Uma oração esquecida a São Miguel contra as agressões do mal

São Miguel combatendo Satanás
Eugène Delacroix | Public Domain

São Miguel combatendo Satanás

Philip Kosloski - publicado em 14/10/22

Esta oração a São Miguel data do século IX e invoca a proteção do Arcanjo contra o inimigo da nossa alma

Embora muitos estejam familiarizados com a tradicional “Oração de São Miguel” do Papa Leão XIII, esta não é a única oração da Igreja ao Santo Arcanjo.

Na Raccolta, uma coleção de orações que data do início do século XIX, está listada uma oração a São Miguel Arcanjo que tem uma longa história, mas que agora é raramente utilizada.

Tem o título “Te splendor et virtus Patris”, e embora tenha sido frequentemente musicada, o Papa Pio VII em 1817 encorajou os fiéis a “recitarem o seguinte hino [com coração contrito e devoção], com a antífona e oração, em honra de São Miguel Arcanjo; a obter para si próprios a poderosa ajuda que o seu patrocínio proporciona a todos nos assaltos do inimigo do homem, e em todas as tentações, seja em vida ou na hora da morte”.

O texto original do hino foi atribuído ao Beato Rabanus Maurus, um monge beneditino do século IX. Acredita-se também que ele seja o autor do hino Veni Creator Spiritus.

Abaixo encontra-se uma tradução do hino baseada no texto latino encontrado na Raccolta.

Ó Jesus, primavera da vida da alma,
O poder do Pai, e a glória brilhante!
A ti, com os anjos, exaltamos;
De Ti retiram a sua vida e a sua luz.

Os teus milhares de anjos estão espalhados
No céu azul;
Mas Miguel carrega o Teu temido estandarte,
E levanta a poderosa Cruz no alto.

Ele, com esse sinal, afasta os poderes rebeldes
que se firmaram com a expulsão do seu príncipe-dragão;
Expulsos das torres altas do céu
Para baixo como um relâmpago para o inferno.

Concede-nos ainda com Miguel, ó Senhor,
Contra o Príncipe do Orgulho lutar;
Que uma coroa seja também a nossa recompensa,
Perante o trono puro de luz do Cordeiro.

A Deus seja a glória do Pai,
E ao seu Filho unigénito;
O mesmo, ó Espírito Santo, a Ti,
Enquanto correm as eras eternas.

Ó Príncipe mais glorioso, Miguel Arcanjo, lembra-te de nós; aqui, e em todos os lugares, intercede por nós ao Filho de Deus Altíssimo.

Cantarei louvores a Ti, meu Deus, perante os Anjos.
Eu Te adorarei no Teu santo templo, e louvarei o Teu Nome.

Oremos.
Ó Deus, que no dispensar da Tua providência acolhe admiravelmente o ministério dos anjos e dos homens; concedei misericordiosamente que os Santos Anjos, que sempre ministram perante o Teu trono no céu, possam ser os protetores também da nossa vida na terra. Por Jesus Cristo nosso Senhor.

Fonte: Aleteia
---

Comentários

Newsletter

Receba novos posts por e-mail: