Hoje celebramos Nossa Senhora do Carmo, a mais bela flor do jardim de Deus (16 de julho) - Devoção e Fé - Blog Católico

terça-feira, 16 de julho de 2019

Hoje celebramos Nossa Senhora do Carmo, a mais bela flor do jardim de Deus (16 de julho)


REDAÇÃO CENTRAL, 16 Jul. 19 / 05:00 am (ACI).- Segundo a tradição, no dia 16 de julho de 1251, São Simão Stock, superior dos Carmelitas, encontrava-se em profunda oração rogando por seus religiosos perseguidos quando a Virgem lhe apareceu com o hábito da Ordem na mão e entregou-lhe o escapulário.

Tempos depois, a devoção a Nossa Senhora do Carmo foi florescendo e a espiritualidade carmelita se estendeu por vários lugares do mundo.

A festa de Nossa Senhora do Carmo, que se celebra a cada 16 de julho, é ainda símbolo do encontro entre a Antiga e a Nova Aliança, porque foi no monte Carmelo (vocábulo hebreu que significa jardim) onde o profeta Elias defendeu a fé do povo escolhido contra os pagãos.

Elias e Eliseu permaneceram no Monte Carmelo e com seus discípulos viveram de maneira contemplativa, como eremitas em oração. Em meados do século XII de nossa era, São Bertolo fundou a Ordem do Carmelo e vários sacerdotes foram viver no Carmelo como eremitas.

Por volta de 1205, Santo Alberto, patriarca de Jerusalém, entregou aos eremitas do Carmelo uma regra de vida, que foi aprovada pelo Papa Honório III em 1226. Eles tinham a missão de viver na forma de Elias e de Maria Santíssima, a quem veneravam como a Virgem do Carmo.

No século XIII, o Papa Inocêncio IV concedeu aos carmelitas o privilégio de ser incluídos entre as ordens mendicantes junto com os franciscanos e dominicanos. Os carmelitas passaram por algumas reformas, sendo a maior delas a realizada por Santa Teresa d´Ávila (Santa Teresa de Jesus) e São João da Cruz. Através dos séculos, esta espiritualidade deu muitos santos à Igreja.

Oração à Nossa Senhora do Carmo

Ó bendita e imaculada Virgem Maria, honra e esplendor do Carmelo! Vós que olhais com especial bondade para quem traz o vosso bendito escapulário, olhai para mim benignamente e cobri-me com o manto da vossa maternal proteção. Fortificai a minha fraqueza com o vosso poder, iluminai as trevas do meu espírito com a vossa sabedoria, aumentai em mim a fé, a esperança e a caridade. Ornai minha alma com a graça e as virtudes que a tornem agradável ao vosso divino Filho. Assisti-me durante a vida, consolai-me na hora da morte com a vossa amável presença e apresentai-me à Santíssima Trindade como vosso filho e servo dedicado; e lá do céu, eu quero louvar-vos e bendizer-vos por toda a eternidade.

Nossa Senhora do Carmo libertai as benditas almas do purgatório. Amém!

Fonte:ACI digital


A Virgem do Carmo e sua profunda relação com a Estrela do Mar


REDAÇÃO CENTRAL, 16 Jul. 19 / 08:00 am (ACI).- O Carmelo é uma cadeia montanhosa situada na Palestina, com aproximadamente 600 metros de altitude, localizada perto da costa mediterrânea. Ele é uma referência para navios e é considerada um lugar sagrado pelas três religiões monoteístas (judeus, cristãos e muçulmanos).

Além disso, está relacionado com o profeta Elias do Antigo Testamento.

A tradição diz que no século XIII os carmelitas tiveram que abandonar o Monte Carmelo devido à invasão dos muçulmanos e os que ficaram foram massacrados. Antes de ir embora, enquanto cantavam o Salve Regina, a Virgem Maria lhes apareceu e prometeu ser a sua Estrela do Mar.

Por volta de 1241, o Barão de Grey da Inglaterra voltou das Cruzadas na Palestina levando um grupo de religiosos do Monte Carmelo e lhes deu uma mansão em Aylesford.

Neste lugar, alguns anos depois, houve um acontecimento mariano especial.
Um dia, São Simão Stock, superior dos carmelitas, implorou por uma intervenção divina em defesa dos diversos ataques que a ordem recebia. Em sua oração suplicante, chamou a Mãe de Deus de “flor do Carmelo” e “Estrela do Mar”. A Virgem o ajudou e apareceu com o escapulário para os carmelitas.

Na medida em que os religiosos carmelitas foram crescendo, propagou-se a devoção à Virgem do Carmo, também conhecida como a Estrela do Mar, e ocorreram milagres.
Em 1845, o barco inglês “Rei do Oceano” estava no meio de uma grande tempestade. As ondas castigavam sem piedade e o fim parecia próximo. Um ministro protestante chamado Fisher subiu ao convés com sua esposa, seus filhos e outros para implorar a Deus misericórdia e perdão.

Um jovem irlandês, John McAuliffe, ao perceber a gravidade da situação, abriu a sua camisa, tirou o Escapulário e, fazendo com ele o Sinal da Cruz sobre as furiosas ondas, o lançou ao oceano. Naquele momento o vento se acalmou, mas uma onda chegou ao convés e o Escapulário regressou aos pés do rapaz.

Ao interrogar o jovem, os presentes conheceram a história da Santíssima Virgem e do seu Escapulário. Deste modo, o Sr. Fisher e a sua família decidiram entrar para a Igreja Católica o mais rápido possível e assim desfrutar da proteção da Virgem do Carmo.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog