Por que o Dedo é símbolo do Espírito Santo - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 31 de maio de 2020

Por que o Dedo é símbolo do Espírito Santo

Michelangelo Buonarroti / Domínio Público

Redação da Aleteia | Maio 28, 2020

Entre os 8 símbolos do Espírito Santo listados explicitamente pelo Catecismo da Igreja Católica, o Dedo costuma despertar surpresa

O Catecismo da Igreja Católica oferece aos fiéis uma profunda e vasta seção dedicada a cada artigo de fé que professamos no “Creio”, incluindo, é claro, a afirmação “Creio no Espírito Santo“. Este rico acervo de catequese e espiritualidade está à nossa disposição na Segunda Seção do Catecismo (“A Profissão da Fé Cristã“), Capítulo Terceiro (“Creio no Espírito Santo“).

Dentro deste capítulo há vários blocos temáticos sobre a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, entre os quais “Os Símbolos do Espírito Santo“, que lista 8 figurações representativas Suas:

Água

Unção

Fogo

Nuvem e Luz

Selo

Mão

Dedo

Pomba


Costuma chamar a atenção, particularmente, que o Dedo seja apontado como um símbolo do Espírito Santo, já que, muito mais frequentemente, nós O associamos à figura da Pomba, que é a mais presente na arte cristã.

O próprio Catecismo, no entanto, se encarrega de explicar, em seu número 700, o porquê deste símbolo surpreendente:

700. O dedo. «É pelo dedo de Deus que Jesus expulsa os demónios» (46). Se a Lei de Deus foi escrita em tábuas de pedra «pelo dedo de Deus» (Ex 31, 18), a «carta de Cristo», entregue ao cuidado dos Apóstolos, «é escrita com o Espírito de Deus vivo: não em placas de pedra, mas em placas que são corações de carne» (2 Cor 3, 3). O hino «Veni Creator Spiritus» invoca o Espírito Santo como «digitus paternae dexterae» — «Dedo da mão direita do Pai» (47).

De fato, uma das imagens mais conhecidas da pintura cristã nos mostra Deus Criador dando a vida ao primeiro homem, Adão, com seu Dedo apontado destacadamente para ele. “A Criação de Adão” é um afresco pintado pelo artista renascentista italiano Michelangelo Buonarrotti, por volta de 1511, no célebre teto da Capela Sistina, no Vaticano.

Michelangelo Buonarotti, “A Criação de Adão”, c. 1511

Fonte: Aleteia



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog