Julho 2017 - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 30 de julho de 2017

Os 12 símbolos mais importantes das catacumbas cristãs

Os 12 símbolos das catacumbas cristãs

Maria Paola Daud | Jul 29, 2017 

As mensagens de fé transmitidas por desenhos na clandestinidade

As catacumbas romanas eram galerias subterrâneas que formavam verdadeiros labirintos de vários quilômetros, dentro dos quais os primeiros cristãos, considerados clandestinos e perseguidos pelo Império Romano, enterravam os seus mártires e, excepcionalmente, realizavam alguns ritos litúrgicos.

Muitas delas foram escavadas e ampliadas perto dos sepulcros de famílias importantes de Roma, cujos proprietários, recém-convertidos, as abriram para os irmãos na fé.

Com o Edito de Milão, no ano de 313, terminou oficialmente a perseguição contra os cristãos, que puderam começar a construir igrejas e adquirir terrenos para novos cemitérios. As catacumbas, porém, continuaram sendo usadas até o século V.



A origem da palavra “catacumba” é incerta, mas uma das possibilidades mais apontadas é que o termo venha do grego κατά (abaixo) e τύμβoς (túmulo). Outros estudiosos a consideram uma palavra híbrida formada pelo grego κατά e pela raiz latina –cumbo, que significa “jazer”, “estar deitado”.

O nome foi dado inicialmente ao cemitério de São Sebastião, onde haviam sido enterrados São Paulo e São Pedro. Depois, com as invasões de hordas bárbaras que destruíam e saqueavam tudo à sua passagem – inclusive as catacumbas, que costumavam ficar além das muralhas –, os papas decidiram transferir as relíquias dos mártires e dos santos para as igrejas de dentro da cidade. Pouco a pouco, as catacumbas foram perdendo relevância e caindo praticamente no esquecimento até serem redescobertas por operários em 1578.



Mas, séculos antes, elas tinham sido vívidos refúgios para os cristãos sepultarem os seus mortos e expressarem visivelmente a sua fé, com símbolos gravados nas paredes que chegam a ser verdadeiras obras de arte.

Estes eram os símbolos mais importantes:

O Bom Pastor


Com a ovelha nos ombros, ele representa Cristo Salvador e a alma que Ele salvou. O significado é bem explicado no Evangelho: Jesus é o pastor e todos os seus discípulos, de todos os tempos e lugares, são suas ovelhas; Ele as conhece uma por uma e pelo nome. A imagem do Bom Pastor mostra Jesus resgatando a ovelha perdida. Ela também alude à partida deste mundo, e, por isso, é com frequência encontrada em afrescos, relevos de sarcófagos e gravada sobre os túmulos.

A orante


Esta figura vestindo uma túnica de mangas largas e com os braços levantados em oração simboliza a intercessão pelo próximo e a felicidade da alma no Paraíso, além de evocar a crucificação de Cristo. Para saber mais sobre este símbolo riquíssimo da iconografia cristã primitiva, leia também o artigo “Em que postura os cristãos primitivos oravam”.

  O Khi Rho


É o monograma de Cristo, formado por duas letras sobrepostas do alfabeto grego: o “X” (chi ou khi, pronciado “kh”) e o “P” (ro, pronunciado “r”). São as duas primeiras letras da palavra grega “Christòs” (pronunciado “Khristós”), ou seja, Cristo, “o Ungido”. Até hoje este símbolo está bastante presente em igrejas e altares. No cristianismo primitivo, o uso deste monograma gravado em um túmulo indicava que a pessoa falecida era cristã.

O peixe


Em grego, a palavra peixe é “IXTHYS” (pronuncia-se “ikhthys”, ou, simplificando, “ictís”). As letras dessa palavra formam o acróstico “Iēsous Christos Theou Yios Sōtēr”, que quer dizer “Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador” (em grego antigo, Ἰησοῦς Χριστός, Θεοῦ ͑Υιός, Σωτήρ). Para saber mais sobre o uso deste símbolo fascinante, leia o artigo “Símbolo secreto cristão: por que o peixe?”.

A árvore

A árvore representa a vida que, a partir da terra, cresce voltando-se para o céu. Folhas, frutas e flores são sinais de vitalidade e símbolos da vida terrena que tende às “coisas do alto”, à vida espiritual, à ressurreição, à eternidade com Deus.

A pomba

Simboliza a alma que chegou à paz divina, mas também a intervenção salvífica de Deus, o Espírito Santo, a alma do cristão falecido e a paz.

O Alfa e o Ômega



São a primeira e a última letra do alfabeto grego e representam Cristo como o Princípio e o Fim de todas as coisas, conforme mencionado no livro do Apocalipse.

A âncora
A âncora cristã tinha a forma de dois braços cruzados e um anel no topo para a passagem da corda. Assim, ela se transformou numa alternativa de representação da cruz, em especial naquela época em que era perigoso revelar a própria religião. Mais adiante, a âncora reapareceu com outro significado: um símbolo da virtude teologal da esperança, porque, de acordo com São Paulo, Cristo é a âncora em quem podemos confiar.

A fênix

Nos contos antigos, esta mítica ave arderia em chamas ao morrer e, depois, renasceria das próprias cinzas. Tornou-se um criativo símbolo da ressurreição.

O cordeiro

Representa Jesus crucificado e transpassado pela lança; o “Cordeiro de Deus”, que se oferece em sacrifício pela salvação da humanidade. No ano 692, o Concílio de Constantinopla determinou que a arte cristã não mais representasse Cristo como cordeiro e sim na forma humana, a fim de evitar a confusão com um símbolo pagão similar: o do antigo culto a Dionísio, tido como o deus do vinho e dos prazeres carnais, a quem se sacrificavam cordeiros como forma de invocação.

O pavão

Esta ave era símbolo da ressurreição e da vida eterna porque, durante o inverno, perde as penas para ganhar plumagem nova e ainda mais bela na primavera, o que recorda que, para se chegar à vida nova, é preciso renunciar e sacrificar-se.

A barca

Representa a Igreja, evocando a Arca de Noé como meio de salvação e também a barca em que os discípulos, capitaneados por Cristo, atravessam em segurança as tormentas do mar da vida. O símbolo da barca, quando encontrado nos túmulos, representa ainda a esperança na eternidade.

Fonte: Aleteia



Papa Francisco: Cristo é o tesouro que preenche nossa vida

Papa Francisco: Cristo é o tesouro

Vaticano, 30 Jul. 17 / 09:12 am (ACI).- Em suas palavras antes da oração do Ângelus na Praça de São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco assegurou que Cristo é “o tesouro escondido” que preenche nossa vida de significado.

Ao refletir sobre as parábolas do tesouro escondido e da pérola preciosa, no capítulo 13 do Evangelho de Mateus, o Sato Padre disse que Cristo é “o tesouro escondido, é Ele a pérola de grande valor. Ele é a descoberta fundamental que pode dar uma reviravolta decisiva à nossa vida, preenchendo-a de significado”.

Estas duas parábolas, destacou o Papa, “destacam a decisão dos protagonistas de vender qualquer coisa para obter o que descobriram”.

“No primeiro caso se trata de um camponês que casualmente encontra um tesouro escondido no campo onde está trabalhando. Não sendo o campo de sua propriedade, deve compra-lo se quiser o tesouro. Portanto, decide arriscar todos os seus pertences para não perder aquela ocasião realmente excepcional”, recordou.

Na segunda parábola, assinalou, “encontramos um comprador de pérolas preciosas. Ele, por ser um profissional, identificou uma pérola de grande valor. Também ele decide apostar tudo naquela pérola, ao ponto de vender todas as outras”.

“Essas semelhanças evidenciam duas características sobre a posse do Reino de Deus: a busca e o sacrifício. É verdade que o Reino de Deus é oferecido a todos, é um presente, mas não é colocado à disposição em um prato de prata. Requer um dinamismo: trata-se de buscar, caminhar, mexer-se”.

Francisco sublinhou que “a atitude de busca é a condição essencial para encontrar. É preciso que o coração arda de desejo de alcançar o bem precioso, ou seja, o Reino de Deus que se faz presente na pessoa de Jesus”.

“Diante da descoberta inesperada, tanto o camponês quanto o comprador percebem que têm diante de si uma ocasião única que não podem perder e, por isso, vendem tudo o que possuem”, destacou.

O Papa ressaltou que “o valor inestimável do tesouro” implica para ambos os protagonistas das parábolas “sacrifício, distanciamentos e renúncias”.

“Quando o tesouro e a pérola foram descobertos, isto é, quando encontramos o Senhor, é necessário não deixar estéril esta descoberta, mas sacrificar a ela qualquer outra coisa”, disse.

O Santo Padre indicou que “não se trata de desprezar o resto, mas de subordiná-lo a Jesus, colocando Ele em primeiro lugar. A graça em primeiro lugar”.

“O discípulo de Cristo não é alguém que se privou de algo essencial, é alguém que encontrou muito mais: encontrou a alegria evangélica dos doentes curados, dos pecadores perdoados, do ladrão a quem se abre a porta do paraíso”.

Francisco destacou que “a alegria do Evangelho preenche o coração e a vida inteira dos que se encontram com Jesus. Aqueles que se deixam salvar por Ele foram livrados do pecado, da tristeza, do vazio interior, do isolamento.  Com Jesus Cristo sempre nasce e renasce a alegria”.

O Papa exortou a descobrir “a proximidade e a presença consoladora de Jesus na nossa vida. Uma presença que transforma o coração e nos abre às necessidades e ao acolhimento dos irmãos, especialmente dos mais fracos”.

Ao finalizar sua mensagem, o Santo Padre incentivou os fiéis a pedir a intercessão daVirgem Maria, “para que cada um de nós saiba testemunhar, com as palavras e os gestos cotidianos, da alegria de ter encontrado o tesouro do Reino de Deus, isto é, o amor que o Pai nos deu mediante Jesus”.

Fonte: ACI digital



A Decisão pelo Reino-17° Domingo do Tempo Comum (Ano A)

A Decisão pelo Reino
A Decisão pelo Reino

17° Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Mateus 13, 44-52

*44 «O Reino do Céu é como um tesouro escondido no campo. Um homem o encontra, e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens, e compra esse campo. 45 O Reino do Céu é também como um comprador que procura pérolas preciosas. 46 Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens, e compra essa pérola.» * 47 «O Reino do Céu é ainda como uma rede lançada ao mar. Ela apanha peixes de todo o tipo. 48 Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e escolhem: os peixes bons vão para os cestos, os que não prestam são jogados fora. 49 Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são bons. 50 E lançarão os maus na fornalha de fogo. Aí eles vão chorar e ranger os dentes.» * 51 «Vocês compreenderam tudo isso?» Eles responderam: «Sim.» 52 Então Jesus acrescentou: «E assim, todo doutor da Lei que se torna discípulo do Reino do Céu é como pai de família que tira do seu baú coisas novas e velhas.» * 44-46: Para entrar no Reino é necessária decisão total. Apegar-se a seguranças, mesmo religiosas, que são falsas ou puras imitações, em troca da justiça do Reino, é preferir bijuterias a uma pedra preciosa. * 47-50: A consumação do Reino se realiza através do julgamento que separa os bons dos maus. Os que vivem a justiça anunciada por Jesus tomarão parte definitiva no Reino; os que não vivem serão excluídos para sempre. É preciso decidir desde já. * 51-52: As parábolas revelam o segredo de Deus para aqueles que têm fé. Por isso, o doutor da Lei que se torna discípulo de Jesus é capaz de ver a ligação entre o Antigo e o Novo Testamento. Em Jesus tudo se renova e toma novo sentido.»
Reflexão

Escolher é renunciar

Renunciar não está na moda, é contrário à economia do mercado, ao consumo irrestrito… O evangelho, porém, mostra a atualidade eterna da renúncia. E para entender isso melhor, a liturgia nos lembra primeiro o exemplo de Salomão. Quando Deus o convidou para pedir o que quisesse, ele não escolheu poder e riqueza, mas, sim, sabedoria, para julgar com justiça (1ª leitura). Jesus ensina o povo a escolher o que vale mais: o Reino de Deus. Para participar deste, vale colocar tudo em jogo, como faz um negociante para comprar um campo que esconde um tesouro, ou para adquirir uma pérola cujo valor resiste a qualquer inflação…

O que se contrapõe, nestas leituras, são por um lado as riquezas imediatas (materiais), por outro, o dom que Deus nos dá (para Salomão, a sabedoria no julgar; para nós, o Reino). Na hora de escolher, o dom de Deus é que deve prevalecer, e o resto tem que ser sacrificado, se for preciso.

Qual será o dom de Deus hoje? Aquilo que queremos ter em nosso poder, aquilo que com tanta insistência agarramos e procuramos segurar? Nossas posses, privilégios de classe, status etc? Ou não será antes a participação na comunhão fraterna, superar o crescente abismo entre ricos e pobres e transformar as estruturas de nossa sociedade, para que todos possam participar da construção do mundo e da História que Deus nos confia? “Os pobres, nosso tesouro”. Queremos investir tudo, os nossos bens materiais, culturais etc., para uma sociedade que encarne melhor a justiça de Deus?

Às vezes, a gente preferiria não escolher, para ficar com tudo: a riqueza, o poder, e, além disso, Deus…. Mas quem não se decide, não se realiza. Optar e renunciar é que nos torna gente. O grande escultor Miguel Ângelo disse que realizava suas obras de arte cortando fora o que havia demais. (Podemos meditar neste sentido sobre a 2ª leitura: Deus, artesão perfeito, quer fazer de nós uma obra de arte: conhece o material, projeta, escolhe, endireita… até coroar sua obra que somos nós, feitos imagens de seu Filho).

O cristão deve, de maneira absoluta, renunciar ao pecado; é essa uma das promessas de nosso batismo. Mas, se for preciso para servir melhor o Reino de Deus, ele deve renunciar também a coisas que não são más em si (riqueza, prestígio etc). Pois o Reino vale mais do que tudo.

Do livro “Liturgia Dominical”, de Johan Konings, SJ, Editora Vozes.



sábado, 29 de julho de 2017

Oremos para que Jesus transforme aqueles que querem o nosso mal-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (29/julho
/2017), o Padre Marcelo Rossi em seu programa Momento de Fé-Sentinelas da Madrugada, terminou a semana de orações com o lema: "Vamos orar para que Jesus toque aqueles que querem o nosso mal!"
Trouxe para vocês dois cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, um fim de semana iluminado no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:

APÓS DIAS TRABALHANDO COM A SITUAÇÃO DE CONVIVERMOS COM QUEM NÃO GOSTA DE NÓS E DESEJA O NOSSO MAL, PODEMOS CONCLUIR QUE É UM DESAFIO, CONVIVER E LIDAR COM PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE NÓS. POR ISSO TENHAMOS A SABEDORIA DE NOSSO SENHOR E OREMOS PARA QUE JESUS TOQUE E TRANSFORME O CORAÇÃO DAQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL! 

Já frisamos a importância de não nos deixarmos contaminar pelas pessoas que não gostam de nós, para que não passemos a agir de maneira semelhante. É claro que o pensamento: “Se não gosta de mim, não vou gostar de você”, é quase automático em nosso subconsciente. Mas isso apenas amplia o problema, portanto vamos nos manter firmes e COM FÉ EM DEUS, VAMOS ELIMINAR DE NOSSAS VIDAS ESTES SENTIMENTOS NOCIVOS PARA NÓS! 
Observamos nestes dias, que se existe algum motivo verdadeiro para que alguém lhe deseje o mal, é necessário identifica-lo e buscar uma correção. Existe também a possibilidade de tentar conquistar esta pessoa, mostrando que não nutre o mesmo tipo de sentimento por ela e que ela pode estar enganada ao seu respeito. Procure ser o que realmente é. Mas se nada disso adiantar e a pessoa não gostar de você por um problema interior com ela mesma, nossa única saída é a Fé indubitável no poder de Deus, assim vamos redobrar nossas orações, pedindo sem raiva, sem rancor e sem mágoas, apenas com o amor de Cristo, pedir JESUS TOQUE AQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL!


Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 
"São muitos os momentos em que pensamos que estamos sozinhos e em que o medo acaba invadindo nosso coração. Mas nessas horas, se recorrermos à fé e à oração tudo pode mudar em nosso benefício. Deus está sempre pronto a estender sua mão e Ele entende nossas necessidades. "



***********************


*Facebook Padre Marcelo Rossi:

+ Novo Momento de Fé / Sentinelas da Madrugada:   
Novo horário: De segunda à sábado  da meia noite à 01h da manhã.
Obs.: Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);

*Site Padre Marcelo Rossi: 




sexta-feira, 28 de julho de 2017

Último Minuto: Faleceu o bebê Charlie Gard

Faleceu o bebê Charlie Gard

LONDRES, 28 Jul. 17 / 03:30 pm (ACI).- Charlei Gard faleceu neste sexta-feira, 28 de julho, após seus pais decidirem há poucos dias atrás finalizar sua longa batalha judicial travada a fim de possibilitar um tratamento experimental ao filho.

“Nosso lindo menino se foi. Nós estamos muito orgulhosos de você, Charlie”, expressou a mãe de Charlie, Connie Yates.

Charlie Gard, que completaria um ano no próximo dia 4 de agosto, foi internado em setembro de 2016 no hospital Great Ormond Street de Londres (Reino Unido). No centro médico, foi diagnosticado com síndrome de esgotamento mitocondrial, uma doença genética rara que causa a fraqueza muscular progressiva e pode provocar a morte no primeiro ano de vida.

Seus pais conseguiram arrecadar mais de um milhão de dólares para levar seu filho aos Estados Unidos a fim de receber um tratamento experimental. Entretanto, o hospital britânico evitou esta decisão e, após uma extensa batalha judicial, obteve a permissão do Tribunal Europeu de Direitos Humanos para desligar os aparelhos de Charlie.

Recentemente, novas evidências fizeram com que o hospital pedisse a reconsideração do caso ante um julgamento. Mas, já era muito tarde. As análises mais recentes da saúde de Charlie, conforme informaram seus pais, revelaram que sua doença tinha chegado a um ponto “sem retorno”.

Os pais de Charlie, Chris Gard e Connie Yates, então, solicitaram que o bebê pudesse ser levado para morrer em casa e que os aparelhos fossem desligados apenas daqui a uma semana. Porém, não foram atendidos.

“O hospital rejeitou nosso último desejo”, declarou Connie. “Queríamos apenas estar em paz com nosso filho, sem hospital, sem advogado, sem imprensa. Apenas um momento com Charlie, longe de todo o resto, para dizermos adeus com o todo o amor possível”.

De acordo com o hospital, não teria como montar o equipamento necessário para dar o suporte a Charlie em casa e que se tentassem fazer isso, poderia ser caótico para o bebê. Assim, decidiram a transferência do menino para uma casa de cuidados paliativos, onde seus aparelhos seriam desligados.

No último dia 24 de julho, após o anúncio dos pais de Charlie de que finalizariam a batalha judicial e deixariam seu “filho ir e que esteja com os anjos”, o Papa Francisco expressou sua proximidade as pais e ao bebê e pediu orações para que pudessem “encontrar consolo e o amor de Deus”.

No início do mês, o Pontífice já havia manifestado que acompanhava “com afeto e emoção o caso do pequeno Charlie Gard” e tinha pedido que a vontade dos pais do bebê fosse respeitada.

Fonte: ACI digital

 Papa Francisco reza por Charlie Gard e 
seus pais após falecimento do bebê

Vaticano, 28 Jul. 17 / 05:00 pm (ACI).- Após o falecimento de Charlie Gard nesta sexta-feira, o Papa Francisco expressou seu pesar e proximidade ao pais do menino, que nos últimos meses não mediram esforços para tentar salvar a vida de seu filho.

“Confio ao Pai o pequeno Charlie e rezo pelos seus pais e as pessoas que o amaram”, escreveu em sua conta de Twitter @Pontifex_pt.

Charlie Gard, que completaria um ano no próximo dia 4 de agosto, sofria de uma síndrome de esgotamento mitocondrial, uma doença genética rara que causa a fraqueza muscular progressiva e pode provocar a morte no primeiro ano de vida.

Após seus pais, Chris Gard e Connie Yates, enfrentarem uma longa batalha judicial para tentar transferir o menino para os Estados Unidos a fim de passar por um tratamento experimental, eles anunciaram esta semana que encerrariam este processo, pois a deterioração da saúde do bebê havia chegado a um ponto “sem retorno” e o tratamento que buscavam já não era viável.

Logo depois do anúncio dessa decisão, o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, também informou que o Santo Padre estava rezando por Charlie e seus pais e pedia que todos se unissem em oração “para que eles possam encontrar consolo e o amor de Deus”.

O Papa Francisco acompanhava “com afeto e emoção o caso do pequeno Charlie Gard”. Nesta semana, Chris Gard e Connie Yates chegaram a solicitar que o bebê pudesse ser levado para morrer em casa e que os aparelhos fossem desligados apenas daqui a uma semana. Porém, não foram atendidos.

De acordo com o hospital, não teria como montar o equipamento necessário para dar o suporte a Charlie em casa e que se tentassem fazer isso, poderia ser caótico para o bebê. Assim, decidiram a transferência do menino para uma casa de cuidados paliativos, onde seus aparelhos seriam desligados.

Fonte: ACI digital



Vamos orar para que Jesus transforme aqueles que querem o nosso mal-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (28/julho
/2017), o Padre Marcelo Rossi em seu programa Momento de Fé-Sentinelas da Madrugada, continuou a semana de orações com o lema: "Vamos orar para que Jesus toque aqueles que querem o nosso mal!"
Trouxe para vocês dois cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, uma semana iluminada no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:

GERALMENTE, AS PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE NÓS SEM RAZÃO APARENTE, TEM SÉRIOS PROBLEMAS COM ELAS MESMAS E MUITAS VEZES, O QUE ELES NÃO GOSTAM EM NÓS, SE REFERE A ALGO QUE ELES ODEIAM SOBRE ELES MESMOS, OU ALGO QUE SECRETAMENTE ELES ADMIRAM SOBRE VOCÊ, POR ISSO VAMOS ORAR, PARA QUE JESUS TOQUE E TRANSFORME O CORAÇÃO DAQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL!

Desde o início desta semana, estamos pedindo que Jesus abençoe e toque o coração de todos que querem o nosso mal, realmente é difícil, mas é a maior prova de que somos de Deus e não nos igualamos às pessoas maldosas que existem ao nosso redor, COM FÉ EM DEUS, VAMOS ELIMINAR DE NOSSAS VIDAS ESTES SENTIMENTOS NOCIVOS PARA NÓS! 
Ser atencioso, amável e compreensível com quem quer o nosso mal é realmente uma tarefa extremamente complicada. Demonstrar amor e bondade só depende de nós e não do que recebemos das pessoas. Suas atitudes mostram o que você é. Portanto, ser rude, raivoso ou rancoroso com as pessoas que não gostam de você, irá manchar a sua própria imagem e não a dos outros. Saiba que ser amável com estas pessoas mostra a sua essência. Daí vem a importância de não se deixar contaminar pelas atitudes dos outros e manter seu real papel no mundo. Nunca se esqueça que as maldades que falam ou fazem com você, é resultado do que eles são. Manter-se íntegro é fundamental para o seu bem estar e para sua relação com Deus. Por isso vamos continuar firmes em oração pedindo que JESUS TOQUE AQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL!


Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 
"Os ventos que às vezes tiram algo que amamos, são os mesmos que trazem algo que aprendemos a amar... Por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado e sim, aprender a amar o que nos foi dado. Pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre..."



***********************


*Facebook Padre Marcelo Rossi:

+ Novo Momento de Fé / Sentinelas da Madrugada:   
Novo horário: De segunda à sábado  da meia noite à 01h da manhã.
Obs.: Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);

*Site Padre Marcelo Rossi: 




quinta-feira, 27 de julho de 2017

A história esquecida do lugar onde a Virgem descansou a caminho de Belém


Por María Ximena Rondón

JERUSALÉM, 24 Jul. 17 / 02:30 pm (ACI).- Em meio à estrada que liga as cidades de Jerusalém e Belém na Terra Santa, encontram-se as ruínas “esquecidas” de uma igrejaque foi construída sobre a pedra onde, segundo a tradição, a Virgem Maria descansou antes de chegar ao lugar onde deu à luz Jesus Cristo.

A Igreja do Kathisma foi edificada no século V, por encomenda de uma viúva rica chamada Ikelia, pois muitos cristãos peregrinavam a esse lugar na Terra Santa.

Em declarações ao ‘Christian Media Center’, Pe. Eugênio Alliata, um sacerdote franciscano especialista em arqueologia cristã, explicou que a palavra grega “kathisma” significa “lugar onde Maria se sentou”.

O também membro do Studium Biblicum Franciscanum da Custódia da terra Santa assinalou que “a igreja tem uma forma especial, octogonal. Na verdade, dois octógonos… um menor e outro maior, em torno de uma rocha e no mesmo nível do chão”.



No século VIII, este templo foi transformado em uma mesquita e foi destruído no século XI. Com o passar do tempo, perdeu-se a localização da igreja, embora se saiba da sua existência graças a alguns antigos escritos bizantinos.

As ruínas do templo foram descobertas em 1992, enquanto realizava-se uma escavação para construir uma estrada.

Após a descoberta, o Patriarcado Ortodoxo Grego de Jerusalém, dentro de cujos domínios se encontra este templo, e a Universidade de Atenas prosseguiram com os trabalhos de escavação e limpeza das ruínas a fim de que este lugar volte a ser visitado por peregrinos.

Pe. Alliata indicou que as escavações arqueológicas também revelaram que em volta do templo havia outras capelas que estavam decoradas com mosaicos. Atualmente, asimagens foram cobertas com areia para sua proteção.


Entretanto, o presbítero expressou que, atualmente, este templo “infelizmente ficou esquecido e foi mal conservado”.

O “descanso da Virgem”

Pe. Alliata comentou que a história é “a história que encontramos é narrada em um Evangelho apócrifo atribuído a São Tiago. O texto narra a ida de José e Maria grávida a Belém. Jesus prestes a nascer”.

“Maria, montada no jumentinho, teve duas visões: viu dois povos, um que ria e outro que chorava. A interpretação é que os que choram são os judeus, por não terem acreditado no Messias. O povo que ri são os cristãos que acreditaram no Messias”, prosseguiu.

Após a visão, “cansada da viagem, Maria desce do jumentinho e é levada por José a uma gruta”.

Pe. Alliata destacou que a Virgem teria se sentado para descansar sobre uma pedra e que em torno desta foi construída a Igreja do Kathisma.


Fonte: ACI digital



Vamos orar para que Jesus transforme o coração daqueles que querem o nosso mal-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (27/julho
/2017), o Padre Marcelo Rossi em seu programa Momento de Fé-Sentinelas da Madrugada, continuou a semana de orações com o lema: "Vamos orar para que Jesus toque aqueles que querem o nosso mal!"
Trouxe para vocês três cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, uma semana iluminada no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:

TEMOS REALIZADO NESTES DIAS UMA TAREFA DIFÍCIL, POIS ESTAMOS COLOCANDO COM TODO O AMOR DE DEUS, AS PESSOAS QUE NÃO GOSTAM DE NÓS EM ORAÇÃO, PARA QUE VERDADEIRAMENTE JESUS TOQUE E TRANSFORME O CORAÇÃO DAQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL! 

Procurar identificar alguma razão que faça com que o outro não goste de você é outra boa dica, mesmo sabendo que alguns não tem nenhum motivo. Reflita, tente descobrir se involuntariamente você não tenha feito ou dito algo que deixasse esta pessoa com raiva, mas lembre-se, nunca crie expectativas, tenha calma e COM FÉ EM DEUS, VAMOS ELIMINAR DE NOSSAS VIDAS ESTES SENTIMENTOS NOCIVOS PARA NÓS!   
Muitas pessoas podem mudar de opinião sobre você e mesmo aquelas que você nem imagina podem começar a gostar de você, mesmo sem muitas demonstrações. Por isso, se você sente uma certa aversão, seja o primeiro a “quebrar o gelo”. Se existe algo nesta pessoa que gosta ou admira, faça um elogio. Parece difícil e até estranho, elogiar quem não gosta de nós e nos causa desconforto, mas muitas vezes funciona. Mas atenção, que seja algo sincero, não tente melhorar uma situação de maneira falsa. Podem acontecer alguma situação que simplesmente é impossível de se ignorar. Se a pessoa trata você de forma injusta e isso está interferindo em sua vida e suas atitudes, talvez seja necessário falar com ela ou buscar assistência legal. Se a pessoa está espalhando fofocas maldosas pode ser preciso descobrir como fazê-la parar com isso. Mas acima de tudo vem a Fé, por isso vamos continuar orando com todas as nossas forças, pedindo que JESUS TOQUE AQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL!


Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"Escreva seus planos a lápis e lembre que Deus tem a borracha. Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor é quem determina os seus passos."




***********************


*Facebook Padre Marcelo Rossi:

+ Novo Momento de Fé / Sentinelas da Madrugada:   
Novo horário: De segunda à sábado  da meia noite à 01h da manhã.
Obs.: Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);

*Site Padre Marcelo Rossi: 




quarta-feira, 26 de julho de 2017

Nossos avós espirituais: Santa Ana e São Joaquim


A12 | Jul 26, 2017


O exemplo de Santa Ana e São Joaquim e a importância da presença dos avós em nossas vidas

Sabemos que São Joaquim e Santa Ana são os pais de Nossa Senhora. Eles são, portanto, como os nossos avós espirituais, já que Nossa Senhora é nossa mãe. Em um tempo no qual tudo aquilo que é antigo parece ser inútil, no qual o respeito pelos mais velhos parece ser uma virtude ultrapassada, no qual os avós muitas vezes se sentem invisíveis na família ou como um fardo a mais que talvez fosse melhor não existir, não surpreende muito que esses dois santos não sejam dos mais celebrados. Mas não será isso um sinal também de alerta? Qual a importância da presença dos avós em nossas vidas?

Vivemos em uma cultura que parece valorizar cada vez mais o descartável. Minha avó sempre disse que as coisas antigamente eram feitas para durar. De fato, no seu apartamento está um relógio que é muito antigo e que ainda funciona perfeitamente. As geladeiras facilmente duravam trinta anos sem muita necessidade de conserto. Hoje em dia, tudo se troca muito rapidamente. O novo é o melhor parece ser o slogan da cultura de hoje. Ter um celular ultrapassado equivale, mais ou menos, a ser menos digno, ser menos pessoa. É justamente aqui que precisamos voltar a valorizar os nossos avós.

Eles são, antes de qualquer coisa, pessoas humanas. São Filhos de Deus. E essa é a sua dignidade. Assim como essa é a dignidade de todas as outras pessoas marginalizadas em nossa sociedade que parecem não encaixar no modelo que hoje se tem de aceitável. E no fundo, essa mesma é a dignidade também daqueles que se encaixam na sociedade e que muitas vezes colocam seu valor e sua esperança em outras coisas que não lhes dão muito mais do que um status social diferenciado e que passa muito rapidamente. É preciso resgatar o valor da pessoa humana, um bem em si mesmo, desde a concepção até o fim de sua vida.

Por outro lado, existe ainda uma outra razão importante para olharmos com carinho por nossos avós. Eles são o poço de sabedoria que encarnam em suas vidas aquilo que nós somos, nossa identidade. Nós somos filhos de um local específico, de um modo de pensar, de hábitos sociais, de maneiras de conviver que não nasceram comigo, mas que eu herdo dos mais velhos. E isso está expresso em sua maturidade nos nossos avós. Inclusive se não concordamos com muitas coisas que vivemos hoje, é preciso sentar ao lado dos avós e beber de sua sabedoria de vida para poder entender de onde vêm essas coisas e como podemos ser mais autenticamente aquilo que somos e que estamos perdendo.

Falar pouco de Santa Ana e de São Joaquim pode ser a manifestação de que também nós estamos inseridos nessa cultura do descartável que apenas olha para o novo sem perceber que por baixo dele muitas outras coisas aconteceram para que ele fosse possível. É não perceber também que se não nos apoiamos naquilo que somos, que herdamos dos avós, da Tradição da Igreja por exemplo, ficamos sem saber para onde ir e podemos acabar destruindo muita coisa boa que foi feita porque não conseguimos mais discernir o que é bom e o que é ruim. Por tudo isso, vale a pena passar um café e ir, com paciência, sentar ao lado do vovô e da vovó para bater aquele papo demorado e muito importante.

Por: Ir. João Antônio Johas Leão, via A12.com

Fonte: Aleteia



Papa Francisco dedica tweet aos avós: comunicar o patrimônio de humanidade e fé


Cidade do Vaticano (RV) 26/07/2017 –  “Quanto são importantes os avós na vida da família para comunicar o patrimônio de humanidade e fé essencial para cada sociedade!”.


Com o tweet publicado esta quarta-feira, 26 de julho, dia em que a Igreja recorda São Joaquim e Santa Ana, o Papa Francisco enfatiza mais uma vez o papel desempenhado pelos avós no seio da família e da sociedade, também na transmissão da fé.

Desde o início de seu Pontificado, Francisco insiste na importância deste “arco da vida” que liga a infância e juventude - repletas de ímpetos de mudança – com a velhice, cheia de sabedoria.

Não faltaram iniciativas nestes anos como o Dia dos Idosos, realizado na Praça São Pedro em 2014, assim como a série de catequeses a eles dedicadas.

Na Audiência Geral de 11 de março de 2015, Francisco falou que a velhice é uma vocação:

“A velhice é uma vocação. Não é ainda o momento de “tirar os remos do barco”. Este período da vida é diferente dos precedentes, não há dúvida; devemos também “criá-lo” um pouco, porque as nossas sociedades não estão prontas, espiritualmente e moralmente, para dar a isso, a esse momento da vida, o seu pleno valor. Uma vez, de fato, não era assim normal ter tempo à disposição; hoje é muito mais. E mesmo a espiritualidade cristã foi pega um pouco de surpresa e se trata de delinear uma espiritualidade das pessoas idosas. Mas graças a Deus não faltam os testemunhos de santos e santas idosos!”

Na mesma ocasião, o Papa exortou os avós a seguirem os passos de Simeão e Santa Ana, dois “anciãos extraordinários”, acrescentando:

“Tornemo-nos também nós um pouco poetas da oração: tomemos gosto por procurar palavras nossas, reapropriemo-nos daquelas que a Palavra de Deus nos ensina. É um grande dom para a Igreja, a oração dos avós e dos idosos! A oração dos idosos e dos avós é um dom para a Igreja, é uma riqueza! Uma grande injeção de sabedoria também para toda a sociedade humana: sobretudo para aquela que está muito ocupada, muito presa, muito distraída. Alguém deve, então, cantar, também para eles, cantar os sinais de Deus, proclamar os sinais de Deus, rezar por eles!”

Não poucas vezes, especialmente nas homilias das Missas na Casa Santa Marta, Bergoglio recordou de sua avó, uma pessoa fundamental para a sua vida de fé e familiar.

“As palavras dos avós têm algo de especial para os jovens. E eles sabem disso. As palavras que a minha vó me entregou por escrito, no dia de minha ordenação sacerdotal, eu as levo ainda comigo, sempre, no breviário, e as leio e me faz bem”.

“Aos avós que receberam a bênção de verem os netos  – disse o Papa em outra ocasião – foi confiada a tarefa de transmitir a experiência de vida, a história da família e partilhar com simplicidade a sabedoria e a fé, que é a herança mais preciosa”. “Bem-aventuradas as famílias que têm os avós próximos! O avô é pai duas vezes e a avó é mãe duas vezes”.

Ao celebrar os 25 anos de ordenação episcopal com uma missa concelebrada com os Cardeais na Capela Paulina no Vaticano em 27 de junho, o Papa ressaltava que “não somos gerontes, somos avôs... (...) Avôs para quais os netos olham e esperam de nós a experiência sobre o sentido da vida. Avôs não fechados...(...) Somos avôs chamados a sonhar e dar o nosso sonho à juventude de hoje, que necessita disso, porque tirarão dos nossos sonhos a força para profetizar e levar avante a sua missão.”

Assim, neste Dia dos Avós, podemos refletir sobre outra frase tão repetida por Francisco: “Um povo que não respeita os avós é um povo sem memória, e consequentemente sem futuro”.  (JE)

Fonte: Radio Vaticano



Hoje a Igreja celebra São Joaquim e Sant’Ana, padroeiros dos avós (26 de julho)


REDAÇÃO CENTRAL, 26 Jul. 17 / 05:00 am (ACI).- Neste dia 26 de julho, é celebrada naIgreja Católica a festa dos pais da Santíssima Virgem Maria e avós de Jesus, São Joaquim e Sant’Ana. Em razão desta data, comemora-se também o Dia dos Avós.

Ambos os santos, chamados padroeiros dos avós, foram pessoas de profunda fé e confiança em Deus; foram os encarregados de educar no caminho da fé sua filha Maria, alimentando seu amor pelo Criador e preparando-a para sua missão.

Bento XVI, em um dia como este em 2009, destacou – através das figuras de São Joaquim e Sant’Ana – a importância do papel educativo dos avós, que na família “são os depositários e muitas vezes as testemunhas dos valores fundamentais da vida”.

Em 2013, quando estava no Rio de Janeiro (Brasil) para a Jornada Mundial da Juventude, coincidindo sua estadia com esta data, o Papa Francisco destacou que “São Joaquim e Sant’Ana fazem parte de uma longa corrente que transmitiu o amor a Deus, no calor da família, até Maria, que acolheu em seu seio o Filho de Deus e o ofereceu ao mundo, ofereceu-o a nós. Vemos aqui o valor precioso da família como lugar privilegiado para transmitir a fé!”.

“Olhando para o ambiente familiar, queria destacar uma coisa: hoje, na festa de São Joaquim e Sant’Ana, no Brasil como em outros países, se celebra a festa dos avós. Como os avós são importantes na vida da família, para comunicar o patrimônio de humanidade e de fé que é essencial para qualquer sociedade! E como é importante o encontro e o diálogo entre as gerações, principalmente dentro da família”, acrescentou o Pontífice.

Fonte: ACI digital



Vamos orar para que Jesus elimine sentimentos nocivos na nossa vida-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (26/julho
/2017), o Padre Marcelo Rossi em seu programa Momento de Fé-Sentinelas da Madrugada, continuou a semana de orações com o lema: "Vamos orar para que Jesus toque aqueles que querem o nosso mal!"
Trouxe para vocês dois cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, uma semana abençoada no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:

UMA COISA A SE LEMBRAR QUANDO LIDAMOS COM PESSOAS QUE, SEM UM MOTIVO CONCRETO, NÃO GOSTAM DE NÓS, É QUE ESTAS PESSOAS POSSUEM PROBLEMAS COM ELAS MESMAS, PORTANTO PROCURE NÃO SENTIR RAIVA, ORE POR ELAS PEDINDO QUE JESUS TOQUE O CORAÇÃO DAQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL! 

Sempre colocamos a importância de ter Jesus Cristo como principal exemplo para nossa vida e o Filho de Deus foi duramente criticado por muitas pessoas. Ele desistiu de sua missão? Pelo contrário, saiu arrebanhando pessoas para o reino de Deus, por isso vamos continuar orando com muita Fé para que COM FÉ EM DEUS, POSSAMOS ELIMINAR DE NOSSAS VIDAS ESTES SENTIMENTOS NOCIVOS PARA NÓS!   
É normal ficar triste ou magoado, quando percebemos que alguém que gostamos não gosta de nós e é constante nos depararmos com esta situação. Muitas pessoas se afastam, porém a tristeza pode aumentar ainda mais cada vez que você encontra esta pessoa. Isso pode nos levar a depressão, pode nos prejudicar no trabalho, pode nos fazer desistir de sonhos e objetivos, por isso não tenha receio em procurar ajuda. Converse com pessoas que você sabe que gostam de você. Se abrir é um ótimo meio de se sentir mais leve e mais confortado com a situação incômoda. A melhor resposta para as pessoas que não gostam de nós, é gostarmos e nos valorizarmos por nós e pelo próximo. Por isso levante sempre a cabeça, tenha confiança em si mesmo. Trabalhe sua auto estima, há algumas semanas oramos contra a baixa estima, faça isso, busque alegria e não ligue para sentimentos negativos. JESUS TOQUE AQUELES QUE QUEREM O NOSSO MAL!


Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"Escreva seus planos a lápis e lembre que Deus tem a borracha. Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor é quem determina os seus passos."




***********************


*Facebook Padre Marcelo Rossi:

+ Novo Momento de Fé / Sentinelas da Madrugada:   
Novo horário: De segunda à sábado  da meia noite à 01h da manhã.
Obs.: Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);

*Site Padre Marcelo Rossi: 




Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé