Bispo de Leiria-Fátima na procissão das velas: respondamos à pandemia rezando o Rosário - Devoção e Fé - Blog Católico

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Bispo de Leiria-Fátima na procissão das velas: respondamos à pandemia rezando o Rosário


Virgem de Fátima. Foto: Facebook Santuário de Fátima

FATIMA, 13 Mai. 20 / 06:14 am (ACI).- Pela primeira vez em sua história, o Santuário da Virgem da Fátima em Portugal realiza as celebrações dos dias 12 e 13 de maio sem peregrinos no recinto devido às medidas de contenção da pandemia de Covid-19 no país. Neste contexto, o bispo de Leiria-Fátima, Cardeal António Marto, afirmou aos presentes que não há melhor resposta ao surto de coronavírus no mundo inteiro que a oração do Rosário.

As celebrações pelo 103º. aniversário das aparições de Fátima em 1917 começaram às 21h30 desta terça-feira, 12, com o lucernário na Capela das Aparições e a oração do terço, que teve como intenção o fim da pandemia e no qual meditou-se sobre os Mistérios Dolorosos. Dom Marto abençoou 21 velas, uma para cada diocese de Portugal, e animou os fiéis a acenderem uma velinha nas janelas de suas casas para criar “um manto de luz que percorra o país e o mundo”.

Após a oração mariana, houve uma pequena procissão seguindo a imagem de Nossa Senhora até o altar do recinto, onde o bispo presidiu uma liturgia da Palavra e fez uma reflexão com os presentes.

Em sua homilia, o Cardeal recordou o pedido dos discípulos a Jesus: “‘Fica conosco Senhor porque já é de noite’. É a primeira invocação ante a noite escura do mundo que vive uma pandemia global. É uma invocação muito diferente de todas as noites de 12 de maio que são autênticos mares de luz e que hoje parecem um deserto”.

“Sim, o Santuário está vazio mas não deserto. Estamos fisicamente separados, mas espiritualmente unidos como Igreja, com Maria, de modo intenso, com o coração cheio de fé e de confiança. Estamos aqui todos os que nos seguem por diversos meios de comunicação com o calor da fé que acende nossos corações, estão aqui seus corações unidos em uma grande comunhão.”, continuou.

“Nesta hora de prova pedimos pela população mais sofrida, e pelos que lutam pela saúde de todos, para lhes comunicar nossa fé e nosso apoio na oração”.

“Rezamos pelos defuntos, seus familiares e todos os profissionais da saúde, por sua dedicação ao pôr em risco a própria vida, todos os que cuidam dos doentes, eles, os pobres, as famílias que cuidam ou choram, os sacerdotes, os trabalhadores de defesa civil, de limpeza, alimentação, os bombeiros e tantos outros que não regulam os sacrifícios como bons samaritanos”, continuou o Cardeal.

O Cardeal Marto indicou que “à pandemia do vírus queremos responder com a universalidade e a oração, de compaixão e ternura. Permaneçamos unidos, façamos sentir nossa proximidade às pessoas mais provadas e necessitadas, é o chamado do Papa Francisco. A este chamado respondemos com a consagração de Portugal ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria”.

“Hoje respondemos com o Rosário, oração ante os momentos difíceis, como Nossa Senhora indica: ‘Rezem o Rosário todos os dias para alcançar a paz no mundo e o fim da guerra’”.

Dom António Marto assegurou também que “ao meditar os mistérios dolorosos unimos toda a humanidade que sofre. Confiamos nossa dor ao coração materno de Maria”.

“Pedimos-lhe –continuou– que com toda nossa solidariedade, sejamos testemunhas de que o Senhor salva os corações afligidos”.

“O Senhor fica conosco, faz-nos sentir sua proximidade e sua luz que ilumina a noite do mundo através de sua Mãe, que nos entregou não só como mãe dos dores mas como mãe de esperança, como estrela que orienta os peregrinos da fé no mar da história até o porto da eternidade”, continuou.

“Santa Maria, ensina-nos a acreditar, esperar e amar contigo. Estrela do Mar, brilha sobre nós e guia-nos em nosso caminho no mar da história”, concluiu o Cardeal Marto.

Logo depois de sua homilia, o Cardeal Marto lavou os pés a três peregrinos, em representação de todos os peregrinos e devotos da Virgem da Fátima do mundo, para simbolizar que o Santuário os acolhe e reza por eles.

Depois da liturgia da palavra, os fiéis levaram novamente em procissão a Virgem da Fátima até o recinto onde se localiza a Capela das Aparições, erguida sobre o lugar onde Nossa Senhora apareceu aos pastores.

As celebrações de 13 de maio começarão com o Santo Rosário às 9:00 a.m. na Capela das Aparições, e logo a Santa Missa da Solenidade da Virgem da Fátima se celebrará às 10:00 a.m. no altar localizado no pátio do Santuário português, também presidida pelo Cardeal Marto.

Os peregrinos podem seguir as celebrações no site do Santuário www.fatima.pt ou na sua página oficial do Facebook em @SantuarioFatima.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog