Com o Papa Francisco em oração: "aprender de Maria a alegria da partilha" - Devoção e Fé - Blog Católico

sábado, 8 de outubro de 2016

Com o Papa Francisco em oração: "aprender de Maria a alegria da partilha"

Cidade do Vaticano (RV) 08/10/2016 – Na tarde de sábado, milhares de fiéis participaram na Praça São Pedro de uma vigília com a presença do Papa Francisco, no contexto do ‘Jubileu Mariano’.

Cerca de 100 delegações marianas de 45 comunidades italianas e de mais de 50 santuários marianos de todo o mundo, representando ao menos 40 nações, estão em Roma desde sexta-feira (07/10) e domingo (09/10), encerrarão o Jubileu participando da missa com o Papa.

Durante a tarde, delegações de vários países europeus, asiáticos e americanos, como Argentina, Brasil e Venezuela fizeram uma procissão nas redondezas e se reuniram na Praça para participar do momento de oração.

Às 17h30, horário local, o Papa deu início à cerimônia.

A oração do Terço e seu significado

Na vigília, foram repassados os momentos fundamentais da vida de Jesus em companhia de Maria: a Ressurreição como sinal do extremo amor do Pai, que de novo traz tudo à vida; a Ascensão como partilha da glória do Pai, o Pentecostes, expressão da missão da Igreja na história até ao fim dos tempos; e nos dois últimos mistérios, foi contemplada a Virgem Maria na glória do Céu – Ela que, desde os primeiros séculos, foi invocada como Mãe da Misericórdia.

Em sua homilia, o Papa explicou “os mistérios propostos na oração do Rosário são gestos concretos em que se desenvolve a ação de Deus em nosso favor, vindo ao nosso encontro nas várias necessidades da vida"; e que Maria nos acompanha neste caminho. 

Detendo-se sobre a importância de rezar a oração do Terço, Francisco disse que “acolhendo e assimilando dentro de nós alguns acontecimentos salientes da vida de Jesus, participamos na sua obra de evangelização”.

A alegria da partilha sendo missionários

“Somos discípulos, mas também missionários; não podemos encerrar o dom de sua presença dentro de nós. Pelo contrário, somos chamados a comunicar a todos o seu amor, a sua ternura, a sua bondade, a sua misericórdia. É a alegria da partilha”.

Quem nos dá essa possibilidade, a de compreender o que significa ser discípulos de Cristo, é Maria. O seu primeiro passo foi pôr-se à escuta de Deus, mas ouvir não basta... a escuta precisa ser traduzida em ação concreta. De fato, completou Francisco, “o discípulo põe a sua vida ao serviço do Evangelho”.

“Na sua fé, vemos como abrir a porta do nosso coração para obedecer a Deus; na sua abnegação, descobrimos quão atentos devemos estar às necessidades dos outros; nas suas lágrimas, encontramos a força para consolar aqueles que estão mergulhados na tribulação”. 

Invocação final a Maria

Concluindo a homilia, o Papa pediu aos fiéis que a invocassem com a oração mais antiga que os cristãos fizeram para se dirigir a Ela, sobretudo nos momentos de dificuldade e martírio. “Com a certeza de sermos socorridos pela sua materna misericórdia, para que Ela, «gloriosa e bendita», nos possa servir de proteção, ajuda e bênção durante todos os dias da nossa vida:

«À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades; mas livrai-nos de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita». (CM)

Fonte: Radio Vaticano



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé