Nenhum paciente sem Bíblia durante a pandemia - Devoção e Fé - Blog Católico

terça-feira, 26 de maio de 2020

Nenhum paciente sem Bíblia durante a pandemia

Kzenon

Javier González García | Maio 25, 2020

Um jovem queria fornecer “respiradores espirituais” em hospitais espanhóis durante a crise de saúde causada pelo novo coronavírus

Perda, tristeza, sofrimento e dor por causa da Covid-19 estão nos jornais todos os dias. Mas em meio a esse drama também há muitas histórias inspiradoras de pessoas que lutam para levar esperança umas às outras.

Andrés Alonso, 38 anos, tem uma pequena empresa de importação. Ele é de Valência e também foi afetado pela Covid-19.

Mas, para sua grande surpresa, em meio à turbulência da pandemia, a venda da linha de fitness de sua empresa disparou.

“Em março, as pessoas que moravam em casas pareciam querer aproveitar para praticar esportes. E a venda desses produtos cresceu muito”. Uma verdadeira sorte que atingiu poucos, já que a grande maioria lida com dificuldades nos negócios.

Consciente e capaz de fazer muitas coisas, Andrés se perguntou: “como posso devolver isso a Deus? O que nós podemos fazer para ajudar?”

A dura realidade

Mas é aqui que nosso protagonista encontra a triste realidade que o coronavírus deixou na Espanha.

Todas as suas ideias para ajudar foram arruinadas pela situação atual. Ele entrou em contato com vários hospitais, mas eles não podiam aceitar doações de material, pois essa era sua primeira ideia. O lockdown chegou e deixou as coisas ainda mais difíceis.

E então veio a ‘inspiração’, ao “ler um artigo muito bom de um capelão italiano. Ele contava como levou a Bíblia ao hospital e quantas pessoas doentes quiseram que ele lesse o Evangelho para elas. Então eu disse, por que não enviar Bíblias para hospitais?”

Andrés sabia que os doentes ficavam sem nada, apenas com suas roupas, e os membros da família não podiam visitá-los. “Então eu disse: vamos enviar Bíblias para pessoas doentes”.

Assim ele começou a trabalhar e, perguntando a amigos e conhecidos, conseguiu os contatos de diferentes capelães de hospitais. A ideia era que todos que solicitassem pudessem ter uma Bíblia em seu quarto.

“No começo eu comprei 100 Bíblias e vi que a demanda era muito alta…” As Bíblias acabaram logo, então ele tem que comprar mais 120 e depois o mesmo.

“Vi que havia uma demanda brutal e que precisávamos de muitas Bíblias. Eu estava sobrecarregado. Precisava de ajuda para entrar em contato com as pessoas. Distribuir as Bíblias é até fácil, por causa da minha empresa, mas eu precisava da ajuda das pessoas, e agora também já no nível econômico”.

Andrés é membro do Opus Dei. “Conversando com meu diretor, decidimos comentar sobre isso no círculo, e a ação foi muito bem recebida. Quatro ou cinco pessoas começaram a me ajudar e criamos um panfleto muito simples para espalhar por WhatsApp e pedir pequenas doações”.

E assim nasceu a iniciativa “Nenhum paciente sem Bíblia”. E o Evangelho se espalhou por hospitais de Madri, Barcelona, ​​Alicante, Cuenca. “As pessoas ficaram muito gratas”.

“Não foi fácil fazer isso no meio do lockdown”, disse. As condições do mercado e as leis que foram promulgadas no país tornaram muito difícil para as Bíblias chegarem ao seu destino. Mas Andrés está satisfeito com o trabalho realizado: “Não eram respiradores, mas para muitas pessoas eram um tipo de respirador espiritual.”

Fonte: Aleteia



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog