Papa aos evangelizadores digitais: que a sua missão seja plena de humanidade


“Prefiro uma Igreja ferida porque sai para as periferias existenciais do mundo a uma Igreja que doente porque permanece fechada nas suas pequenas seguranças”, mais uma vez Francisco recorda este ponto para encorajar os evangelizadores digitais que se reúnem no México por ocasião do “HECHOS 29”

Jane Nogara - Vatican News

O Papa Francisco enviou uma mensagem em vídeo para os participantes do “HECHOS 29”, que é o Encontro Internacional de Jovens evangelizadores digitais no México. 

Na sua mensagem o Papa inicia desejando que este encontro ajude todos a sentirem-se em comunidade, como parte da vida missionária da Igreja, que nunca teve medo de alcançar novos horizontes e fronteiras e, com criatividade e coragem, proclamar a misericórdia e a ternura de Deus.

Novos caminhos

Recordando uma sua frase na recente viagem ao Canadá disse: "É preciso encontrar novos caminhos para anunciar o coração do Evangelho a quantos ainda não encontraram Cristo. Isto pressupõe uma criatividade pastoral para chegar até às pessoas onde elas vivem, não esperando que sejam elas a vir até nós – lá onde vivem! – encontrando ocasiões de escuta, diálogo e encontro”. Encorajando todos disse: 

“Não tenham medo, não tenham medo de errar, não me canso de repetir que prefiro uma Igreja ferida porque sai para as periferias existenciais do mundo a uma Igreja doente porque permanece fechada nas suas pequenas seguranças”

Por fim Francisco disse: “Que a missão que vocês realizam nos espaços digitais seja plena de humanidade. Vão ‘samaritanar’ estes ambientes, para que a cultura contemporânea possa conhecer Deus, sentindo-O em vocês; vão e tragam a esperança de Jesus, especialmente para os que estão mais distantes, dando-lhes razões para a esperança que está neles”.

07 agosto 2022

---

Comentários

Newsletter

Receba novos posts por e-mail: