5º Domingo da Páscoa do Senhor-Glorificação e Amor (Ano C) - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 28 de abril de 2013

5º Domingo da Páscoa do Senhor-Glorificação e Amor (Ano C)


5º Domingo da Páscoa do Senhor

Evangelho Segundo João 13,31-33a.34-35

31Depois que Judas saiu, do cenáculo disse Jesus:
'Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele.
32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo,
e o glorificará logo.
33aFilhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco.
34Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros.
Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.
35Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos,
se tiverdes amor uns aos outros.'

Reflexão - Glorificação e Amor

Nos dois primeiros versículos do trecho que lemos hoje, Jesus fala da glorificação do "Filho do Homem", que já aconteceu, e anuncia que Deus foi glorificado nele. A glorificação do Filho é obra do Pai, ao qual pertence a glória. Os sinais milagrosos realizados por Jesus mostram esse movimento dinâmico: eles acontecem para a glória de Deus e as pessoas que os presenciam louvam ao Pai, Deus de Israel.
Para João, a glorificação de Jesus está estreitamente ligada à paixão. De fato, ele diz ao anunciar a paixão: "É chegada a hora em que será glorificado o Filho do Homem". Jesus se submete à paixão por amor, em obediência ao Pai. Ele dá o exemplo do amor maior: dar a vida. Essa é a medida do amor que os discípulos devem ter uns para com os outros. Jesus propõe a si mesmo com o exemplo de cumprimento total do grande mandamento: "Amarás o teu próximo como a ti mesmo". Sublinha a sua atualidade aos discípulos: "Dou-vos um mandamento novo", um mandamento que deverá ser posto em prática sempre de forma nova segundo as circunstâncias nas quais a pessoa se encontra. A novidade para os discípulos é o dever de imitar Jesus em seu dom sem medida.
Jesus se dirige aos discípulos chamando-os afetuosamente de "filhinhos". O uso do diminutivo, em vez do mais usual "filhos", indica o interesse e o amor de quem fala ou escreve para os destinatários do seu ensinamento. [1]

Oração

Senhor Jesus, hoje eu vos louvo por tudo quanto nos ensinastes, sobre o Pai e sobre nós mesmos. De modo especial eu vos bendigo porque nos ensinastes a nos amar mutuamente. Não apenas dissestes que isso é preciso e é bom, mas nos transformastes interiormente pela graça. Assim, podemos amar, podemos vencer o egoísmo, podemos até amar os que não nos amam. Quereis que o façamos livremente, por amor a vós e a eles. Ajudai-me, pois, a corresponder a esse instinto de amor, que colocastes em nosso coração.
Que eu me deixe levar por vós a um amor generoso e grande, que me faça ser uma bênção para todos, os mais próximos e os mais distantes. Amém.

Fonte: Revista Brasil Cristão (abril/2013) [1] - Revista de Aparecida (abril/2013) [2]



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé