Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Cardeal Marto em Fátima: Hoje é Maria quem peregrina aos corações dos fiéis


Foto: Facebook Oficial Santuário de Fátima (www.fatima.pt)

FATIMA, 13 Mai. 20 / 08:55 am (ACI).- Devido à pandemia de Covid-19, a celebração da Solenidade de Nossa Senhora de Fátima no Santuário a Ela dedicado contou apenas com algumas dezenas de pessoas devido às normas das autoridades de saúde de Portugal para conter o avanço do novo coronavírus. Foi a primeira vez que o Santuário esteve praticamente vazio nesta data, o que motivou o Bispo de Leiria-Fátima a refletir que hoje, é Nossa Senhora de Fátima que "sai" e "peregrina espiritualmente" até os fiéis unidos através da oração e dos meios de comunicação ao Santuário português.

Segundo assinala a agência Ecclesia, do episcopado português, “antes da Missa da Solenidade de Nossa Senhora de Fátima foi rezado o Rosário, na Capelinha das Aparições, onde duas crianças entregaram um ramo de flores, “ramalhete espiritual” oferecido pelo Apostolado Mundial de Fátima que foi colocado junto da imagem de Nossa Senhora”.

Os participantes rezaram por todos os que, “pelo mundo fora, enfrentam as consequências da atual pandemia” por quem se dedica a aliviar os seus sofrimentos e por todos os peregrinos que acompanham a celebração através dos meios de comunicação social.

Na homilia da Santa Missa, presidida pelo Bispo de Leiria-Fátima, Cardeal António Marto, o prelado destacou que esta “é uma situação dramática e trágica, sem precedentes, que nos convida a refletir sobre a vida e, em primeiro lugar, a ir ao essencial, que muitas vezes esquecemos quando a vida corre bem”.

Dom Marto destacou que “Pela primeira vez na história, desde 1917, neste grande dia 13 de maio, o teu povo amado, Senhora nossa, vindo dos mais diversos ângulos do mundo não pode estar aqui, em multidão, impedido pelos riscos da saúde pública. De repente, algo que nem sequer podíamos imaginar confina-nos nas nossas casas e priva-nos dos momentos mais desejados e afetuosos da vida, como este que vivemos cada ano junto ti, ó terna mãe. Talvez estejamos todos a aprender como é uma peregrinação em estado puro, o peregrinar com o coração, a peregrinação interior no percurso mais íntimo da nossa vida com a companhia espiritual da mãe celeste, que leva cada um a encontrar-se com Deus santo e misericordioso”.

“É verdade que não está aqui no recinto a multidão de devotos para saudar Nossa Senhora com o conhecido e amado cântico do Ave de Fátima. Mas reparai: antes de nós decidirmos vir ao santuário, já ela foi ao nosso coração, às nossas casas e nos atraiu. Hoje é ela que abre as portas deste santuário e sai dele, espiritualmente, como peregrina para se fazer próxima das nossas vidas, das nossas casas e levar-nos a consolação do seu coração materno como fez na visita à casa da sua prima Isabel”.

“O bispo de Leiria-Fátima falou de um tempo de responsabilidade e solidariedade, diante das “terríveis consequências económicas, sociais e laborais” da Covid-19, deixando um “grito de alarme” perante “uma outra pandemia mais dolorosa, a da extensão da pobreza, da fome e da exclusão social, agravada pela cultura da indiferença e do individualismo”, assinala a notícia divulgada pela agência Ecclesia neste 13 de maio de 2020.

Ainda segundo a nota divulgada por Ecclesia, Dom Marto “defendeu uma mudança de paradigma, menos centrado no “poder cientifico-técnico, no poder económico-financeiro” ou no consumo, com novos hábitos e outro estilo de vida, mais atento à dimensão interior”.

“Não se pode viver só para produzir e para consumir, para ter e para aparecer”, apontou.

“Inesperadamente, um vírus imprevisível, invisível, silencioso, capaz de contagiar tudo e todos, põe o mundo inteiro a vacilar”, afirmou o Cardeal, quem falou da esperança dos cristãos no “triunfo do bem e da vida sobre o mal e a morte” recordando ainda a dor das famílias daqueles que “partem sem o conforto dos seus e sem lhes poderem dizer adeus”.

No final de sua homilia Dom António deixou uma mensagem de esperança aos fiéis de Portugal e todo mundo ao rezar: “Querida Mãe, queremos agradecer-te esta peregrinação interior, a luz, a esperança, a consolação e a paz de Cristo que levas às nossas casas e aos nossos corações. Hoje fazes tu o caminho da ida; o caminho da volta fá-lo-emos nós, quando superarmos esta ameaça que no-lo impede. Voltaremos, sim, voltaremos! É a nossa confiança e nosso compromisso, hoje. Voltaremos juntos aqui, em ação de graças, para te cantar: “aqui vimos, mãe querida, consagrar-te o nosso amor”!”.

O Recinto de Oração, que é o espaço destinado aos milhares de peregrinos que visitam o Santuário de Fátima, se encontra fechado ao público desde a tarde do dia 12 até o final da manhã desta quarta-feira, “devido às regras sanitárias definidas pelo Governo no contexto da declaração do estado de calamidade pública, em articulação com a Conferência Episcopal Portuguesa”, recorda o texto da Agência Ecclesia.

As missas com público em Portugal devem ser retomadas nos dias 30-31 de maio, seguindo uma série de normas indicadas pela Conferência Episcopal para garantir a saúde dos participantes.

Fonte: ACI digital

Comentários

Postagens Mais Visitadas do Mês

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog