Conheça a história da única vez que São José apareceu sozinho - Devoção e Fé - Blog Católico

sábado, 23 de março de 2019

Conheça a história da única vez que São José apareceu sozinho


Por Walter Sánchez Silva

REDAÇÃO CENTRAL, 23 Mar. 19 / 06:00 am (ACI).- No dia 7 de junho de 1660, São José apareceu para um jovem pastor no Monte Bessillon, na região francesa de Cotignac. Essa é a única aparição na qual o Santo Custódio da Família de Nazaré aparece sozinho e que foi reconhecida pela Igreja Católica.

Segundo o site da Diocese de Fréjus-Toulon, “em 7 de junho de 1660, por volta das 13 horas, Gaspard Ricard, um jovem pastor de 22 anos, cuidava de seu rebanho no monte Bessillon”.

"O calor era sufocante e estava com sede. De repente, percebeu um homem ao seu lado", que apontou para uma rocha grande e lhe disse: "Eu sou José, mova-a e beberás".

Alguns relatos da época indicam que a rocha era tão grande que precisaria da força de pelo menos oito homens para movê-la.

O relato da diocese indica que, "diante da surpresa e da dúvida do jovem pastor, a aparição reafirmou seu conselho. Gaspard atendeu ao pedido, moveu a rocha sem problemas e descobriu uma fonte onde bebeu até ficar saciado".

O jovem pastor foi depressa ao povoado para dar a notícia da fonte, que havia surgido num local onde nunca antes havia existido um manancial de água fresca.

Segundo o site do mosteiro beneditino de Cotignac, após ouvir a notícia, em 9 de agosto, os habitantes da região começaram a construir uma capela no local da aparição, para onde iam muitos doentes que voltavam "curados ou confortados diante de seus sofrimentos".

A capela foi concluída em 1663 e confiada pelo bispo de então aos Padres Oratorianos, que construíram um santuário ao redor da fonte.

Até hoje, há no local uma inscrição tirada do livro de Isaías: "Vós tirareis com alegria água das fontes de salvação".

Em março de 1917, o então Bispo de Fréjus-Toulon, Dom Felix Guillibert, disse em uma carta que a brevidade da mensagem de São José na aparição de 1660 mostra que o Santo Custódio "não é falador. Nada mais simples, nem mais pobre que essa intervenção, a única aparição de São José desse tipo em toda a história da Igreja, em uma terra que Nossa Senhora já reservara para si mesma".

A aparição de Nossa Senhora das Graças

O Bispo se referiu assim às aparições de Nossa Senhora em 1519, sob a devoção de Nossa Senhora das Graças, que também visitou Cotignac.

O site da Diocese de Fréjus-Toulon observa que, "no dia 10 de agosto de 1519, na festa de São Lourenço, a Virgem Maria, acompanhada de São Miguel Arcanjo e São Bernardo, apareceu no campo a um homem muito piedoso chamado Jean de la Baume".

A Mãe de Deus, então, "ordenou-lhe que dissesse de sua parte para o clero e para a comunidade de Cotignac que fossem em procissão ao monte Verdaille e que construíssem uma igreja, sob a devoção de Nossa Senhora das Graças, pelo seu desejo de conceder muitas graças e favores para aqueles que a invocarem naquele lugar".

Entre os peregrinos famosos que foram a esse lugar, está o rei Luís XIV, que lhe agradeceu pelo dom de seu nascimento.

Atualmente, muitas pessoas peregrinam para pedir o dom de um filho ou para agradecer pelo recebimento de alguma graça. As mulheres grávidas também visitam este lugar para agradecer pelo dom da vida.

Fonte: ACI digital
A imagem de São José em Cotignac, no lugar onde apareceu na França. Foto: Cortesia Martha Calderón



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog