Entre Irmãos-23° Domingo do Tempo Comum (Ano A) - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 7 de setembro de 2014

Entre Irmãos-23° Domingo do Tempo Comum (Ano A)

Entre Irmãos

23° Domingo do Tempo Comum

Evangelho de Mt 18, 15-20
15. Se teu irmão tiver pecado contra ti, vai e repreende-o entre ti e ele somente; se te ouvir, terás ganho teu irmão.
16. Se não te escutar, toma contigo uma ou duas pessoas, a fim de que toda a questão se resolva pela decisão de duas ou três testemunhas.
17. Se recusa ouvi-los, dize-o à Igreja. E se recusar ouvir também a Igreja, seja ele para ti como um pagão e um publicano.
18. Em verdade vos digo: tudo o que ligardes sobre a terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes sobre a terra será também desligado no céu.
19. Digo-vos ainda isto: se dois de vós se unirem sobre a terra para pedir, seja o que for, consegui-lo-ão de meu Pai que está nos céus.
20. Porque onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
Reflexão

O pecado é a desintegração ou desumanização da integridade e da sacralidade humana. O Evangelho nos apela à responsabilidade fraterna da conversão daquele que iniciou um caminho de pecado. Isto porque tomou distância da origem da vida feliz: Deus. Os discípulos de Jesus se dispõem, de modo amoroso e criativo, a reconduzir tais irmãos para a Igreja, onde são acolhidos por todos e perdoados por Deus. A Igreja, comunidade dos discípulos de Jesus, vive inquieta enquanto haja um só irmão que se encontre fora dela. Alegremo-nos com aqueles que estão presentes na comunidade, mas nos empenhemos para buscar os que estão fora, sem saber como voltar. A intercessão e a presença da Imaculada, Mãe da Igreja, suscite em nosso coração e de nossa comunidade sensibilidade e dispobilidade para buscar o irmão. E, ao encontrá-lo, acolhê-lo e inseri-lo na convivência fraterna. [a]  

Oração

Senhor Jesus, reconheço que tenho faltado muito com essa minha obrigação de caridade fraterna. São muitos os motivos e desculpas que poderia apresentar. Mas sei que são mais pretextos ou sinais de meu pouco amor. Ajudai-me! Dai-me olhos compreensivos, mais prontos a ver o bem do que o mal. Fazei-me sábio e prudente, para poder saber o que é certo e como devo orientar meu irmão. Ensinai-me palavras moderadas e mansas, para que não exagere a gravidade do erro, nem provoque reações e resistências. E se, apesar de meus esforços, minha ajuda não for bem aceita, que eu não me exalte, nem me sinta ofendido. E principalmente que eu não saia dizendo a todos que meu irmão não tem conserto. Amém. [b]

Fonte: Revista O Mílite (setembro/2014) [a]
Revista de Aparecida (setembro/2014) [b]



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Irmãos e irmãs de fé. Paz e Bem!
Nosso único mestre e senhor é Jesus Cristo, nossa mãe no céu a Santíssima Virgem Maria, por isso, comentários desrespeitosos e orações que não condizem com a Igreja Católica Apostólica Romana não serão publicadas.

Que Deus vos abençoe, que Nosso Senhor Jesus Cristo lhes conceda a graça da cura, da resolução dos problemas, a paz e tudo que seu coração aflito suplicar. Tenha Fé e persevere na Oração, pois o Tempo de Deus é diferente do nosso. Deixe o amor de Nosso Senhor tocar sua vida.
Que Nossa Santíssima Mãe vos cubra com o manto de amor e proteção. Amém.

Adriana dos Anjos - Devoção e Fé Blog

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé