Vitória dos católicos em São Paulo: projeto é aprovado em primeira votação sem ideologia de gênero - Devoção e Fé - Blog Católico

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Vitória dos católicos em São Paulo: projeto é aprovado em primeira votação sem ideologia de gênero

Vitória dos católicos no PME de São Paulo: projeto é aprovado em primeira votação sem ideologia de gênero

SÃO PAULO, 12 Ago. 15 / 07:30 pm (ACI).- A Igreja Católica se mobilizou em São Paulo (SP) e conquistou a retirada da ideologia de gênero do Plano Municipal de Educação (PME). O projeto foi votado na Câmara Municipal na terça-feira, 11, quando representantes da Igreja e fiéis manifestaram em frente ao prédio do Legislativo, a favor da família e contra tal ideologia.

Os vereadores paulistanos aprovaram em primeira votação, por 42 votos a 2, o texto do projeto que não inclui o termo “gênero”. Mas, ainda haverá a votação em segundo turno, no dia 25 de agosto, podendo o texto sofrer alterações.

Católicos foram para a Câmara Municipal, onde expressaram sua opinião, com carro de som, faixas, camisetas. Entre eles estavam Padre Paulo Ricardo, Prof. Felipe Aquino, e o presidente da Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família, Hermes Rodrigues Nery.

Grupos ligados ao movimento LGTB (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) também fizeram manifestação, defendendo a inclusão da ideologia de gênero no PME. Entre estes, segundo Hermes Rodrigues Nery, estiveram alguns “membros da Pastoral da Juventude”. A Polícia Militar não divulgou estimativa sobre o número de manifestantes. Mas, de acordo com o presidente da Associação Pró-Vida e Pró-Família, a presença dos católicos era maior.

“Era evidente a maioria à frente do caminhão pró-família exibindo uma grande faixa a sua frente: ‘Somos família’, apoiados pelo vereador Ricardo Nunes (PMDB). O slogan muito representativo quando explicita ‘família’, no singular, com a expressão ‘somos todos’. É fato que ‘a família não é uma invenção humana, mas uma instituição exigida pela própria natureza’, conforme explica o Dr. Jorge Scala, especialista no assunto, afirmando que ‘a pretensão de substituir a família baseada no casamento heterossexual e indissolúvel com elemento fundante da sociedade historicamente já fracassou e voltará a falhar porque essa família é o húmus antropológico adequado para o desenvolvimento da personalidade de cada ser humano’”.

Para Hermes Nery, a expressiva vitória no legislativo municipal paulista a favor da família “confirma que o povo rechaça toda e qualquer ideologia totalitária, por justamente estar contrária a ordem natural e objetiva da natureza, e cada um pressente o perigo de tal ideologia, por se voltar contra a verdade do que é ser humano, e também da liberdade e tudo o que dá dignidade à pessoa humana”.

Após o resultado da votação, Prof. Felipe Aquino incentivou que se continue atento a essa questão. “Com Deus vencemos hoje por 42 a 2 na votação dos vereadores de SP contra a destruidora ideologia de gêneros. A luta continua, ninguém fuja”, postou em seu Twitter.

O texto votado ontem é um substitutivo aprovado na quarta-feira, 10, pela Comissão de Finanças e Orçamento, a última antes de ir para o plenário. Os únicos a votar contra o plano do jeito como estava apresentado foram os vereadores Toninho Vespoli (PSOL) e Ricardo Young (PPS).

O Plano Municipal de Educação deverá ter validade de dez anos. O texto anterior que fazia referência à ideologia de gênero previa: propostas pedagógicas com conteúdo sobre sexualidade, diversidade quanto à orientação sexual, relações de gênero e identidade de gênero; políticas de prevenção à evasão motivada por preconceito e discriminação à orientação sexual ou à identidade de gênero; preenchimento do nome social de alunos travestis e transgêneros no Censo Escolar; criação de protocolo para registro e encaminhamento de denúncias de violências e discriminações de gênero e identidade de gênero e a promoção contínua de formação da comunidade escolar sobre sexualidade, diversidade e relações de gênero.

O Professor Hermes Rodrigues Nery, perito em bioética, explicou também que “incluir a ideologia de gênero nas instâncias legislativas, visa intensificar o processo já em curso de desmonte de todas as instituições humanas, a começar pela família, primeira e principal de todas”.

De acordo com ele “a consequência mais evidente de uma ideologia imanentista, que se volta contra a ordem natural e objetiva da natureza humana, é a da violência social. Por isso que estar nas ruas hoje, em defesa da família, é evitar tal violência, em defesa da humanidade de dada pessoa”.

Fonte: ACI digital
Fotos: Facebook Professor Felipe Aquino





Católicos na frente da Câmara de Vereadores em São Paulo.
Foto: Facebook Hermes Rodrigues Nery



Um comentário :

  1. Como professora e cristã, eu lamento muito a interpretação errada que deram à inclusão da "ideologia de gênero" nas escolas! Longe de querer induzir a sexualidade de qualquer pessoa, o papel da escola sempre foi esclarecer, evitar preconceitos e assim contribuir com a evolução da sociedade! Isso aconteceria ao se tentar conter o número absurdo de homicídios contra homossexuais, desde que discutíssemos as diferenças para ensinar o respeito ao próximo! As pessoas que se posicionaram se dizendo 'cristãs' em tal manifestação, agiram assim como os judeus que julgaram e estavam prestes a apedrejar uma mulher que a seus olhos era indigna... Jesus Cristo teve coragem de se posicionar diante da multidão ignara, logo também devemos nos inspirar e procurar em nossos corações os valores da compaixão para incluir os que não se assemelham a nós, banindo o preconceito. Em minha atividade como professora, recebi uma travesti como aluna que, sem coragem de falar em sala, escreveu uma carta contando como sua vida era dolorosa e como estava grata por estar ali, me tendo como sua professora. A salvação do conceito de família não está na omissão com a violência efetuada contra essas pessoas e nem em suicídios de adolescentes, ocorridos por não serem aceitos devido a sua sexualidade... A salvação do real significado de "família" está no amor absoluto, em pessoas que agregam outras em seu seio, oferecendo um lugar ao sol e um ouvido acolhedor... Família é a capacidade de transcender as diferenças e não negá-las... Família é uma célula capaz de fazer com que laços de afeto sejam mais importantes do que qualquer outra coisa. Então fica a pergunta: Será que essas pessoas preconceituosas sabem realmente o que é uma família?! Creio que não... Como dizia o nosso mestre: "Pai, perdoai-os porque eles não sabem o que fazem."

    ResponderExcluir

Irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!
Nosso único mestre e senhor é Jesus Cristo, nossa mãe no céu a Santíssima Virgem Maria, por isso, comentários desrespeitosos e orações que não condizem com a Igreja Católica Apostólica Romana não serão publicadas.

Que Deus vos abençoe, que Nosso Senhor Jesus Cristo lhes conceda a graça da cura, da resolução dos problemas, a paz e tudo que seu coração aflito suplicar. Tenha Fé e persevere na Oração, pois o Tempo de Deus é diferente do nosso. Deixe o amor de Nosso Senhor tocar sua vida.
Que Nossa Santíssima Mãe vos cubra com o manto de amor e proteção. Amém.

Adriana dos Anjos - Devoção e Fé Blog

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé