa Francisco confia a Nossa Senhora os peregrinos da JMJ Lisboa 2023



Ary Waldir Ramos Díaz

Papa Francisco diante de uma imagem de Nossa Senhora de Fátima. / Daniel Ibáñez (ACI)  Vaticano, 30 Jul. 23 / 04:24 pm (ACI).- Após a oração do Ângelus de hoje (30), o papa Francisco confiou a Nossa Senhora os peregrinos e jovens de todo o mundo, por ocasião da próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Lisboa, Portugal, que acontecerá de 1º a 6 de agosto.

Na Praça de São Pedro, o papa pediu aos fiéis que o acompanhem com "orações" durante a sua 42ª viagem internacional a Portugal, que terá início na próxima quarta-feira.

Antes do Ângelus, o papa pediu aos jovens que não se tornem “aposentados espirituais”, ou seja, que evitem a mediocridade e a rotina na vida espiritual.

“Tantos jovens, de todos os continentes, experimentarão a alegria do encontro com Deus e com os irmãos, guiados pela Virgem Maria, que, após a anunciação, ‘levantou-se e partiu apressadamente’ (Lc 1,39)”, disse o papa Francisco em referência à citação bíblica que escolheu como lema da JMJ.

“A Ela, estrela luminosa do caminho cristão, tão venerada em Portugal, confio os peregrinos da JMJ e todos os jovens do mundo”, disse Francisco, que visitará também o santuário de Fátima, durante a JMJ.

Francisco quer rezar de modo especial a Maria pelo fim da guerra no coração da Europa cristã e por todas as guerras.

O papa chegará a Fátima de helicóptero no sábado (5), onde está previsto que vá de papamóvel até a Capelinha das Aparições para rezar o terço e dar algumas palavras aos peregrinos antes da volta a Lisboa.

Esta será a segunda vez que o papa Francisco vai ao santuário mariano, destino de milhares de peregrinos todos os anos. Em maio de 1917, três pastorinhos -dois já santos; a terceira, venerável - receberam uma mensagem de Nossa Senhora. O papa já o tinha visitado nos dias 12 e 13 de maio de 2017, por ocasião do centenário das Aparições da Santíssima Virgem Maria na Cova de Iria.

A JMJ de Lisboa será a quarta Jornada Mundial da Juventude com a participação do papa Francisco, depois das Jornadas do Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

Inicialmente agendada para 2022, como o papa Francisco havia anunciado em 27 de janeiro de 2019 no Panamá, a JMJ Lisboa foi transferida para o ano seguinte devido à emergência do coronavírus.

O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, informou no dia 27 de julho que mais de 330 mil jovens de 200 nações já estavam inscritos para a JMJ de Lisboa.

---

Comentários

Newsletter

Receba novos posts por e-mail: