Estados Unidos finalmente reconhece genocídio do Estado Islâmico contra cristãos - Devoção e Fé - Blog Católico

sexta-feira, 18 de março de 2016

Estados Unidos finalmente reconhece genocídio do Estado Islâmico contra cristãos


WASHINGTON DC, 18 Mar. 16 / 01:00 pm (ACI/EWTN Noticias).- O Secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, reconheceu como “genocídio” os crimes do Estado Islâmico contra os cristãos e outras minorias religiosas no Oriente Médio e demais regiões que estão sob seu poder.

Em uma declaração realizada ontem, Kerry assinalou: “Em meu julgamento, Daesh (Estado Islâmico) é responsável por genocídio contra grupos em áreas sob seu controle, incluindo yazidis, cristãos e muçulmanos xiitas”.

“Daesh é genocida por autoproclamação, por ideologia e por atos, no que diz, no que acredita e faz. Daesh também é responsável por crimes contra a humanidade e limpeza étnica dirigida a estes mesmos grupos e, em alguns casos, também contra muçulmanos sunitas, curdos e outras minorias”, assinalou.

A declaração foi dada no último dia do prazo considerado pelo próprio Departamento de Estado dos Estados Unidos – liderado por Kerry – para publicar uma consideração deste tipo.

No dia 14 de março, a Câmara de Representantes dos Estados Unidos votou de forma unânime a favor de declarar como “genocídio” os ataques terroristas do Estado Islâmico.

Os Cavaleiros de Colombo, a maior organização fraterna católica do mundo, e o grupo ‘Em Defesa dos Cristãos’ apresentaram em 22 de fevereiro um abaixo assinado dirigido ao Departamento de Estado, a fim de que a violência do ISIS (como também é conhecido o Estado Islâmico) seja qualificada como genocídio.

O documento, que recolheu mais de 64 mil assinaturas em menos de um mês, foi assinado, entre outros, pelo Cardeal Timothy Dolan, Arcebispo de Nova Iorque e chefe da Associação de Católicos próximos ao Oriente; pelo Arcebispo Joseph Kurtz, presidente da Conferência Episcopal dos Estados Unido; Mark Burnett, presidente da famosa produtora Metro Golden Mayer (MGM), e pela atriz irlandesa Roma Downey, que trabalhou na série de televisão Touched by an Angel.

Ambas as organizações remeteram também ao Departamento de Estado um relatório de 300 páginas, no qual detalham as atrocidades cometidas contra os cristãos no Iraque e na Síria.

Em seu discurso de ontem, Kerry reconheceu: “Sabemos que em Mossul, Qaraqosh e em outras partes, o Daesh matou os cristãos somente por razão de sua fé; assassinou 49 cristãos coptos e etíopes na Líbia; e também obrigou as mulheres e crianças cristãs a converter-se em escravas sexuais”.

O Secretário de Estado explicou que o Estado Islâmico, animado “por uma ideologia extremista e intolerante” considera os yazidis – uma minoria pré-islâmica – “pagãos” e “adoradores do demônio” e “ameaçou os cristãos dizendo: ‘conquistaremos sua Roma, quebraremos suas cruzes e escravizaremos as suas mulheres’”.

No início do mês de fevereiro deste ano, o Parlamento Europeu qualificou de genocídio os crimes do Estado Islâmico contra cristãos e outras minorias religiosas no Iraque e na Síria.

“Os muçulmanos xiitas, enquanto isso, são designados pelo Daesh como ‘infiéis e apóstatas’ e são vítimas de ataques frequentes e violentos”, disse Kerry.

“O objetivo fundamental do genocídio é pretender destruir totalmente ou parte de um grupo étnico ou religioso. Sabemos que Daesh obriga que suas vítimas escolham entre abandonar sua fé ou ser assassinados e isso é para muitos uma eleição entre um tipo de morte ou outra”, acrescentou.

Kerry destacou que a visão do mundo do Estado Islâmico “está apoiada em eliminar aqueles que não se aderem a sua perversa ideologia”.

“Espero que minha declaração assegure às vítimas das atrocidades do Daesh que os Estados Unidos reconhecem e confirmam a desprezível natureza dos crimes que cometeram contra eles”, indicou.

O Secretário de Estado dos Estados Unidos reconheceu que embora “nomear estes crimes seja importante”, o essencial “é detê-los”.

“Para isto será necessária a unidade neste país e com os países diretamente envolvidos e a determinação para atuar contra o genocídio, contra a limpeza étnica, contra os outros crimes contra a humanidade deve ser forte entre as pessoas decentes no mundo inteiro”, concluiu.

Fonte: ACI digital



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé