Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte

tommaso79 | Shutterstock

Claudio de Castro - publicado em 27/07/21

Divulgue, converse, vamos ajudar a salvar almas - a sua, a minha, de milhões de pessoas no mundo

Lembro-me de um tio da minha esposa que estava muito doente.Uma noite fomos visitá-lo e eu perguntei-lhe: “Está pronto?” Ele me olhou com calma e respondeu: 

“Estou pronto Claudio, com minhas malas prontas para quando o Senhor me chamar.”

Ele estava calmo, havia recebido o sacramento da Unção dos Enfermos.

Mas, em caso de tragédia, longe de qualquer possibilidade de encontrar um padre, como faremos?

Morrer sem ajuda espiritual

A guerra espiritual, que se desenrola diante de nós, e a nossa salvação eterna são questões que sempre me preocuparam.

Nunca me canso de falar com você sobre isso. Farei isso repetidamente até que esse tesouro chegue a todos.

Pense nisso: nesta dolorosa pandemia, milhares de pessoas morreram sem poder ter um sacerdote para assisti-las em sua passagem para a eternidade.

Muitos infectados com Covid-19 morreram sozinhos. Só no Brasil foram mais de 550 mil.

Um meio eficaz para casos extremos

A Igreja, que é Mãe e Mestra, oferece-nos um meio eficaz para salvar as nossas almas da condenação em casos extremos. Exemplos: no caso de acidentes, agora nesta pandemia e quando estamos em momentos críticos e, por isso, não temos acesso a um padre para nos confessar. É tão simples que surpreende.

Primeiro a pergunta: “Posso salvar minha alma se eu morrer sem que um padre me confesse no meu último momento antes da morte?”

A resposta é: SIM! E essa é uma notícia tão importante e maravilhosa que não pode passar despercebida.

Falemos sobre a nossa eternidade

Portanto, eu imploro que você compartilhe isso com o máximo de pessoas que puder.

Mas onde você encontra essas boas notícias? Está no Catecismo de nossa Igreja. Vou reproduzir literalmente o que o documento diz:

1451. Entre os actos do penitente, a contrição ocupa o primeiro lugar. Ela é «uma dor da alma e uma detestação do pecado cometido, com o propósito de não mais pecar no futuro».

1452. Quando procedente do amor de Deus, amado sobre todas as coisas, a contrição é dita «perfeita» (contrição de caridade). Uma tal contrição perdoa as faltas veniais: obtém igualmente o perdão dos pecados mortais, se incluir o propósito firme de recorrer, logo que possível, à confissão sacramental .

Aliás, o Papa Francisco lembrou-se disso nesta pandemia. Disse ele:

“O que posso fazer se não consigo encontrar padres? Você faz o que o Catecismo diz. Se você não consegue encontrar um padre para confessar, fale com Deus, ele é o seu Pai, e peça perdão a Ele com todo o seu coração, com o ato de dor. E prometa a ele: depois vou confessar, mas me perdoe agora ”.

Caro leitor, agora você sabe: a Misericórdia de Deus é infinita e está ao alcance de todos.

Então, divulgue, converse, vamos ajudar a salvar almas, a sua, a minha, de milhões de pessoas no mundo.

Deus te abençoe!

Fonte: Aleteia
---

Comentários

Receba Notícias do Blog em seu E-mail

Receba novos posts por e-mail:

Postagens Mais Visitadas do Mês

Beato Carlo Acutis

Clique na imagem para visualizar a oração


***
»Do prefácio de S. Ex.ª Rev.ma Card. Angelo Comastri

"Estar sempre com Jesus, este é o meu projeto de vida".
Com estas poucas palavras, Carlo Acutis esboça a distinta característica de sua breve existência:
viver com Jesus, por Jesus, em Jesus».


Pedidos de Oração no Site Oficial

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog