quinta-feira, 31 de março de 2016

Vamos orar em busca do ânimo e da força que vem Jesus-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (31/março/2016) o Padre Marcelo Rossi continuou a semana de orações com o lema: 
"Nesta Oitava da Páscoa Carismática vamos nos unir em oração e pedir a Jesus para que Ele nos livre das dívidas".
Trouxe para vocês seis
 lindos cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, um abençoado dia no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:
AMADOS,  NESTA OITAVA DA PÁSCOA CARISMÁTICA VAMOS NOS UNIR EM ORAÇÃO E PEDIR A JESUS PARA QUE ELE NOS LIVRE DAS DÍVIDAS!! 

Vamos avistando o final desta semana tão linda, em que estamos levando a todos a fé e a força de vontade para que todos saiam das dívidas porque EM CRISTO JESUS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E USAMOS O DESFIBRILADOR DA FÉ! Sei que todos estão apreensivos, diante da situação que estamos vivendo, em que a situação econômica e política do nosso Brasil nos deixa com medo, ansiosos e desanimados, por isso vamos juntos em busca do ânimo e da força que vem de Jesus, para que assim, possamos atravessar este momento conturbado, na certeza de que EM CRISTO JESUS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E USAMOS O DESFIBRILADOR DA FÉ.

Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"O otimismo tem um poder magnético de atrair a felicidade. Se você pensa positivo, boas coisas e boas pessoas vão aparecer em sua vida. O mundo pertence aos otimistas: os pessimistas são meros espectadores."















***********************

*Facebook Padre Marcelo Rossi:
**Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi: 
Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
**Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);
*Site Padre Marcelo Rossi: 




quarta-feira, 30 de março de 2016

Vamos orar na certeza de que em Cristo Jesus, juntos somos mais fortes-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (30/março/2016) o Padre Marcelo Rossi continuou a semana de orações com o lema: 
"Nesta Oitava da Páscoa Carismática vamos nos unir em oração e pedir a Jesus para que Ele nos livre das dívidas".
Trouxe para vocês seis
 lindos cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, uma maravilhosa semana no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:
Amados, estamos dedicando toda esta semana para fazer orações que nos ajudem a manter o controle sobre nossos gastos e para abrir as portas para quem esta desempregado, porque EM CRISTO JESUS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E USAMOS O DESFIBRILADOR DA FÉ! 

O coração de nosso País está parado diante desta instabilidade política e financeira. Por isso nunca se fez tão necessária a oração feita com toda a Fé carismática em Jesus. Diante desta situação adversa, nossos irmãos em Cristo estão perdendo a esperança e o ânimo. Sem ânimo a situação fica ainda mais complicada e não temos força para modificar este quadro um tanto nebuloso, por isso, vamos orar na certeza de que EM CRISTO JESUS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E USAMOS O DESFIBRILADOR DA FÉ!!

Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"Às vezes, num momento de sufoco, nos sentimos mergulhados na escuridão dos sentimentos negativos. Os problemas nos parecem mais graves e as soluções mais difíceis. Mas, na verdade, nada está escuro ao nosso redor. A ansiedade é que nos tira a capacidade de perceber a luz."








***********************

*Facebook Padre Marcelo Rossi:
**Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi: 
Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
**Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);
*Site Padre Marcelo Rossi: 




terça-feira, 29 de março de 2016

Em oração vamos pedir a Jesus para que tenhamos o total controle de nossos gastos-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (29/março/2016) o Padre Marcelo Rossi continuou a semana de orações com o lema: 
"Nesta Oitava da Páscoa Carismática vamos nos unir em oração e pedir a Jesus para que Ele nos livre das dívidas".
Trouxe para vocês seis
 lindos cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, uma maravilhosa semana no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:
AMADOS, NESTA OITAVA DA PÁSCOA CARISMÁTICA VAMOS NOS UNIR EM ORAÇÃO E PEDIR A JESUS PARA QUE ELE NOS LIVRE DAS DÍVIDAS!!

Nesta oitava da Páscoa carismática, vamos juntos orar com todo o fervor, pois colocamos as dívidas como nosso alvo nesta semana. EM CRISTO JESUS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E USAMOS O DESFIBRILADOR DA FÉ!
Nesta semana estamos orando para que tenhamos o total controle de nossos atos, e principalmente de nossos gastos, pois estamos orando pela situação financeira de cada um e também pela situação econômica do nosso grande Brasil, muitas pessoas estão perdendo seus postos de trabalho e seus salários, por isso, EM CRISTO JESUS JUNTOS SOMOS MAIS FORTES E USAMOS O DESFIBRILADOR DA FÉ!

Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"Nesta Páscoa, gostaria de desejar a você muita paz e harmonia. Que você tenha um reencontro consigo mesmo e que as portas que Ele já abriu conduzam realmente a um caminho de muita luz, renovação e libertação. Feliz Páscoa!"









***********************

*Facebook Padre Marcelo Rossi:
**Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi: 
Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
**Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);
*Site Padre Marcelo Rossi: 




Vamos nos unir em oração e pedir a Jesus para que Ele nos livre das dívidas-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (28/março/2016) o Padre Marcelo Rossi iniciou a semana de orações com o lema: 
"Nesta Oitava da Páscoa Carismática vamos nos unir em oração e pedir a Jesus para que Ele nos livre das dívidas".
Trouxe para vocês sete
 lindos cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, uma maravilhosa semana no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:
domingo - AMADOS, NESTA OITAVA DA PÁSCOA CARISMÁTICA VAMOS NOS UNIR EM ORAÇÃO E PEDIR A JESUS PARA QUE ELE NOS LIVRE DAS DÍVIDAS!! 

Nosso Senhor esta entre nós, por isso vamos celebrar, na certeza do poder do amor de Jesus, desejando a todos uma FELIZ PÁSCOA! Que a partir de hoje tenhamos uma nova vida. Vamos colocar em prática todas as promessas que fizemos nesta Semana Santa Carismática, sejamos mais caridosos, tenhamos mais compreensão e acima de tudo mais compaixão com os nossos semelhantes. Que tudo seja diferente a partir de agora! Jesus Ressuscitou, Aleluia, ele está entre nós, TENHAM TODOS UMA FELIZ PÁSCOA!

segunda - AMADOS, NESTA OITAVA DA PÁSCOA CARISMÁTICA VAMOS NOS UNIR EM ORAÇÃO E PEDIR A JESUS PARA QUE ELE NOS LIVRE DAS DÍVIDAS!! 

Após uma lindíssima semana santa, entramos agora no período pascal, os próximos 8 dias formam a oitava da páscoa, tempo que oramos pela Fé com a mesma intensidade do domingo de Páscoa, o dia da Ressurreição. VAMOS TER FÉ E PEDIR QUE JESUS NOS AJUDE A QUITAR TODAS AS NOSSAS DÍVIDAS! Entramos na oitava da Páscoa, este momento litúrgico representa a vontade da nossa santa Igreja, que tenhamos a certeza das maravilhas de Cristo, da mesma maneira que todos os que presenciaram sua ressurreição. Assim prolongamos a Páscoa e as bênçãos trazidas por ela por mais 8 dias. Por isso nesta oitava da Páscoa oremos e VAMOS TER FÉ E PEDIR QUE JESUS NOS AJUDE A QUITAR TODAS AS DÍVIDAS!

Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"Que o desânimo e a tristeza sejam sempre vencidos pela vontade e fé que habitam em nós. Ser feliz não é viver apenas momentos de alegria. É ter coragem de enfrentar os momentos de tristeza e sabedoria para transformar os problemas em aprendizado."









***********************

*Facebook Padre Marcelo Rossi:
**Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi: 
Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
**Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);
*Site Padre Marcelo Rossi: 




segunda-feira, 28 de março de 2016

Marcos Mion faz um lindo testemunho de fé em Jesus na Religião Católica


Boa noite irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!
Hoje o apresentador de TV Marcos Mion usou seu perfil na rede social Facebook para dar um lindo testemunho de sua fé em Deus na Religião Católica. É uma bênção ver uma pessoa que não tem vergonha de declarar sua fé em todos os lugares!
Infelizmente hoje em dia muitos se declaram católicos, mas só vivem sua fé na Páscoa e no Natal. Seria tão bom se durante o ano as igrejas ficassem tão lotadas como ficam nestes dois dias... 
Rezemos para que o amor de Jesus renasça nos corações destes irmãos católicos e que a compreensão do que é viver plenamente sua fé a façam voltar para a casa, a Igreja Católica.
Vejam abaixo a abençoada declaração de quem percebeu o que é viver a fé em Jesus na religião católica.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Testemunho de Marcos Mion no Facebook:

Durante anos da minha vida fui somente à missa de Natal e Páscoa. .

Fiz o sinal da cruz somente antes do avião levantar e esqueci inúmeras vezes de fazer de novo ao pousar. Usava a fé e a religião de acordo com minha necessidade e comodidade. Sempre que fazia algo errado eu mesmo tratava de me perdoar e "explicar pra Deus" que tava beleza por tantas coisas boas que faço, criando uma balança onde eu era meu próprio Deus, capaz de ditar como era essa minha própria religião!!! Sempre baseada na fé, ok, em colocar a família acima de tudo e em fazer o bem, mas um pouco distante do que é realmente a religião católica. .

Com a imersão que minha mulher @suzanagullo teve na busca pela fé, paz de espírito e sentido do bem fazer, ou seja, na religião católica, acabei indo junto e finalmente entendi que comemorar somente Páscoa e Natal é como ir de bico numa festa de fim de ano de uma grande empresa: vc pode até tirar alguns benefícios, mas não vai entender e nem aproveitar da mesma forma que as pessoas que trabalharam o ano inteiro, que deram o sangue e se dedicaram à empresa! Essas pessoas, sim, sabem o que todos ali passaram e os sacrifícios que já foram feitos para que hoje nós possamos comemorar e sermos pessoas melhores! Deu p entender a diferença?. .

Lógico que é sempre bom ver os grupos de wazzap dando copy/paste na homília do papa, no texto da Madre Teresa e naquele texto que começa assim "dizem que quem perde o telhado ganha as estrelas"! Todo mundo deve ter recebido um desses 3! 😂É bom, sim, dar um tempo em tanta sacanagem e enviar palavras edificantes, mas melhor seria se fosse c a crença em Deus Pai, com totalidade de dedicação ao longo da vida, afinal nunca é tarde. .

Hoje vou na missa mais de uma vez por semana, crio e educo meus filhos de acordo com os ensinamentos do menino Jesus, que contém a sabedoria de uma humanidade e rezo. Sempre. Por inúmeros motivos. Não pra me aproximar de Deus, apesar de ser inevitável, mas sim para me tornar mais humano. Um melhor homem. Um homem que aceita que seu destino está nas mãos de outro e que meu perdão e a forma que encaro a vida e minhas cruzes estão ligadas a minha fé. .

Fonte: https://www.facebook.com/MarcosMionOficial/?fref=nf






domingo, 27 de março de 2016

Papa Francisco: Mensagem Pascal e benção Urbi et Orbi (27/03/2016)


VATICANO, 27 Mar. 16 / 12:30 pm (ACI).- O Papa Francisco presidiu na manhã de hoje a Missa da Páscoa de Ressurreição  na Praça de São Pedro. O Pontífice não pronunciou homilia posto que depois leria sua Mensagem Pascal junto à tradicional bênção Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo).

O Santo Padre manifestou: “Só Deus pode preencher com o seu amor esses vazios, esses abismos, e não permitir que submergimos, mas continuemos a caminhar juntos em direção à Terra da liberdade e da vida”.

O Pontífice mencionou alguns conflitos vividos atualmente: “O Senhor Jesus, nossa paz (Ef 2,14), que ressuscitando derrotou o mal e o pecado, possa favorecer, nesta festa de Páscoa, a nossa proximidade com as vítimas do terrorismo, forma de violência cega e brutal que continua a derramar sangue inocente em diversas partes do mundo, como aconteceu nos ataques recentes na Bélgica, Turquia, Nigéria, Chade, Camarões, Costa do Marfim e Iraque”.

“Com os nossos irmãos e irmãs que são perseguidos por causa da sua fé e por sua lealdade ao nome de Cristo e diante do mal que parece prevalecer na vida de tantas pessoas, ouçamos novamente as palavras consoladoras do Senhor: «Não tenhais medo! Eu venci o mundo!»”.

A seguir, confira o texto completo da Mensagem Pascal 2016:

Queridos irmãos e irmãs, feliz Páscoa!

Jesus Cristo, encarnação da misericórdia de Deus, por amor morreu na cruz e por amor ressuscitou. Por isso, proclamamos hoje: Jesus é o Senhor!

A sua Ressurreição realiza plenamente a profecia do Salmo: a misericórdia de Deus é eterna, o seu amor é para sempre, não morre jamais. Podemos confiar completamente N’Ele, e damos-Lhe graças porque por nós Ele desceu até ao fundo do abismo.

Diante dos abismos espirituais e morais da humanidade, diante dos vazios que se abrem nos corações e que provocam ódio e morte, somente uma infinita misericórdia pode nos dar a salvação. Só Deus pode preencher com o seu amor esses vazios, esses abismos, e não permitir que submergimos, mas continuemos a caminhar juntos em direção à Terra da liberdade e da vida.

O anúncio jubiloso da Páscoa: Jesus, o crucificado, não está aqui, ressuscitou (cf. Mt 28,5-6) oferece-nos a certeza consoladora de que o abismo da morte foi transposto e, com isso, foram derrotados o luto, o pranto e a dor (cf. Ap 21,4). O Senhor, que sofreu o abandono dos seus discípulos, o peso de uma condenação injusta e a vergonha de uma morte infame, faz-nos agora compartilhar a sua vida imortal, e nos oferece o seu olhar de ternura e compaixão para com os famintos e sedentos, com os estrangeiros e prisioneiros, com os marginalizados e descartados, com as vítimas de abuso e violência. O mundo está cheio de pessoas que sofrem no corpo e no espírito, ao passo que as crônicas diárias estão repletas de relatos de crimes brutais, que muitas vezes têm lugar dentro do lar, e de conflitos armados numa grande escala, que submetem populações inteiras a provas inimagináveis.

Cristo ressuscitado indica caminhos de esperança para a querida Síria, um País devastado por um longo conflito, com o seu cortejo triste de destruição, morte, de desprezo pelo direito humanitário e desintegração da convivência civil. Confiamos ao poder do Senhor ressuscitado as conversações em curso, de modo que, com a boa vontade e a cooperação de todos, seja possível colher os frutos da paz e dar início à construção de uma sociedade fraterna, que respeite a dignidade e os direitos de cada cidadão. A mensagem de vida proclamada pelo anjo junto da pedra rolada do sepulcro vença a dureza dos corações e promova um encontro fecundo entre povos e culturas nas outras regiões da bacia do Mediterrâneo e do Oriente Médio, particularmente no Iraque, Iêmen e na Líbia.

A imagem do homem novo, que resplandece no rosto de Cristo, favoreça a convivência entre israelenses e palestinos na Terra Santa, bem como a disponibilidade paciente e o esforço diário para trabalhar no sentido de construir as bases de uma paz justa e duradoura através de uma negociação direta e sincera. O Senhor da vida acompanhe também os esforços para alcançar uma solução definitiva para a guerra na Ucrânia, inspirando e apoiando igualmente as iniciativas de ajuda humanitária, entre as quais a libertação de pessoas detidas.

O Senhor Jesus, nossa paz (Ef 2,14), que ressuscitando derrotou o mal e o pecado, possa favorecer, nesta festa de Páscoa, a nossa proximidade com as vítimas do terrorismo, forma de violência cega e brutal que continua a derramar sangue inocente em diversas partes do mundo, como aconteceu nos ataques recentes na Bélgica, Turquia, Nigéria, Chade, Camarões, Costa do Marfim e Iraque; Possam frutificar os fermentos de esperança e as perspectivas de paz na África; penso de modo particular no Burundi, Moçambique, República Democrática do Congo e o Sudão do Sul, marcados por tensões políticas e sociais.

Com as armas do amor, Deus derrotou o egoísmo e a morte; seu Filho Jesus é a porta da misericórdia aberta de par em par para todos. Que a sua mensagem pascal possa sempre se projetar mais sobre o povo venezuelano nas difíceis condições em que vive e sobre aqueles que detêm em suas mãos os destinos do País, para que se possa trabalhar em vista do bem comum, buscando espaços de diálogo e colaboração ente todos. Que por todos os lados possam ser tomadas medidas para promover a cultura do encontro, a justiça e o respeito mútuo, os quais só podem garantir o bem-estar espiritual e material dos cidadãos.

O Cristo ressuscitado, anúncio de vida para toda a humanidade, reverbera através dos séculos e nos convida não esquecer dos homens e mulheres na sua jornada em busca de um futuro melhor; grupos cada vez mais números de migrantes e refugiados – entre os quais muitas crianças – que fogem da guerra, da fome, da pobreza e da injustiça social. Esses nossos irmãos e irmãs, que nos seus caminhos encontram, com demasiada frequência, a morte ou, ao menos, a recusa dos que poderiam oferecer-lhes hospitalidade e ajuda. Que a próxima rodada da Cúpula Mundial Humanitária não deixe de colocar no centro a pessoa humana com a sua dignidade e possa desenvolver políticas capazes de ajudar e proteger as vítimas de conflitos e de outras situações de emergência, especialmente os mais vulneráveis e os que sofrem perseguição por motivos étnicos e religiosos.

Neste dia glorioso, «alegre-se a terra que em meio a tantas luzes resplandece» (cf. Proclamação da Páscoa), mas ainda assim tão abusada e vilipendiada por uma exploração ávida pelo lucro, o que altera o equilíbrio da natureza. Penso em particular nas regiões afetadas pelos efeitos das mudanças climáticas, que muitas vezes causam secas ou violentas inundações, resultando em crises alimentares em diferentes partes do planeta.

Com os nossos irmãos e irmãs que são perseguidos por causa da sua fé e por sua lealdade ao nome de Cristo e diante do mal que parece prevalecer na vida de tantas pessoas, ouçamos novamente as palavras consoladoras do Senhor: «Não tenhais medo! Eu venci o mundo!» (Jo 16,33). Hoje é o dia radiante desta vitória, porque Cristo calcou a morte e com a sua ressurreição fez resplandecer a vida e a imortalidade (cf. 2Tm 1,10). «Ele nos fez passar da escravidão à liberdade, da tristeza à alegria, do luto à festa, das trevas à luz, da escravidão à redenção. Por isso, proclamemos diante d’Ele: Aleluia!» (Melitão de Sardes, Homilia Pascal).

Para aqueles que em nossas sociedades perderam toda a esperança e alegria de viver, para os idosos oprimidos que na solidão sentem as suas forças esvaindo-se, para os jovens aos quais parece não existir o futuro, a todos eu dirijo mais uma vez as palavras do Ressuscitado: «Eis que faço novas todas as coisas… a quem tiver sede, eu darei, de graça, da fonte da água vivificante» (Ap 21,5-6). Esta mensagem consoladora de Jesus possa ajudar cada um de nós a recomeçar com mais coragem e esperança, para assim construirmos estradas de reconciliação com Deus e com os irmãos. 

Fonte: ACI digital



Papa Francisco: Homilia na Vigília de Páscoa no Vaticano (26/03/2016)


Vaticano, 26 Mar. 16 / 06:31 pm (ACI).- Esta noite, às 20:30h, horário de Roma, o Papa Francisco presidiu na Basílica Vaticana, a Solene Vigilia da Noite Santa de Páscoa.

O Rito teve início no átrio da Basílica de São Pedro com a bênção do fogo e a preparação do Círio Pascal. Com a procissão do Círio e o canto do Exultet, seguiram a Liturgia da Palavra e a Liturgia Batismal, na qual o Pontífice batizou 12 neófitos provenientes da Albânia, Camarões, Coreia, Índia e China.

Publicamos a seguir o texto completo da Homilia que o Papa Francisco pronunciou no curso da Vigília Pascoal:

«Pedro (…) correu ao sepulcro» (Lc 24, 12). Quais poderiam ser os pensamentos que agitavam a mente e o coração de Pedro durante esta corrida? O Evangelho diz-nos que os Onze, incluindo Pedro, não acreditaram no testemunho das mulheres, no seu anúncio pascal. Antes, aquelas «palavras pareceram-lhes um desvario» (v. 11). Por isso, no coração de Pedro, reinava a dúvida, acompanhada por muitos pensamentos negativos: a tristeza pela morte do Mestre amado e a deceção por tê-Lo renegado três vezes durante a Paixão.

Mas há um detalhe que assinala a sua transformação: depois que ouvira as mulheres sem ter acreditado nelas, Pedro «pôs-se a caminho» (v. 12). Não ficou sentado a pensar, não ficou fechado em casa como os outros. Não se deixou enredar pela atmosfera pesada daqueles dias, nem aliciar pelas suas dúvidas; não se deixou absorver pelos remorsos, o medo e as maledicências sem fim que não levam a nada. Procurou Jesus; não a si mesmo. Preferiu a via do encontro e da confiança e, assim como era, pôs-se a caminho e correu ao sepulcro, donde voltou depois «admirado» (v. 12). Isto foi o início da «ressurreição» de Pedro, a ressurreição do seu coração. Sem ceder à tristeza nem à escuridão, deu espaço à voz da esperança: deixou que a luz de Deus entrasse no seu coração, sem a sufocar.

As próprias mulheres, que saíram de manhã cedo para fazer uma obra de misericórdia, ou seja, levar os perfumes ao sepulcro, viveram a mesma experiência. Estavam «amedrontadas e voltaram o rosto para o chão», mas sobressaltaram-se ao ouvir estas palavras do anjo: «Porque buscais entre os mortos Aquele que está vivo?» (cf. v. 5).

Também nós, como Pedro e as mulheres, não podemos encontrar a vida, permanecendo tristes e sem esperança e permanecendo aprisionados em nós mesmos. Mas abramos ao Senhor os nossos sepulcros selados, para que Jesus entre e dê vida; levemos-Lhe as pedras dos ressentimentos e os penedos do passado, as rochas pesadas das fraquezas e das quedas. Ele deseja vir e tomar-nos pela mão, para nos tirar para fora da angústia. Mas a primeira pedra a fazer rolar para o lado nesta noite é esta: a falta de esperança, que nos fecha em nós mesmos. O Senhor nos livre desta terrível armadilha: sermos cristãos sem esperança, que vivem como se o Senhor não tivesse ressuscitado e o centro da vida fossem os nossos problemas.

Vemos e continuaremos a ver problemas perto e dentro de nós. Sempre existirão, mas esta noite é preciso iluminar tais problemas com a luz do Ressuscitado, de certo modo «evangelizá-los». Não permitamos que a escuridão e os medos atraiam o olhar da alma e se apoderem do coração, mas escutemos a palavra do Anjo: o Senhor «não está aqui; ressuscitou!» (v. 6); Ele é a nossa maior alegria, está sempre ao nosso lado e nunca nos dececionará.

Este é o fundamento da esperança, que não é mero otimismo, nem uma atitude psicológica ou um bom convite a ter coragem. A esperança cristã é um dom que Deus nos concede, se sairmos de nós mesmos e nos abrirmos a Ele Esta esperança não dececiona porque o Espírito Santo foi infundido nos nossos corações (cf. Rm 5, 5). O Consolador não faz com que tudo apareça bonito, não elimina o mal com a varinha mágica, mas infunde a verdadeira força da vida, que não é a ausência de problemas, mas a certeza de sermos sempre amados e perdoados por Cristo, que por nós venceu o pecado, a morte e o medo. Hoje é a festa da nossa esperança, a celebração desta certeza: nada e ninguém poderá jamais separar-nos do seu amor (cf. Rm 8, 39).

O Senhor está vivo e quer ser procurado entre os vivos. Depois de O ter encontrado, cada um é enviado por Ele para levar o anúncio da Páscoa, para suscitar e ressuscitar a esperança nos corações pesados de tristeza, em quem sente dificuldade para encontrar a luz da vida. Há tanta necessidade disto hoje. Esquecendo de nós mesmos, como servos jubilosos da esperança, somos chamados a anunciar o Ressuscitado com a vida e através do amor; caso contrário, seremos uma estrutura internacional com um grande número de adeptos e boas regras, mas incapaz de dar a esperança de que o mundo está sedento.

Como podemos alimentar a nossa esperança? A Liturgia desta noite dá-nos um bom conselho. Ensina-nos a recordar as obras de Deus. Com efeito, as leituras narraram-nos a sua fidelidade, a história de seu amor por nós. A Palavra viva de Deus é capaz de nos envolver nesta história de amor, alimentando a esperança e reavivando a alegria. Isto mesmo nos lembra também o Evangelho que escutamos. Os anjos, para dar esperança às mulheres, dizem: «Lembrai-vos de como [Jesus] vos falou» (v. 6). Não esqueçamos a sua Palavra e as suas obras, senão perderemos a esperança; por isso façamos memória do Senhor, da sua bondade e das suas palavras de vida que nos tocaram; recordemo-las e façamo-las nossas, para sermos sentinelas da manhã que sabem vislumbrar os sinais do Ressuscitado.

Amados irmãos e irmãs, Cristo ressuscitou! Abramo-nos à esperança e ponhamo-nos a caminho; a memória das suas obras e das suas palavras seja a luz resplandecente, que orienta os nossos passos na confiança, rumo à Páscoa que não terá fim.


Fonte: ACI digital



Feliz Páscoa! Jesus Cristo Ressuscitou!


Boa noite irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!

Hoje vim desejar à vocês uma Feliz e Santa Páscoa. Nosso Senhor Jesus Cristo Ressuscitou!!! Aleluia! Aleluia!
Que a luz de Jesus renasça em todos os corações trazendo a Paz e o Amor que o mundo tanto precisa.

São João Paulo II disse: “Cristo Ressuscitou ». É este o acontecimento novo e prodigioso, verdadeiro e incontroverso, sobre o qual tudo se funda; é esta, de há muito e para sempre, « a pedra angular, rejeitada pelos construtores. E, em nenhuma outra, senão nela, existe a salvação ».

Santo Inácio de Antioquia: “É a Ele (Jesus) que eu procuro, a Ele, que morreu por nós; é Ele que eu quero, Ele, que ressuscitou por nós”.


Adriana dos Anjos-Devoção e Fé





Ressuscitou dos Mortos-Domingo da Páscoa (Ano C)


Domingo da Páscoa

Ressuscitou dos Mortos

Evangelho de Jo 20,1-9
1.No primeiro dia que se seguia ao sábado, Maria Madalena foi ao sepulcro, de manhã cedo, quando ainda estava escuro. Viu a pedra removida do sepulcro.
2.Correu e foi dizer a Simão Pedro e ao outro discípulo a quem Jesus amava: Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram!
3.Saiu então Pedro com aquele outro discípulo, e foram ao sepulcro.
4.Corriam juntos, mas aquele outro discípulo correu mais depressa do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro.
5.Inclinou-se e viu ali os panos no chão, mas não entrou.
6.Chegou Simão Pedro que o seguia, entrou no sepulcro e viu os panos postos no chão.
7.Viu também o sudário que estivera sobre a cabeça de Jesus. Não estava, porém, com os panos, mas enrolado num lugar à parte.
8.Então entrou também o discípulo que havia chegado primeiro ao sepulcro. Viu e creu.
9.Em verdade, ainda não haviam entendido a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dentre os mortos.
Reflexão

A Igreja celebra, neste domingo, seu Senhor Ressuscitado. "Cristo ressuscitou, Aleluia!". É a alegre notícia que ressoa em nossas celebrações pascais. O evangelista João mostra como ele próprio e Pedro chegaram à fé no Ressuscitado. Ao receber o anúncio de que o sepulcro estava vazio, correram para lá de manhã cedo. Coube a Pedro constatar que não havia acontecido o roubo do cadáver do Mestre, pois tudo estava em ordem: a mortalha do Crucificado e o pano que cobria Seu rosto. A partir das aparições de Jesus ressuscitado, que se sucederam, nasceu a certeza da comunidade dos seguidores de Jesus: o Mestre estava agora vivo, pois havia ressuscitado dos mortos! [1]

Oração

Senhor Jesus, vencida a morte passastes para a vida plena, sem limitações, que todos esperamos. Para nos levar à perfeição, assumistes nosso modo humano de ser até às últimas consequências. Agora, pela ressurreição, essa vossa humanidade atinge sua máxima perfeição. Sois homem, homem na mais completa plenitude querida por Deus ao criar Adão a sua imagem e semelhança. Em vossa ressurreição, a criação toda recupera seu valor e sua destinação última, e podemos alegrar-nos porque nossa vida tem sentido. Alegro-me, Senhor, com vossa ressurreição, com vossa vitória sobre a morte, vitória de que me fazeis participante. Sei que estais vivo junto de nós, participando de nossa vida, e por isso, apesar de tudo, podemos ter esperança. Amém. [2]

Fonte: Revista O Mílite (março/2016) [1]
Revista de Aparecida (março/2016) [2]



sábado, 26 de março de 2016

Repetiu-se o prodígio, o 'Espinho Sagrado de Cristo" sangrou em uma Sexta-feira Santa


Por Walter Sánchez Silva

ROMA, 25 Mar. 16 / 06:32 pm (ACI).- Na localidade italiana de Andria se conserva um espinho que segundo a tradição foi parte da coroa de Cristo. Quando o dia da Anunciação, 25 de março, coincide com a sexta-feira Santa como acontece este ano 2016, o chamado Espinho Sagrado derrama sangue. E hoje, o prodígio se repetiu.

Somente dois anos em cada século o 25 de março coincide com a Sexta-feira Santa. A última vez foi no ano 2005, poucos dias antes da morte de São João Paulo II. A próxima vez será no ano 2157.



O Bispo de Andria, Dom Raffaele Calabro, fez o anúncio do início do prodígio por volta de 5:40 p.m. (hora local), enquanto pronunciava sua homilia e quando na Basílica de São Pedro o Papa Francisco presidia a Celebração da Paixão do Senhor e a Adoração da Cruz.

“Tenho o prazer de anunciar-lhes de maneira solene que o milagre começou. O prodígio está em curso”, disse o Prelado aos fiéis.

Quase uma hora depois, um porta-voz da comissão de peritos informou que conseguiram ver três formações esféricas ou “gemas” no espinho, verdadeiras gotas de sangue e que “na base do espinho o resíduo do precedente prodígio de 2005, refloresceu”.

Dom Calabro agradeceu a Deus “pelo que está fazendo já que o prodígio é um dom gratuito do amor de Deus e um sinal do seu amor por esta comunidade”.

Peregrinos de toda a Itália e outros países foram até Andria, onde o prefeito Nicola Giorgino disse que o fato se enquadra “no Ano da Misericórdia e temos esta oportunidade extraordinária que vivemos também em oração. Já temos um milagre com esta maior participação porque isto aproxima da fé em um momento marcado pela mudança de valores e as tragédias que ocorrem na Europa (como o atentado de Bruxelas) e o resto do mundo”.

Com a coincidência da festa da Anunciação e na sexta-feira Santa este ano, o Bispo de Andria solicitou ao Papa Francisco a realização do Ano Jubilar do Espinho Sagrado que teve início em 24 de março de 2015 e concluirá em 3 de abril próximo, festa da Divina Misericórdia.

A relíquia se conserva na Catedral de São Ricardo desde ano 1308 e a primeira vez que aconteceu o milagre foi em 1633. No século anterior ocorreu em 1921 e 1932. A próxima vez que ocorra será no 2157.

O Espinho Sagrado e São João Paulo II

A última vez que se deu o milagre foi em 2005, o mesmo ano no que morreu São João Paulo II, quem canonizou Santa Faustina Kowalska, a vidente da Divina Misericórdia.

O Pe. Raymond J. de Souza, sacerdote missionário da misericórdia, recorda no National Catholic Register que 1921 foi o ano da primeira Semana Santa de Karol Wojtyla, que então tinha pouco mais de dez meses de nascido.

“É de grande interesse que a primeira Semana Santa na vida do João Paulo II (nascido em maio de 1920) foi 1921, sendo sua primeira sexta-feira Santa celebrada em 25 de março, e a sua última em 2005, quando todo o mundo o acompanhou em seus dias finais. Agora as mesmas datas que acompanharam o grande ‘Papa da Misericórdia’ ao início e ao final de sua vida voltam por conta do Jubileu extraordinário da Misericórdia”, explica o sacerdote.

João Paulo II, recorda o Pe. De Souza, morreu no sábado 2 de abril de 2005. Em suas últimas horas de vida, seu secretário pessoal por mais de 40 anos e atual Arcebispo de Cracóvia, Cardeal Stanislaw Dziwisz, celebrou a Missa em sua habitação. “Esse sábado à noite, a Missa que celebrou foi do domingo da Divina Misericórdia, a festa que já se iniciou com a oração das vésperas essa tarde. Assim João Paulo II morreu durante a festa da Divina Misericórdia”, escreve.

Para comemorar o milagre do Espinho Sagrado, emitiu-se na Itália um selo postal no que se vê a figura da relíquia e no fundo um mapa histórico de Andria.




Neste Tríduo Pascal vamos nos preparar para o renascimento de Nosso Senhor Jesus-Pe Marcelo Rossi


Boa noite irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!
Hoje (26/março/2016) o Padre Marcelo Rossi continuou a semana de orações com o lema: 
"Nesta Quaresma Carismática, vamos juntos nos preparar para o grande dia, a Páscoa do Senhor!".
Trouxe para vocês seis
 lindos cartões que o Padre Marcelo colocou no facebook.
Fiquem todos na paz de Deus, um abençoado dia no Amor Ágape de Jesus e no Amor Materno de Nossa Senhora.
Adriana dos Anjos-Devoção e Fé

Mensagem do Padre Marcelo Rossi por E-mail:
Amados, vamos chegando ao momento mais incrível da história da humanidade. Vamos viver este tríduo Pascal com toda a intensidade, VAMOS NOS PREPARAR PARA O RENASCIMENTO DE NOSSO SENHOR JESUS! 

Chegamos a um momento muito especial, em que envoltos no maior de todos os mistérios, vamos esperando o divisor de águas de toda a nossa sociedade, o renascimento de Nosso Senhor. Lembrando que devemos ressuscitar com Ele, como pessoas melhores, nascidos para uma nova etapa do mundo, cheia de aperfeiçoamento nas relações humanas. VAMOS NOS PREPARAR PARA O RENASCIMENTO DE NOSSO SENHOR JESUS!!

Amados, desça sobre todos vós a bênção de Deus Todo Poderoso em Nome: Do Pai †, e do Filho †, e do Espírito Santo †. Amém! 

"Todo dia Deus pensa em você. Toda hora Deus cuida de você. A cada minuto Deus se importa com você. Porque a cada segundo Deus te ama."








***********************

*Facebook Padre Marcelo Rossi:
**Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi: 
Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
**Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar);
*Site Padre Marcelo Rossi: 




Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé