Parábola dos Vinhateiros-27° Domingo do Tempo Comum (Ano A) - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 5 de outubro de 2014

Parábola dos Vinhateiros-27° Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Parábola dos Vinhateiros

27° Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Mt 21, 33-43
33. Ouvi outra parábola: havia um pai de família que plantou uma vinha. Cercou-a com uma sebe, cavou um lagar e edificou uma torre. E, tendo-a arrendado a lavradores, deixou o país.
34. Vindo o tempo da colheita, enviou seus servos aos lavradores para recolher o produto de sua vinha.
35. Mas os lavradores agarraram os servos, feriram um, mataram outro e apedrejaram o terceiro.
36. Enviou outros servos em maior número que os primeiros, e fizeram-lhes o mesmo.
37. Enfim, enviou seu próprio filho, dizendo: Hão de respeitar meu filho.
38. Os lavradores, porém, vendo o filho, disseram uns aos outros: Eis o herdeiro! Matemo-lo e teremos a sua herança!
39. Lançaram-lhe as mãos, conduziram-no para fora da vinha e o assassinaram.
40. Pois bem: quando voltar o senhor da vinha, que fará ele àqueles lavradores?
41. Responderam-lhe: Mandará matar sem piedade aqueles miseráveis e arrendará sua vinha a outros lavradores que lhe pagarão o produto em seu tempo.
42. Jesus acrescentou: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra rejeitada pelos construtores tornou-se a pedra angular; isto é obra do Senhor, e é admirável aos nossos olhos (Sl 117,22)?
43. Por isso vos digo: ser-vos-á tirado o Reino de Deus, e será dado a um povo que produzirá os frutos dele.
Reflexão

Jesus é o profeta que fala com autoridade e revela que é Ele o filho contado na parábola: aquele que é rejeitado, maltratado e morto. No entanto, ressuscita ao terceiro dia e abre a esperança da vida e salvação. Há também uma provocação para nós que somos seus discípulos: viver como novo povo de Deus, chamado à fidelidade à Sua vontade amorosa e definitiva de instaurar o Seu Reino para nós e entre nós. Isto implica a prática dos ensinamentos de Jesus Cristo, o qual personifica o Reino. Assim, a comunidade dos discípulos é agora a Igreja do Senhor, solícita ao seu mestre e fecunda em obras, na fidelidade a Ele. A fé em Jesus abre a vida dos discípulos para a vida do Reino de Deus. A Imaculada, em sua humildade e docilidade à vontade de Deus, se dispõe solícita a esta vontade que, nela, ganha um corpo e um rosto: Jesus Cristo. Assim também em nós, quando estamos inteiramente em comunhão com a vontade de Deus, Jesus toma a vida em nossa vida. "Vontade humana + vontade divina = santidade" (São Maximiliano Kolbe). [a]  

Oração

Senhor, em primeiro lugar quero agradecer, porque me levais a sério, e quereis fazer de mim participante de vossa própria vida divina. E não apenas isso, mas também quereis que eu participe de vossa obra na salvação de meus irmãos e irmãs. Por meu intermédio é que muitos vos poderão conhecer, amar e servir. Por isso, peço que me conserveis sempre na fidelidade, e que jamais seja tropeço no caminho de quem vos procura. Sei que não mereço tudo isso que fazeis por mim. Tudo recebo gratuitamente de vossa misericórdia. Dai-me, pois, a graça de ser sempre dócil aos vossos convites e orientações, que eu não desperdice nenhum de vossos favores. Ajudai-nos, Senhor, para que nós todos possamos ser, em vossas mãos, uma vinha carregada de frutos. Amém. [b]

Fonte: Revista O Mílite (outubro/2014) [a]
Revista de Aparecida (outubro/2014) [b]



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé