Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Qual a diferença entre um Beato (beatificação) e um Santo (canonização) ?


Às vezes ficamos em dúvida sobre a diferença entre beatificação e canonização, e hoje no Blog da Família iremos abordar este tema importante na vida de todos os católicos.

Beato ou Bem Aventurado

O Beato ou Bem Aventurado (Bv.), é um título que é dado para todos aqueles que estão passando pelo processo de canonização dentro igreja, porém, ainda não são considerados Santos.
O fato daquele fiel ter se tornado um Beato oficializa seu culto, porém, diferente daquele que já é considerado Santo, o culto público é apenas permitido em sua região de origem e onde viveu, porém, já é oficializado pelo Santo Papa.

O Beato também é Santo?

Quando alguém é considerado Beato pelo Papa, esta pessoa de forma similar a um santo passa a ser considerado um exemplo de virtude cristã, seja pelo martírio ou por outro exemplos do seu dia a dia, porém ainda há um caminho a se percorrer para a Santidade.

Quando um Beato se torna Santo?

Antes de se tornar Santo um beato passa por um processo de estudo de sua história, seus exemplos, milagres e outros fatores importantes, e existem apenas duas formas de alguém ser declarado Santo ou Beato: sendo a primeira diretamente por uma Bula Papal, e a outra mais complexa, porém, possível em uma reunião de todos os Bispos da Igreja em um concílio para a decisão sobre a Santidade daquele Beato.

Similaridades

Existem algumas similaridades também entre o Santo e o Beato, e muitas dessas similaridades são responsáveis por muitas dúvidas que são geradas entre os fiéis.
A primeira semelhança entre o santo e o beato é que como citado acima são ambos considerados exemplos pela Igreja, e pelo Papa, porém, é necessário entender que apesar de seu exemplo e virtudes essa pessoa ainda está passando por um processo onde sua história é estudada minuciosamente pela Igreja antes da canonização.

Outra semelhança como citada acima, o culto público ao Beato é livre, porém, diferentemente do santo é restrito apenas a ao local onde aquela pessoa nasceu e viveu.

Ser Beato é menos que ser Santo?

Pelo contrário, se analisarmos esta situação podemos compreender que a beatificação por si só já é importante, pois naquele momento já começa a ser reconhecida a santidade daquele fiel, além de haver a permissão do culto público, assim sendo um Beato não é menos que um santo dentro da Igreja, mas sim alguém que está em um processo de oficialização.

Beatos do Brasil

Nosso país por ser muito católico possui vários beatos, abaixo listamos os nomes de todos os beatos, beatas e bem aventurados do Brasil:

Beato Inácio de Azevedo e 39 companheiros mártires (Quarenta Mártires do Brasil)

Beato Eustáquio van Lieshout

Beato Mariano de la Mata Aparício

Beata Albertina Berkenbrock (mártir)

Beato Manuel Gonzalez e Beato Adílio Daronch (mártires)

Beata Lindalva Justo de Oliveira, FDC (mártir)

Beata Bárbara Maix

Beata Dulce dos Pobres

Beata Francisca de Paula de Jesus (Nhá Chica)

Beata Assunta Marchetti

Beato (Padre) Francisco de Paula Victor

Beato João Schiavo

Beatos André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro

Beato (Padre) Donizetti Tavares de Lima

Concluímos e podemos entender a importância de um Beato para a Igreja e para a fé cristã. Santo ou Beato não torna mais ou menos importante, pois apenas o fato da beatificação já representa muito.

Comentários

Postagens Mais Visitadas do Mês

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog