São Camilo de Léllis, padroeiro dos enfermos e precursor da Cruz Vermelha (14 de julho) - Devoção e Fé - Blog Católico

quinta-feira, 14 de julho de 2016

São Camilo de Léllis, padroeiro dos enfermos e precursor da Cruz Vermelha (14 de julho)

Hoje é a festa de São Camilo de Léllis, padroeiro 
dos enfermos e precursor da Cruz Vermelha
Por Abel Camasca

REDAÇÃO CENTRAL, 14 Jul. 16 / 05:00 am (ACI).- Neste dia 14 de julho, é celebrado São Camilo de Léllis, fundador Ordem dos Ministros dos Enfermos e padroeiro dos enfermos, dos profissionais da saúde e hospitais. Seus religiosos se tornaram os enfermeiros de guerra, antes que existisse a Cruz Vermelha.

São Camilo nasceu em 1350 na Itália. Fez parte do exército veneziano para lutar contra os turcos, mas contraiu uma enfermidade na perna pela qual sofreu toda a sua vida. Mais tarde, ingressou como paciente e criado no hospital de San Giacomo em Roma, mas meses depois despediram-no por ser muito revoltoso. Assim, retornou como soldado contra os turcos.

Tinha o vício do jogo de azar e certo dia perdeu tudo o que possuía, inclusive a camisa que estava usando. Na miséria, começou a trabalhar na construção de um convento capuchino na Manfredonia.

Ao escutar as pregações, pouco a pouco seu coração foi mudando até que se reconheceu como um grande pecador e encomendou-se à misericórdia de Deus. Ingressou nos capuchinhos, mas não pôde fazer a profissão por causa da enfermidade de sua perna. Retornou ao hospital de San Giacomo e se dedicou aos cuidados dos doentes, chegando a ser um funcionário superintendente do hospital.

Vendo a necessidade, fundou uma associação de pessoas que desejavam se consagrar por caridade aos cuidados dos doentes. Depois do acompanhamento de São Felipe Neri, decidiu receber as ordens sagradas.

São Camilo decidiu se tornar independente do Hospital San Giacomo e com dois companheiros iniciou a Congregação dos Ministros dos Enfermos. Todos os dias cuidavam dos pacientes do Hospital do Espírito Santo, cuidando deles como se fossem o próprio Cristo e aproximando-os dos sacramentos.

Com o tempo, o serviço da congregação foi se ampliando e assumiram a missão de atender os prisioneiros doentes e aos convalescentes que viviam em casas particulares. Desde então, São Camilo enviou religiosos com as tropas para que atendessem os que caíssem feridos.

Muitos religiosos morreram neste sacrificado serviço, inclusive pela peste, mas São Camilo e seus irmãos continuaram heroicamente. Tempo depois, São Gregório XIV confirmou a Congregação de São Camilo como ordem religiosa.

O Santo dos enfermos sempre padeceu por sua perna, que além de tê-la fraturado, havia duas chagas dolorosas na planta do pé. Antes de morrer, sofria de náuseas e quase não podia comer, mas mesmo assim se mantinha preocupado pelos necessitados.

Em 1607, renunciou à direção de sua ordem e partiu para a Casa do Pai em 14 de julho de 1614, aos 64 anos. Leão XIII o proclamou padroeiro dos enfermos junto com são João de Deus. Pio XI o declarou padroeiro dos doentes e de suas associações.

Fonte: ACI digital

Oração à São Camilo de Léllis 
(Protetor dos Enfermos)

Piedosíssimo São Camilo que chamado por Deus para ser o amigo dos pobres enfermos, consagrastes a vida inteira a assistí-los e confortá-los, contemplai do Céu os que vos invocam confiados no vosso auxílio. Doenças da alma e do corpo fazem de nossa pobre existência um acúmulo de misérias que tornam triste e doloroso este exílio terreno. Aliviai-nos em nossas enfermidades, obtende-nos a santa resignação às disposições divinas, e na hora inevitável da morte confortai o nosso coração com as esperanças imortais da beatífica eternidade.  

São Camilo de Léllis, rogai por nós. Amém.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé