O terço que Jesus deu a Santa Faustina para alcançar a Divina Misericórdia - Devoção e Fé - Blog Católico

sexta-feira, 26 de abril de 2019

O terço que Jesus deu a Santa Faustina para alcançar a Divina Misericórdia


REDAÇÃO CENTRAL, 24 Abr. 19 / 05:00 am (ACI).- Todos os anos, o Segundo Domingo da Páscoa é a Festa da Divina Misericórdia, estabelecida por São João Paulo II. Em 1935, Santa Faustina recebeu de Cristo as seguintes indicações: “Essa oração serve para aplacar a Minha ira. Tu a recitarás por nove dias, por meio do Terço do Rosário da seguinte maneira: Primeiro dirás o ‘Pai Nosso’, a ‘Ave Maria’ e o ‘Credo’”.

“Depois, nas contas de ‘Pai Nosso’, dirás as seguintes palavras: Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro”.

“Nas contas de ‘Ave Maria’ rezarás as seguintes palavras: Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro. No fim, rezarás três vezes estas palavras: Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro”.

Este Terço geralmente é concluído com a seguinte oração escrita no diário de Santa Faustina: “Oh sangue e água que jorrastes do coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em vós”.

Com a expansão da devoção ao Senhor da Divina Misericórdia, são muitos os fiéis que rezam este terço todos os dias às três horas da tarde, a “hora da misericórdia”, e seguindo a promessa de Cristo: “Recita, sem cessar, este Terço que te ensinei. Todo aquele que o recitar alcançará grande misericórdia na hora da sua morte”.

Certo dia, o Senhor da Divina Misericórdia disse à Santa Faustina: “Oh, que grandes graças concederei às almas que recitarem esse Terço”.

Em outra ocasião, Jesus pediu à Santa: “Escreve que, quando recitarem esse Terço junto aos agonizantes, Eu Me colocarei entre o Pai e a alma agonizante não como justo Juiz, mas como Salvador misericordioso”.

Fonte: ACI digital
Crédito das fotos: Flickr - Enrique Lopez Tamayo Biosca _(CC-BY-2.0)
5 boas razões para rezar o Terço da Divina Misericórdia

REDAÇÃO CENTRAL, 23 Abr. 19 / 06:00 am (ACI).- O Sistema Informativo da Arquidiocese do México (SIAME) publicou em 2017 um artigo no qual propõe 5 boas razões para rezar o Terço da Divina Misericórdia pelas intenções pessoais, saúde de um enfermo, um moribundo ou pelo que cada pessoa tenha em seu coração.

O artigo foi escrito por Alejandra María Sosa Elízaga e apresenta as seguintes razões:

1. Jesus pede

Jesus apareceu a Santa Faustina Kowalska, religiosa polonesa (1905-1938) e lhe pediu para divulgar a misericórdia divina através de três meios:

a) A imagem com a inscrição “Jesus, eu confio em Vós”.

Jesus disse: “Prometo que a alma que venerar esta Imagem não perecerá” (Diário de Santa Faustina, 48).

b) A festa da Divina Misericórdia, o Segunda Domingo da Páscoa (neste ano, 8 de abril).

Jesus disse: “Desejo que a Festa da Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores (...). A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e das penas” (Diário, 699).

c) A oração que ele ditou: “O Terço da Divina Misericórdia”.

2. São obtidas graças extraordinárias

Jesus disse: “Oh, que grandes graças concederei às almas que recitarem esse Terço; as entranhas de Minha misericórdia se enternecem por quem reza este Terço” (Diário, 848).

Afirmou: “Ainda que o pecador seja o mais endurecido, se recitar este Terço uma só vez, alcançará a graça da Minha infinita misericórdia... desejo conceder graças inimagináveis às almas que confiam em Minha misericórdia” (Diário, 687).

Prometeu: “Defendo toda alma que recitar esse terço na hora da morte, como se fosse a Minha própria glória, ou quando outros o recitarem junto a um agonizante, eles conseguem a mesma indulgência” (Diário, 811).

3. O Papa Francisco recomenda

No Segundo Domingo da Quaresma de 2016, o Papa Francisco mandou distribuir entre os fiéis na Praça de São Pedro “caixinhas de Misericórdia”, “remédio para o mundo de hoje”, que continham a imagem do Senhor da Divina Misericórdia, a explicação do Terço da Divina Misericórdia e um terço para rezar.

Em sua bula Misericordiae Vultus, o Papa chama Santa Faustina de “grande apóstola da Misericórdia” e pede sua intercessão.

4. É muito fácil de rezar

Jesus ensinou assim a Santa Faustina: Reza-se “por meio do Terço do Rosário da seguinte maneira: Primeiro dirás o ‘Pai Nosso’, a ‘Ave Maria’ e o ‘Credo’. Depois, nas contas de ‘Pai Nosso’, dirás as seguintes palavras: ‘Eterno Pai, eu Vos ofereço o Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Vosso diletíssimo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, em expiação dos nossos pecados e do mundo inteiro’. Nas contas de ‘Ave Maria’ rezarás as seguintes palavras: ‘Pela Sua dolorosa Paixão, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro’. No fim, rezarás três vezes estas palavras: ‘Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal, tende piedade de nós e do mundo inteiro’” (Diário, 476).

5. Só demora cinco minutos

Em um retiro com um grupo de seminaristas, Sosa Elízaga convidou para rezar em grupo o Terço às 15h, dizendo: “Só demora cinco minutos”. Ao terminar, um deles comentou: “Verifiquei com meu relógio e, efetivamente, são cinco minutos”.

Fonte: ACI digital
Terço / Foto: Daniel Ibañez (ACI Prensa)



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog