Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Frei Galvão sob a ótica de Bento XVI: "zeloso, sábio e prudente"


Renato L Lopes - shutterstock

Reportagem local - publicado em 23/10/20

Bento XVI destaca as virtudes do primeiro santo nascido no Brasil

Foi o então Papa Bento XVI que canonizou São Frei Galvão, o primeiro santo nascido no Brasil. A missa aconteceu no dia 11 de maio de 2007, no Campo de Marte, em São Paulo.
Na homilia, Bento XVI fez questão de destacar algumas virtudes de Frei Galvão. São características que, de fato, o fizeram atingir a glória dos altares.

Primeiramente, o Papa enalteceu, o carisma evangelizador de São Frei Galvão. Logo após, elogiou seu testemunho de adorador da Eucaristia. Disse ele:

“Demos graças a Deus pelos contínuos benefícios alcançados pelo poderoso influxo evangelizador que o Espírito Santo imprimiu em tantas almas através do Frei Galvão. O carisma franciscano, evangelicamente vivido, produziu frutos significativos através do seu testemunho de fervoroso adorador da Eucaristia, de prudente e sábio orientador das almas que o procuravam e de grande devoto da Imaculada Conceição de Maria, de quem ele se considerava ‘filho e perpétuo escravo’”.

Frei Galvão e Nossa Senhora

Aliás, sobre a devoção do primeiro santo brasileiro a Nossa Senhora, Bento XVI afirmou:

“Frei Galvão, assumiu com voz profética a verdade da Imaculada Conceição. Ela, a Tota Pulchra, a Virgem Puríssima, que concebeu em seu seio o Redentor dos homens e foi preservada de toda mancha original, quer ser o sigilo definitivo do nosso encontro com Deus, nosso Salvador. Não há fruto da graça na história da salvação que não tenha como instrumento necessário a mediação de Nossa Senhora.
De fato, este nosso Santo entregou-se de modo irrevocável à Mãe de Jesus desde a sua juventude, querendo pertencer-lhe para sempre e escolhendo a Virgem Maria como Mãe e Protetora das suas filhas espirituais.”

Frei Galvão: “homem de paz e caridade”

Além disso, o agora Papa-Emérito  fez questão de destacar a disposição de Frei Galvão a ajudar ao próximo:

“Significativo é o exemplo do Frei Galvão pela sua disponibilidade para servir o povo sempre quando era solicitado. Conselheiro de fama, pacificador das almas e das famílias, dispensador da caridade especialmente dos pobres e dos enfermos. Muito procurado para as confissões, pois era zeloso, sábio e prudente. Uma característica de quem ama de verdade é não querer que o Amado seja ofendido, por isso a conversão dos pecadores era a grande paixão do nosso Santo.”

Exemplo contra o hedonismo

Por fim, Bento XVI disse que São Frei Galvão é um exemplo a ser seguido neste mundo marcado pela busca pelo prazer:

“Como soam atuais para nós, que vivemos numa época tão cheia de hedonismo, as palavras que aparecem na Cédula de consagração da sua castidade: “tirai-me antes a vida que ofender o vosso bendito Filho, meu Senhor”. São palavras fortes, de uma alma apaixonada, que deveriam fazer parte da vida normal de cada cristão, seja ele consagrado ou não, e que despertam desejos de fidelidade a Deus dentro ou fora do matrimônio. O mundo precisa de vidas limpas, de almas claras, de inteligências simples que rejeitem ser consideradas criaturas objeto de prazer. É preciso dizer não àqueles meios de comunicação social que ridicularizam a santidade do matrimônio e a virgindade antes do casamento.”

Então, se você quer ler a íntegra da homilia de Bento XVO, clique aqui e leia na íntegra a homilia de Bento XVI na missa de canonização de Frei Galvão.

Fonte: Aleteia

Comentários

Postagens Mais Visitadas do Mês

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Todas estão no Marcador "Orações-Momento de Fé".

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog