Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Papa deixa o Vaticano para rezar diante do Crucifixo milagroso que salvou Roma da peste


Papa Francisco na igreja de San Marcello al Corso. Crédito: Vatican Media

Vaticano, 15 Mar. 20 / 06:05 pm (ACI).- Este domingo pela tarde o Papa Francisco saiu do Vaticano para rezar pelo fim da epidemia de coronavirus na Itália e em todo o mundo, primeiro na Basílica da Santa Maria Maior e depois na igreja de São Marcelo, diante da famosa imagem do Cristo milagroso que salvou a Roma da peste.

“Esta tarde, pouco depois das 16 horas, o Papa Francisco saiu que Vaticano de forma privada e visitou a Basílica de Santa Maria Maior, para rezar à Virgem Salus Populi Romani, cujo ícone é custodiado e venerado ali”, indicou o diretor do Escritório de Imprensa do Vaticano em uma declaração este domingo 15 de março.

“Sucessivamente, fazendo um trajeto na Via do Corso a pé, como uma espécie de peregrinação, o Santo Padre chegou à Igreja de São Marcello al Corso, onde se encontra o Crucifixo milagroso que em 1522 foi levado em procissão pelos bairros da cidade onde as pessoas rezavam pelo fim da ‘grande peste’ em Roma”, indicou Bruni.

“Com sua oração, o Santo Padre invocou o fim da pandemia que assola a Itália e o mundo, implorando a cura para os muitos doentes, recordou às muitas vítimas destes dias, e pediu que seus familiares e amigos encontrem consolo”, prossegue a declaração.

A oração do Papa, conclui Bruni, “também se dirige aos agentes de saúde, médicos, enfermeiros e a quantos nestes dias com seu trabalho garantem o funcionamento da sociedade. Por volta das 17:30h, o Santo Padre voltou ao Vaticano”.

O jornal Il Messaggero recorda que no século XVI houve uma grave epidemia em Roma e o Cardeal Raimondo Vich promoveu uma solene procissão penitencial para implorar a clemência divina.

A procissão durou 16 dias e os cronistas da época assinalam que, ali onde passava o Cristo, a peste se detinha.

Ante a atual emergência do coronavirus na Itália, muitos nas redes sociais recordaram o fato e sugeriram que novamente se faça a procissão, embora isto contrarie as normas dadas pelas autoridades civis italianas.

A Diocese de Roma decidiu no dia 9 de março o cancelamento de todas as missas públicas. Desse modo as igrejas paroquiais permanecem abertas apenas para a oração pessoal e, em casos concretos, a adoração eucarística e a administração do sacramento da Confissão.

Em 12 de março, a diocese aprovou uma nova disposição fechando as paróquias e igrejas de Roma, mas no dia seguinte, voltou atrás e manteve os templos abertos para a oração perante o tabernáculo. (ACI digital)

Devoção

A devoção especial do Pontífice pela Salus populi Romani é conhecida: Francisco reza diante do ícone não somente por ocasião das grandes festas marianas, mas também antes e depois de uma viagem internacional. Em 593, o Papa Gregório I a levou em procissão para pedir o fim da peste e, em 1837, Gregório XVI a invocou para cessar uma epidemia de cólera.

Levando em consideração a pandemia atual, é muito significativa a segunda etapa deste domingo do Papa Francisco. Segundo estudiosos, a igreja de São Marcelo preserva um crucifixo em madeira que remonta ao século XV, considerado o mais realístico de Roma, que sobreviveu a um incêndio e salvou a cidade da peste. Este mesmo crucifixo, abraçado por São João Paulo II, marcou a Jornada do Perdão durante o Grande Jubileu do Ano 2000. (Vatican News)


Veja o vídeo da pequena peregrinação do Papa ao som de "Stabat Mater"


Comentários

Postagens Mais Visitadas do Mês

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog