Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Hospital do Papa se mobiliza contra epidemia de coronavírus na Itália


Vaticano, 26 Fev. 20 / 02:30 pm (ACI).- O Hospital Pediátrico Bambino Gesù, em Roma, conhecido como Hospital do Papa, mobilizou seus recursos médicos para combater a epidemia do conhecido como Coronavirus de Wuhan, que já causou 6 mortes e mais de 200 infectados no norte da Itália.

O vírus, identificado como COVID-19 ou 2019-nCoV e que causa problemas respiratórios com risco de pneumonia, teve origem no mercado da cidade chinesa de Wuhan, em dezembro de 2019, onde a carne de animais selvagens era comercializada sem nenhum tipo de controle sanitário.

A epidemia causou mais de 2.500 mortes, a maioria na China, e infectados em muitos países ao redor do mundo, incluindo a Itália. Especialmente alarmante está sendo também a situação no Irã e na Coreia do Sul, onde o vírus se introduziu com grande virulência.

No caso específico da Itália, a epidemia ficou descontrolada no final da semana passada quando surgiram os primeiros focos nas regiões de Lombardia e Veneto, sem que as autoridades italianas fossem capazes de identificar como o vírus apareceu e se espalhou.

Frente a essa situação, a presidente do Hospital Bambino Gesù, Dra. Mariella Enoc, explicou aos meios de comunicação, nesta segunda-feira, 24 de fevereiro, que em Lácio, embora o hospital de referência para especialidades pediátricas seja o Bambino Gesù, decidiu-se enviar os possíveis casos de crianças doentes de COVID-19 ao Hospital Lazzaro Spallanzani, também em Roma.

O motivo é que, no Hospital Bambino Gesù, são tratadas muitas crianças com câncer e com o sistema imunológico mais frágil, por isso a presença de crianças doentes com coronavírus é desaconselhada.

Embora, como assinalou a Dra. Enoc, não haja nenhuma criança diagnosticada com COVID-19, decidiu-se tomar medidas de prevenção caso ocorram casos. Para isso, o Bambino Gesù enviou profissionais de saúde, medicamentos e instrumentos médicos ao Hospital Lazzaro Spallanzani.

Precisamente, há dois cidadãos chineses diagnosticados com COVID-19 internados neste hospital, embora estejam estáveis e um já esteja fora de perigo.

Portanto, “em vez de levar as crianças ao Bambino Gesù, que é um hospital onde há casos muito delicados, toda a oncologia, preferimos que o Hospital Bambino Gesù vá ao Spellanzani. Isso significa uma colaboração muito forte que tranquilizou todos os pais das crianças que estão conosco”.

Com relação à reação do Estado italiano frente à epidemia, a Dra. Enoc disse que "o que poderia ser feito já foi feito".

"Esse tipo de epidemia atinge, sobretudo, as pessoas mais imunodeprimidas, pessoas com múltiplas patologias, porque é evidente que basta que uma pessoa idosa com outros problemas contraia pneumonia para que seu quadro clínico se agrave", explicou.

Em todo caso, espera “que essa epidemia se detenha. Sabe-se que na China o pico já está caindo. Toda doença tem um pico e depois uma queda, e nós estamos tranquilos”.

Concretamente, pediu que a epidemia não seja politizada: “Peço que esta epidemia não se converta em uma questão política, porque não pode ser uma questão política. É uma questão de saúde, de bem-estar dos italianos”.

Por fim, fez um chamado a colocar todos os meios para evitar que o vírus chegue ao continente africano, “onde certamente não seria possível fazer tudo o que está sendo feito na Itália para uns poucos casos”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.

Fonte: ACI digital

Comentários

Postagens Mais Visitadas do Mês

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog