Jesus e o Sofrimento-5º Domingo do Tempo Comum (Ano B) - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Jesus e o Sofrimento-5º Domingo do Tempo Comum (Ano B)

Jesus e o Sofrimento

5º Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Mc 1,29-39
29. Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André.
30. A sogra de Simão estava de cama, com febre; e sem tardar, falaram-lhe a respeito dela.
31. Aproximando-se ele, tomou-a pela mão e levantou-a; imediatamente a febre a deixou e ela pôs-se a servi-los.
32. À tarde, depois do pôr-do-sol, levaram-lhe todos os enfermos e possessos do demônio.
33. Toda a cidade estava reunida diante da porta.
34. Ele curou muitos que estavam oprimidos de diversas doenças, e expulsou muitos demônios. Não lhes permitia falar, porque o conheciam.
35. De manhã, tendo-se levantado muito antes do amanhecer, ele saiu e foi para um lugar deserto, e ali se pôs em oração.
36. Simão e os seus companheiros saíram a procurá-lo.
37. Encontraram-no e disseram-lhe: "Todos te procuram."
38. E ele respondeu-lhes: "Vamos às aldeias vizinhas, para que eu pregue também lá, pois, para isso é que vim."
39. Ele retirou-se dali, pregando em todas as sinagogas e por toda a Galiléia, e expulsando os demônios.
Reflexão

Os gestos de Jesus são tão importantes quanto as Suas palavras. José Antonio Pagola escreve que Jesus é "a mão que Deus estende" a todo ser humano necessitado de companhia e proteção. Eles despertam confiança e revelam a força curativa, a benção e a proximidade que impede a exclusão. Jesus, curador da vida, restaura o que está enfermo e acolhe a humanidade sofredora. As Suas curas não resolveram o problema do mal. É preciso continuar lutando! Elas revelam que Deus é o amigo da vida, que ama a felicidade, a saúde e o prazer.
A indiferença diante do sofrimento é sinal de que estamos longe do Evangelho. Jesus está atento à dor das pessoas e deixa tudo, inclusive a oração, para estar com os que sofrem. [a]

Oração

Senhor Jesus, sem dúvida vos alegrastes vendo todo aquele povo que vos procurava confiante e ansioso de salvação. Os que ali estavam não eram como tantos que só procuravam pretextos para vos rejeitar. Alegro-me convosco, Senhor, porque ainda hoje são tantos os que vos procuram cheios de fé, cada um do seu jeito, mas todos sabendo que precisam de vós. Eu também vos procuro porque preciso de vós, de vosso poder, de vossa palavra que me liberte e anime. Venho pedir paz para meu coração, e mais capacidade de amar. Iluminai-me para entender as contradições da vida, e ter um pouco mais de compreensão pelas misérias minhas e dos outros. Curai as fraquezas de meu corpo, dai-me saúde para vos servir, e paciência nas minhas dores e limitações. Amém. [b]

Fonte: Revista O Mílite (fevereiro/2015) [a]
Revista de Aparecida (fevereiro/2015) [b]



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé