Fantasmas, demônios e infidelidade: exorcista resolve caso da vida real - Devoção e Fé - Blog Católico

terça-feira, 26 de abril de 2016

Fantasmas, demônios e infidelidade: exorcista resolve caso da vida real


Por Patti Armstrong

WASHINGTON DC, 25 Abr. 16 / 07:30 pm (ACI).- Temerosa de que o espírito de seu falecido ex-marido a perturbasse, uma mulher procurou o Pe. Vincent Lampert, exorcista da Diocese de Indianápolis, estado de Indiana (Estados Unidos).

Desde que seu morreu ex-marido, coisas estranhas aconteciam na casa. A mulher morava sozinha e quando seus móveis se mexiam não havia ninguém por perto. Foi muito estranho que uma velha foto do seu casamento tivesse aparecido uma e outra vez sobre uma mesa, apesar de que ela constantemente a trocasse de lugar.

O casamento deles havia terminado devido à infidelidade. Quando o marido lhe disse que a estava deixando por outra mulher, a esposa respondeu: “Desejo que você apodreça no inferno!”.

O tempo passou e o ex-marido sofreu de uma doença terminal. Antes de sua morte, arrependeu-se do adultério e pediu perdão à esposa. “Desejo que apodreça no inferno!”. Esta foi a resposta dela, pois não tinha intenção de perdoá-lo pela intensa dor que lhe causou e por destruir seu casamento.

Mas agora, depois da sua morte, parecia que ele estava fazendo com que a sua ex-mulher notasse a sua presença. Pretendia se vingar da esposa? Ou realmente agora estava no inferno e a estava castigando de alguma forma?

Depois de avaliar a situação, o Pe. Lampert considerou que o homem estava no purgatório e necessitava de orações. Deus lhe permitiu que fizesse notar sua presença ante sua ex-mulher. “Convenci a esposa em perdoá-lo”, disse o sacerdote. “Rezei por ele junto a ela e tudo ficou tranquilo”.

Demônios ou almas no purgatório?

Não é a primeira vez que o Pe. Lampert presenciou um caso como este. “Celebrei Missas em lugares onde acontecem este tipo de coisas e isso (rezar) normalmente resolve”, disse. “Durante a Missa, quando rezamos pela pessoa e tudo se tranquiliza, então sabemos que isto era o que necessitava”.

Isso quer dizer que as casas “enfeitiçadas” são reais? Os programas de televisão, filmes e livros sobre caça fantasmas, aproveitaram este conceito. Muitas pessoas não acreditam em casas enfeitiçadas enquanto outras pensam que este tipo acontecimento ocorre devido à ação do demônio. Mas existe por acaso algo como um fantasma amistoso?

“Acho que as almas podem atuar nesta realidade se necessitarem de orações e se Deus o permite”, disse o Pe. Lampert. Então, como podemos saber se é uma alma no purgatório causando uma atividade misteriosa em uma casa ou se isso é obra do demônio? “Se tudo se tranquiliza quando começamos a rezar, então isto prova que é uma alma do purgatório”, explica o sacerdote.

“Se for o mal, as coisas se tornam mais turbulentas, porque um demônio é atormentado pela oração”.

Muitas pessoas recorreram ao Pe. Lampert informando de ocorrências estranhas em seus lares. “Se for uma alma que está presa, está buscando orações e tentando chamar a atenção das pessoas”, explicou, “necessita dessas orações para avançar para onde precisa estar”.

Antes de atuar em uma situação de uma casa “enfeitiçada”, o Pe. Lampert disse que tem que investigar e passar por um tempo de oração.

“Sou usualmente muito cauteloso antes de aceitar celebrar uma Missa”.

“Diria umas orações para afastar o mal, mas não celebraria uma Missa. Não quero que aconteça nada que possa profanar a Eucaristia”.

Se um demônio se manifesta durante um exorcismo, advertiu, um sacerdote deve ter grande cuidado para proteger a Eucaristia.

A palavra invisível 

O Pe. Patrick (pseudônimo) é um pároco e, sem o conhecimento de seus paroquianos, também é o exorcista de sua Diocese. Quando lhe foi perguntado se existem fantasmas, recordou as palavras do Credo Niceno: “Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, criador de todas as coisas visíveis e invisíveis”.

“Se, como um cristão normal, não reconhece o mundo invisível, então está cego a muitas coisas disso”, assinalou. Além dos 9 coros de anjos e demônios, o presbítero disse que existem todas as almas que alguma vez estiveram unidas aos corpos.

“Depois da morte, nossas almas estarão no céu ou no inferno, mas há quem não está ainda no céu devido a suas imperfeições”, explicou o Pe. Patrick.

O exorcista assinalou que, às vezes, estas almas “estão atadas a coisas aqui sobre a terra. Acredito que é o que a gente chama de fantasmas: almas sem corpo ainda atadas a coisas ou pessoas”.

O Pe. Patrick advertiu as pessoas para que não recorram a caça fantasmas que procuram casas enfeitiçadas e trazem suas equipes paranormais. “Eles começam a perguntar por coisas para mostrar e provocar os espíritos para ter uma resposta”, disse.

“Isso é de fato abuso. Isso é não respeitar uma alma que vive aí. Isso é como montar câmeras onde vive e colocar microfones na sua cara enquanto toma o café da manhã”.

Em vez disso, Pe. Patrick recomendou que rezemos pelas almas das pessoas falecidas. E se alguém pensa que sua casa está “enfeitiçada”, deveria pedir ajuda ao sacerdote de sua localidade.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé