João Paulo II e a oração a São Miguel para proteger a vida no útero


bepsy | Shutterstock

Philip Kosloski | Tue Sep 29 2020

O Papa polonês encarava a luta pela proteção da vida intrauterina como uma batalha espiritual

São João Paulo II era conhecido pelo seu comprometimento com a causa pró-vida. Ele acreditava que tanto a criança quanto a mãe mereciam ser cuidadas e protegidas.
Em particular, o Papa polonês encarava a luta pela proteção da vida intrauterina como uma batalha espiritual. Ele viu isso com mais clareza quando leu um capítulo do Livro do Apocalipse, no qual São João descreve a visão de uma mulher prestes a dar à luz. João Paulo II relatou suas observações em uma Regina Caeli em 1994:

Durante o tempo da Páscoa, a Igreja lê o Livro do Apocalipse, que contém as palavras relativas ao grande sinal que apareceu no céu: uma mulher vestida de sol; esta é a mulher prestes a dar à luz. O apóstolo João vê surgir diante dele um dragão vermelho, decidido a devorar o recém-nascido (cf. Ap 12,1-4).Esta imagem apocalíptica também pertence ao mistério da ressurreição. A Igreja o propõe novamente no dia da Assunção da Mãe de Deus. É uma imagem que tem expressão também nos nossos tempos, em particular no Ano da Família. Quando de fato todas as ameaças se acumulam diante da mulher que ela está prestes a trazer a vida ao mundo, devemos nos voltar para a Mulher vestida de sol, para que envolva com seus cuidados maternos todo ser humano minado no materno útero.

Ele explica, então, como São Miguel Arcanjo é um forte defensor dessa batalha espiritual e por que devemos rezar a oração de São Miguel:

A oração nos fortalece para aquela batalha espiritual de que fala a Carta aos Efésios: “fortale­cei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder”(Ef 6,10). É a esta mesma batalha a que o livro do Apocalipse se refere, recordando aos nossos olhos a imagem de São Miguel Arcanjo (cf. Ap 12, 7). O Papa Leão XIII estava certamente bem ciente desta cena quando, no final do século passado, apresentou uma oração especial a São Miguel para toda a Igreja: “São Miguel Arcanjo, defendei-nos na batalha. Sede nossa proteção contra a maldade e armadilhas do diabo … ”Mesmo que hoje essa oração não seja mais recitada no final da celebração eucarística, convido a todos a não a esquecer, mas a recitá-la para obter ajuda na batalha contra as forças das trevas e contra o espírito deste mundo.

Embora a proteção da vida no útero exija uma abordagem multifacetada e compassiva, não devemos esquecer a batalha espiritual que está ocorrendo e como Satanás se deleita muito com a destruição da vida humana. Portanto, reze:

São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate, sede o nosso refúgio contra as maldades e ciladas do demônio. Ordene-lhe Deus, instantemente o pedimos, e vós, príncipe da milícia celeste, pela virtude divina, precipitai no inferno a satanás e aos outros espíritos malignos, que andam pelo mundo para perder as almas. Amém.

Fonte: Aleteia

Comentários

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog