Padre denuncia “proporções mastodônticas da hipocrisia” em nossos dias

hipocrisia
Kiselev Andrey Valerevich | Shutterstock

Pe. José Eduardo - publicado em 14/11/22

Pe. José Eduardo: "As palavras transfiguram quase todos os horrores e desfiguram quase todos os valores"

O pe. José Eduardo de Oliveira denunciou em suas redes sociais o que descreveu como “proporções mastodônticas da hipocrisia” em nossos dias.

Eis o comentário do sacerdote, que se tornou nacionalmente conhecido pela enfática defesa da vida humana desde a concepção até a morte natural:

“A hipocrisia adquiriu proporções mastodônticas em nossos dias: as palavras transfiguram quase todos os horrores e desfiguram quase todos os valores. Assim, quem tem o microfone, quer garantir a sua hegemonia de mentir, rotulando o contraditório de fake, cinicamente em nome da tolerância; querem preservar a exclusividade da fala para, com ela, decidir o que é lícito e o que não é com o único critério de lhes convir ou não.

Pior é que as vítimas aceitam o amordaçamento verbal e não conseguem transcendê-lo dando nome às ações; apenas contentam-se em exprimir sentimentos de repúdio, quando as situações demandam refutações. Se todo um processo é concebido para conduzir a um desfecho desonesto com aparência de licitude, não é apenas um de seus atos que é ilegítimo, mas o conjunto todo da obra o é, e a realidade, em si, solicita a reparação do supremo ultraje.

Como não lembrar-se, hoje, dos seguintes versos de Camões?

O recado que trazem é de amigos,
Mas debaixo o veneno vem coberto;
Que os pensamentos eram de inimigos,
Segundo foi o engano descoberto.
Ó grandes e gravíssimos perigos!
Ó caminho de vida nunca certo:
Que aonde a gente põe sua esperança,
Tenha a vida tão pouca segurança!
(Os Lusíadas, Canto I, 105-106)”.

Fonte: Aleteia
---

Comentários

Newsletter

Receba novos posts por e-mail: