Dízimo, Oferta e Esmola - Qual a Diferença? - Devoção e Fé - Blog Católico

domingo, 2 de setembro de 2012

Dízimo, Oferta e Esmola - Qual a Diferença?

Qual a diferença entre Dízimo, Oferta e Esmola?

A Bíblia está cheia de referências sobre o dízimo, ofertas, coletas e esmolas. O dízimo está na Bíblia do Gênesis ao Apocalipse. Só podemos compreender o dízimo a partir de seu fundamento na Palavra de Deus. Na Bíblia encontramos pelo menos 48 registros sobre o dízimo, 173 sobre ofertas e 34 sobre esmola.
Muitos se confundem quanto a diferença entre dízimo, oferta e esmola. O dizimista - e o cristão em geral - deve estar atento à diferença que existe entre essas expressões.

1) Dízimo: É a décima parte que ofereço a Deus e, em nosso caso, à nossa Igreja. O dízimo era uma forma estipulada e educativa para levar o povo a se lembrar concretamente de Deus na época das colheitas e das crias dos rebanhos. Se nós vivemos na cidade e somos assalariados, nosso dízimo é mensal.
Uma pergunta que muitos fazem: quanto devo "pagar"? Como devo contribuir?
É bom esclarecermos, de início, que dízimo não se paga. Com o dízimo se devolve, se consagra. Quando pensamos desta forma, até a linguagem muda de aspecto. É bom utilizarmos a linguagem da Bíblia para falar sobre o dízimo. A Bíblia fala em trazer o dízimo.
O Dízimo é dízimo porque o Senhor assim o quis. Dízimo vem de 10% daquilo que se ganha mensalmente.
Dízimo é simplesmente uma questão de fazer a experiência com Deus.

Dízimo é comunhão e partilha:
Mas, para chegar a isso, é necessário educar a fé "Todos tinham tudo em comum e repartiam seus bens entre os necessitados"(At 2,44-45).
Só podemos compreender um dízimo que tenha embasamento na Palavra de Deus. Assim, entendido, desfazem-se todas as dúvidas sobre essa forma de contribuição.
A palavra "dízimo" tem sua origem no latim e deriva na palavra decimus, que quer dizer a décima parte. Vamos trabalhar a idéia de que dízimo não é dar qualquer quantia em dinheiro. Tem que ser um ato, gesto de Maturidade Espiritual, para ser considerado como contribuição decimal. Não podemos confundir dízimo com uma contribuição especial que damos ou fazemos quando a igreja necessita de ajuda ou está promovendo o levantamento de fundos para construções, etc.
Dízimo não é coleta como aquela que damos nas missas. Dízimo também não é oferta que damos por ocasião de algum pedido da comunidade. Dízimo é aquilo que eu Coloco a Parte todos os meses e entrego à comunidade como ato decidido em meu coração e na oração. É um ato espontâneo e de ação de graças. É um reconhecimento de filho ao Pai que me concedeu tanta coisa no mês que passou. É um compromisso com minha comunidade. É preciso pagar sim o dízimo, mas temos outros compromissos ainda maiores com os irmãos, com a comunidade. Do Novo Testamento podemos lembrar os textos de Mateus 23,23 e Lucas 11,42.
O dinheiro do dízimo, que nós levamos à igreja, vai para as seguintes finalidades:
a - Religiosa - Manutenção da igreja, água, luz, telefone, funcionários, folhetos de missa, livros, toalhas, velas, material de escritório e secretaria, hóstias, vinho, ajuda às pastorais, etc.
b - Social - Auxilio aos pobres e aos doentes, promoção humana, apoio à pastoral da criança, pastoral do menor, etc. O bem que é feito com o dinheiro do dízimo é como se fora feito ao próprio Jesus. "Tive fome e me destes de comer"(Mt 25,35a).
c - Missionária - Formação de lideranças, formação de catequistas, ajuda ao seminário, missões populares, etc. Assim, devolver o dízimo é também contribuir com a evangelização na paróquia.

2) Oferta: 
Ato de oferecer-se; oferecimento. A oferta também deve ser feita a partir de um trabalho de conscientização. Oferta não é qualquer coisa que ofereço a Deus, à Igreja. Devemos fazer a oferta de acordo com o impulso do coração. O livro do Êxodo (22,29a) diz: "Não tardarás a oferecer-me as primícias de tua colheita e de tua vindima".

3) Esmola:
 No dicionário encontramos assim registrado o significado da palavra esmola: "o que se dá aos necessitados, por caridade ou filantropia; óbolo, espórtula, auxílio, amparo; benefício". Jesus, ao desmascarar a hipocrisia dos fariseus, assim se refere às esmolas: "quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que fes a direita" (Mt 6,3). A esmola é normalmente dada diretamente a uma pessoa ou grupo necessitado. Costumamos falar em ato de caridade.

O que são coletas?
Certamente são bem diferentes de dízimos.
As coletas são aquelas campanhas que fazemos por ocasião de uma determinada situação na igreja, na comunidade. Aqui podemos lembrar a Campanha da Fraternidade, o dia das missões, a coleta da Evangelização no Advento; ou ainda de situações que a igreja ou a sociedade estejam vivenciando, como por exemplo: enchentes, secas, terremotos.

No Catecismo da Igreja Católica lemos que "desde o início, os cristãos levavam, com o pão e o vinho para a Eucaristia, seus dons para repartir com os que estavam em necessidade. Este costume da coleta, sempre atual, inspira-se no exemplo de Cristo que se fez pobre para nos enriquecer: os que possuem bens em abundância e o desejam, dão livremente o que lhes parece bem; e o que se recolhe é entregue àquele que preside. Este socorre os órfãos e viúvas e os que, por motivo de doença ou qualquer outra razão, se encontram em necessidade, assim como os encarcerados e os imigrantes; numa palavra, ele socorre todos os necessitados" ($ 1351).
É preciso lembrar ainda que O Amor caracteriza fundalmente a contribuição do dízimo.
O dízimo é uma questão de amor e um desafio à fé.
Nota: Sugerimos a leitura dos livros do P. Jerônimo Gasques: "O dízimo não acontece por acaso" e "Espiritualidade do dízimo". 
Autor deste artigo: Pe. Francisco Sehnem, scj.

Fonte: Revista Brasil Cristão-agosto/2012



2 comentários :

  1. deus defedei meu marido contra todos os tipos de vicios celai com deu sangue abençoai24hs por dia segueos seus passe amem

    ResponderExcluir
  2. deus entrego meu marido em tuas maos por favor liberte meu maridode todos tipo de vicios jesus eu confio em voz amem

    ResponderExcluir

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé