Frei Moser, conhecido religioso brasileiro, é assassinado no Rio de Janeiro - Devoção e Fé - Blog Católico

quarta-feira, 9 de março de 2016

Frei Moser, conhecido religioso brasileiro, é assassinado no Rio de Janeiro


REDAÇÃO CENTRAL, 09 Mar. 16 / 11:36 am (ACI).- Frei Antônio Moser, OFM., foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira, na Rodovia Washington Luiz, na altura de Duque de Caxias (RJ). O conhecido teólogo foi baleado após uma tentativa de assalto.

O franciscano de 75 anos, que era diretor da Editora Vozes e atuava na Diocese de Petrópolis (RJ), seguia em seu carro na pista sentido Rio de Janeiro quando foi abordado por assaltantes que estariam em uma moto e conseguiram fugir após o atentado. O crime ocorreu por volta das 6h10.

Mesmo baleado, o religioso conseguiu dirigir seu veículo até o acostamento. Entretanto, quando a equipe da concessionária que administra a rodovia chegou, ele já estava morto.

O local foi isolado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a realização da perícia. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).

Logo após a confirmação da morte do sacerdote, a Editora Vozes divulgou uma nota assinada por Frei Volney Berkenbrock, na qual comunicou “com imenso pesar o falecimento de Frei Antônio Moser”.

“Pedimos a todos e todas união e força neste momento inesperado e difícil e que possamos continuar unidos na fé e esperança da ressurreição”, diz o comunicado.

O franciscano seguia de Petrópolis para São Paulo, onde gravaria um programa na TV Canção Nova.

Frei Antônio Moser, frade da Província da Imaculada Conceição do Brasil, era diretor presidente da Editora Vozes, professor de Teologia Moral e Bioética no Instituto Teológico Franciscano (ITF), em Petrópolis, pároco da paróquia de Santa Clara, na mesma cidade, e diretor de Centro Educacional Terra Santa.

No ano passado, em outubro, participou como colaborador da Secretaria especial da XIV Assembleia Ordinária do Sínodo dos Bispos. E, em dezembro, celebrou o jubileu de seus 50 anos de vida sacerdotal.

Fonte: ACI digital


Para amigos, frei morto no RJ era uma pessoa 'revolucionária' 

Cristina Boeckel

O corpo do Frei Antônio Moser chegou ao Instituto Médico Legal (IML) de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no começo da tarde desta quarta-feira (9).

O religioso foi morto em uma tentativa de assalto na Rodovia Washington Luís, quando se dirigia ao aeroporto, de onde viajaria para dar uma palestra em São Paulo. Para amigos, ele era uma pessoa "revolucionária" por suas ações em Petrópolis, que teve luto de três dias decretado.

Antônio Moser vivia na cidade da Região Serrana por mais de 40 anos e teria promovido a construção de 12 igrejas na cidade. O religioso era famoso pelo grande conhecimento teológico é considerado um líder espiritual pelos moradores do município.

"Um empreendedor, uma pessoa magnífica. Ele revolucionou Petrópolis. Ele pegou uma empresa como a editora Vozes, em 1998, que estava em enorme dificuldade financeira, e a levantou e a tornou uma das maiores do país", contou Valter Zanakoli, assessor e amigo do frei.

Os amigos também lembraram o projeto Terra Santa, que oferecia reforço escolar para mais de 500 crianças. José Karl, que conhecia o frei havia mais de 20 anos, ficou assustado com a notícia.

"Minha esposa é engenheira civil e construiu igrejas com ele. E ela também participa do projeto Terra Santa. Foi totalmente inesperado. Ele era pacifico, mas tinha personalidade forte", disse.

"Ele dava a acolhida que a gente precisava em todos os momentos nas questões espirituais. Era uma pessoa com a qual contávamos tanto na parte espiritual ou na material", disse Zanakoli, visivelmente emocionado.

Câmeras registraram

Imagens registradas por câmeras de segurança instaladas próximo ao local do crime mostram que Moser se assustou com a abordagem e perdeu o controle do carro, colidindo com um ônibus e, em seguida, com a mureta que separa as pistas da rodovia. "Nesse ínterim, ele foi atingido por um tiro, que atravessou seu ombro esquerdo e ocasionou sua morte", descreveu o delegado Brenno Carnevale.

Tiro nas costas atingiu coração

De acordo com a necropsia, a causa da morte foi a transfixação do projétil, que entrou pelas costas do lado esquerdo e atingiu o pulmão e o coração. Um exame de balística ainda deverá definir qual o calibre da arma usada pelos criminosos para atingir o religioso.

Para amigos, Moser pode não ter percebido a abordagem dos criminosos ou tentado fugir. Nenhum pertence foi roubado. "Ele pode ter tentado fugir. Ele pode ter sido abordado pela moto e tentado fugir", afirmou José Karl, que conhecia o franciscano há mais de 20 anos.

Zanakoli: "Ao que tudo indica, ele sofreu uma tentativa de assalto. Aparentemente não foi levado nada. Ele deve ter tentado se evadir ou não percebeu a abordagem". Valter o primeiro a receber a noticia da morte do frei. "Foi um choque muito grande. Cheguei para trabalhar e recebi a ligação da Polícia Rodoviária Federal. Tinha uma pessoa no carro que não podíamos dizer quem era, mas poderia ser ele. Chegamos lá e era ele", contou o amigo, que trabalhava como assessor do frei.

Dom Orani lamenta

Em nota o arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, lamentou a morte do frei. "Acolhemos, com muito pesar, a notícia do falecimento do frei Antônio Moser, na manhã desta quarta-feira, dia 09/03. Surpreendidos com a notícia, me uno em oração pela sua alma e estendo meu abraço a seus familiares, à toda comunidade e ao bispo da diocese de Petrópolis, dom Gregório Paixão, e aos membros superiores da Ordem dos Frades Menores (OFM), na qual ele fazia parte. Apesar da dor, em nome da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, rogo a Deus que o perdoe de suas faltas e o receba em sua infinita misericórdia", diz a nota.

Velório

O velório e o sepultamento do frei Antônio Moser serão abertos ao público. O velório deve começar ainda na noite desta quarta, quando o corpo será levado para Petrópolis, na Igreja do Sagrado, até as 13h de quinta-feira (10), quando será levado para a Catedral de Petrópolis. Lá, uma missa de corpo presente será celebrada às 15h. O corpo será sepultado no cemitério municipal, em seguida.

25 livros publicados

Frei Antônio Moser é doutor em teologia, com especialização em moral, na Academia Alfonsianum, de Roma. Durante 10 anos lecionou teologia patrística, foi professor na Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, lecionando na graduação e na pós-graduação, além de ter passagens como professor convidado na Universidade Católica de Lisboa e na Universidade de Berkeley, na Califórnia.

É autor de 25 livros, vários deles traduzidos para outras línguas, participou como co-autor e colaborador de inúmeros títulos. ele construiu 15 comunidades de fé, algumas na Baixada Fluminense e outras em Petrópolis. Ele também dava aulas de teologia moral e bioética no Instituto Teológico Franciscano (ITF) em Petrópolis, Pároco da Igreja de Santa Clara, além de conferencista no Brasil e no exterior.

Fonte: G1





Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé