Papa Francisco inaugura reunião sobre o tema dos abusos pedindo valentia aos bispos - Devoção e Fé - Blog Católico

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Papa Francisco inaugura reunião sobre o tema dos abusos pedindo valentia aos bispos


Vaticano, 21 Fev. 19 / 07:45 am (ACI).- O Papa Francisco inaugurou este 21 de fevereiro o encontro com bispos de todo o mundo, entre eles os presidentes de todas as conferências episcopais da Igreja Católica, no qual os prelados junto do Santo Padre refletirão nos próximos 3 dias sobre a proteção de menores e animou os bispos a terem a valentia de buscar a cura para “as graves feridas do escândalo da pedofilia” na Igreja.

Depois da oração matutina no Sala Nova do Sínodo, o Santo Padre explicou que “ante o flagelo do abuso sexual perpetrado por homens da Igreja que prejudicaram os menores” ele decidiu convocar Patriarcas, Cardeais, Arcebispos, Bispos, Superiores Religiosos e outros responsáveis por alguns Dicastérios da Cúria Romana, para que “juntos escutemos o Espírito Santo e com docilidade ouçamos o clamor dos pequenos que pedem justiça”.

Deste modo, o Papa recordou aos 190 participantes do encontro, “o peso da responsabilidade pastoral e eclesiástica, que nos obriga a discutir juntos, de maneira sinodal, sincera e profunda sobre como enfrentar este mal que aflige a Igreja e a humanidade”.

“O santo povo de Deus nos olha e espera de nós não só uma mera e óbvia condenação do tema, e sim medidas concretas e efetivas", exclamou.

Neste sentido, o Pontífice animou os presentes a iniciarem este “caminho armados com a fé e o espírito de máxima parresia, valentia e concreção” e para isso, os participantes receberam um documento preparado por diversas Comissões e Conferências Episcopais, e que segundo o Papa, contém importantes critérios e “linhas gerais para ajudar na nossa reflexão”. Eles são “um ponto de partida”, porém não devem remover “a criatividade que deve haver neste encontro”, explicitou.

Do mesmo modo, o Papa Francisco agradeceu à Pontifícia Comissão para a proteção de menores, a Congregação para a Doutrina da Fé e aos membros do Comitê organizador “pelo excelente trabalho desenvolvido com grande compromisso para preparar este encontro”. “Muito obrigado!”, expressou.

Ao finalizar, o Santo Padre pediu ao Espírito Santo “nos sustentar nestes dias e nos ajudar a transformar este mal em uma oportunidade de consciência e de purificação” e à Virgem Maria para que os “ilumine para procurar curar as graves feridas que o escândalo da pedofilia causou, seja nos pequenos ou nos demais fiéis”, concluiu.

O programa do encontro prevê que de quinta-feira à sábado haja três conferências por dia, a primeira foi realizada pelo Cardeal Luis Antonio Tagle com o título “O aroma das ovelhas. Saber sua dor e curar suas feridas está no coração da tarefa do pastor”. Diariamente também os participantes terão espaço para as perguntas, trabalhos em diferentes grupos linguísticos e oração pela tarde com o testemunho de uma vítima de abusos.

Já no sábado pela tarde haverá uma liturgia penitencial e no domingo pela manhã uma celebração Eucarística concelebrada por todos os bispos e clérigos convidados. Ambos eventos terão lugar na Sala Régia do Vaticano. Ao concluir esta Eucaristia, o Papa Francisco pronunciará seu discurso final encerrando o evento.

Fonte: ACI digital

Organizadores de encontro do Vaticano sobre abusos receberam grupo de vítimas

Vaticano, 21 Fev. 19 / 09:29 am (ACI).- O comitê organizador do Encontro sobre a Proteção de Menores na Igreja se reuniu na quarta-feira, 20 de fevereiro, em Roma, com um grupo de representantes de vítimas de abusos cometidos por membros do clero.

O diretor interino da Sala de Imprensa do Vaticano, Alessandro Gisotti, informou que “12 pessoas, homens e mulheres, de diferentes áreas do mundo e pertencentes a diversas organizações”, conversaram, em representação dos sobreviventes de abusos, durante pouco mais de duas horas com os organizadores do encontro que começou na manhã desta quinta-feira, 21 de fevereiro, e que será concluído no domingo, 24.

Gisotti disse que “os membros da Comissão são muito gratos às vítimas que participaram do colóquio pela sinceridade, profundidade e força de seus testemunhos, que certamente os ajudará a entender sempre melhor a gravidade e a urgência dos problemas que serão enfrentados durante o Encontro".

Participaram deste encontro o Secretário Adjunto da Congregação para a Doutrina da Fé, Dom Charles Scicluna o presidente do Centro pela Proteção da Infância da Pontifícia Universidade Gregoriana, Pe. Hans Zollner; o Arcebispo de Chicago, Cardeal Blase Cupich; o Arcebispo de Bombaim, Oswald Gracias; e o moderador do encontro, Pe. Federico Lombardi.

Fala das vítimas

Após o encontro, algumas vítimas de abusos deram uma declaração à imprensa.

Juan Bayas, vítima e representante das vítimas do Equador, pediu ao Papa que a tolerância zero seja também contra os bispos que encobrem estes delitos, pois, quando há uma denúncia, esses prelados “falam com as vítimas e lhes pedem que, por favor, rezem a Deus e que não acontecerá nada mais”. “Também eles são culpados de que essas coisas continuem acontecendo”, assegurou.

Disse que em seu caso, a promotoria equatoriana não continuou com a denúncia “por falta de provas”. Assegurou que foi vítima de um presbítero junto com outras pessoas e, por isso, pediu ao Vaticano “que, por favor, me dê a informação, porque expulsaram este sacerdote do sacerdócio, mas lamentavelmente a justiça diz que não há informação”.

Por sua parte, Evelyn, do Canadá, reconheceu “estar feliz porque suas vozes foram ouvidas”, pois durante as conversas todos concordaram que “esta é uma crise internacional”.

“A Igreja conhece a história, não precisam de nossa história, precisam atuar e devem atuar agora”, ressaltou Evelyn, a qual assegurou que querem “uma ação decisiva... uma estrutura credível”. Disse que muitas das vítimas “trabalharam nisso durante anos”.

“Por sua parte, Phil Saviano, da associação Bishop Accountability, pediu que se eduque os bispos “em partes do mundo onde não acreditem que têm um problema. Não é que não tenham este problema, mas que não sabem”.

“Acredito que há progresso. Acredito que é um marco e espero não estar muito decepcionado daqui a seis meses”, expressou.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog