domingo, 18 de dezembro de 2016

Origem de Jesus-4° Domingo do Advento (Ano A)

Origem de Jesus

4º Domingo do Advento

Evangelho de Mateus 1,18-24
18. Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo.
19. José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente.
20. Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo.
21. Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados.
22. Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor falou pelo profeta:
23. Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, que se chamará Emanuel (Is 7, 14), que significa: Deus conosco.
24. Despertando, José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa.

Reflexão

Em Maria, realizam-se as promessas de Deus relatadas por Isaías. A moça virgem que concebe é sinal dos tempos messiânicos, da presença de Deus bem perto do Seu povo. O anúncio do anjo perturbou Maria, mas logo deu paz ao seu coração. O mensageiro de Deus, o Anjo Gabriel, trouxe uma conversa na qual Maria se sentiu acolhida e amada por Deus e pôde compreender a grandeza do mistério da Encarnação. Mateus ressalta que Jesus é o Filho de Deus e apresenta assim um mistério: o Filho de Deus com uma mãe humana. Deus, que cria e sustenta o Universo, escolhe uma mulher para que o acolha e o gere. Maria, a cheia de graça, representa a humanidade sedenta pela vida plena que Jesus nos dá. Ela se abre à vontade divina, responde com generosidade e concebe Jesus pela fé e no seu ventre.(1)

Oração

Senhor Jesus, filho de Maria, eu vos reconheço como parte de nossa família humana, participante de nossa história e de nosso caminho. Mas creio também que sois o Filho de Deus, gerado e nascido entre nós pelo poder divino. Alegro-me porque sois meu irmão, vivestes como vivo, passastes pelas mesmas alegria e tristezas. E, sendo o Filho de Deus podeis libertar-me do mal, dar-me uma vida nova pela participação em vossa divindade. Creio em vós, e vos reconheço como meu Senhor, porque tendes em vossas mãos minha vida e todo o meu ser. Em tudo eu dependo de vós, e alegro-me com isso. Com toda a confiança entrego-me a vós, para que dirijais meu passos. Sois vós minha verdade, minha esperança, minha tranquilidade e minha paz. Amém. (2)

Fonte: Revista O Mílite (dezembro/2016) [1]
Revista de Aparecida (dezembro/2016) [2]



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!
Nosso único mestre e senhor é Jesus Cristo, nossa mãe no céu a Santíssima Virgem Maria, por isso, comentários desrespeitosos e orações que não condizem com a Igreja Católica Apostólica Romana não serão publicadas.

Que Deus vos abençoe, que Nosso Senhor Jesus Cristo lhes conceda a graça da cura, da resolução dos problemas, a paz e tudo que seu coração aflito suplicar. Tenha Fé e persevere na Oração, pois o Tempo de Deus é diferente do nosso. Deixe o amor de Nosso Senhor tocar sua vida.
Que Nossa Santíssima Mãe vos cubra com o manto de amor e proteção. Amém.

Adriana dos Anjos - Devoção e Fé Blog

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé