Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Hoje a Igreja celebra os Protomártires do Brasil, assassinados há 375 anos (3 de outubro)


REDAÇÃO CENTRAL, 03 out. 20 / 06:00 am (ACI).- “Mártires da fé, filhos do Rio Grande, homens e mulheres, jovens e meninos. Pelo bom pastor deram o seu sangue, nossa Igreja em festa canta os seus hinos”, diz o refrão do hino dedicado aos Protomártires do Brasil, os quais celebramos neste dia 3 de outubro e cujo martírio completa 375 anos.

Padre André de Soveral, Padre Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e outros 27 companheiros morreram por defender a fé diante daqueles que queriam impedi-los de praticá-la. Hoje, são honrados como padroeiros do estado do Rio Grande do Norte.
A história desses homens remonta ao período em que holandeses calvinistas ocuparam territórios do nordeste do Brasil, entre 1630 e 1654. Na época, quiseram obrigar os católicos a se converterem ao calvinismo e proibiram a celebração da Santa Missa.

Então, em 16 de julho de 1645, Pe. André de Soveral e outros 70 fiéis foram cruelmente mortos por 200 soldados holandeses e índios potiguares. Eles participavam da Missa na Capela de Nossa Senhora das Candeias, no Engenho Cunhaú, município de Canguaretama (RN).

Três meses depois, em 3 de outubro de 1645, houve o massacre na comunidade de Uruaçu, em São Gonçalo doAmarante (RN), onde foram assassinados Pe. Ambrósio Francisco Ferro e o leigo Mateus Moreira, o qual, segundo relatos, teve o coração arrancado pelas costas, mas, antes de morrer pôde gritar em alta voz: “Louvado seja o Santíssimo Sacramento!”.

O nome de protomártires foi dado na ocasião da visita do Papa João Paulo II, em 13 de outubro de 1991, na Missa de encerramento do XII Congresso Eucarístico, ocorrido em Natal (RN).

Padre André de Soveral, Padre Ambrósio Francisco Ferro, Mateus Moreira e outros 27 companheiros foram beatificados por São João Paulo II, em 5 de março de 2000.

Em 15 de outubro de 2017, os protomártires foram canonizados junto com outros 5 beatos pelo Papa Francisco, em Missa na Praça de São Pedro, no Vaticano, quando destacou que “eles não disseram ‘sim’ ao amor com palavras e por um certo tempo, mas com a vida e até ao fim”.

Neste ano em que se recorda os 375 anos do martírios dos santos de Cunhaú e Uruaçu, devido à pandemia de coronavírus, pela primeira vez, os fiéis e devotos não poderão participar das celebrações, presencialmente.

Os festejos na comunidade de Uruaçu serão online, transmitidos pelo canal da Livre TV, no Youtube. Neste sábado, 3 de outubro, acontecerá um momento de espiritualidade para sacerdotes, encerrando, às 11h, com a Missa solene, presidida pelo Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha.

Já, no Santuário dos Mártires, em Natal,  às 7h haverá Missa presidida pelo pároco, Padre Fábio Pinheiro, e, às 19h, Missa solene presidida por Dom Jaime Vieira Rocha.

Comentários

Postagens Mais Visitadas

Postagens mais visitadas

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Nas postagens antigas há diversas orações, do antigo programa de rádio Momento de Fé do Padre Marcelo Rossi.

Este Blog não é do Padre Marcelo Rossi; para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele :

1) Padre Marcelo Rossi


2) Facebook Padre Marcelo Rossi


Obrigada - Adriana dos Anjos/Devoção e Fé Blog