O Sacramento do Batismo Católico - Devoção e Fé - Blog Católico

sábado, 7 de julho de 2012

O Sacramento do Batismo Católico



O Santo Batismo

Qual o significado do Batismo para a vida cristã?

Disse Jesus: "Quem não nascer do Alto não pode ver o Reino de Deus(...) quem não renascer da água do Espírito não pode entrar no Reino de Deus. O que nasceu da carne é carne; o que nasceu do Espírito é espírito"(Jo 3,3-5).
Pedro inaugurou a pregação apostólica no dia de Pentecostes, dizendo ao povo: "Arrependei-vos e que cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para a remissão dos pecados"(At 2,38).
Paulo explicou ao carceireiro, depois de sua libertação: "Crê no Senhor e serás salvo, tu e a tua família". "Imediatamente (o carcereiro) recebeu o Batismo com todos os seus" (At 16,31-33). O mesmo Paulo ensina na Carta aos Romanos: "Batizados (ou seja, banhados) em Cristo Jesus, é na sua morte que somos batizados (ou seja, mergulhados). Portanto, pelo Batismo fomos sepultados com ele (Jesus) na morte para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também nós vivamos a vida nova" (Rm 6,3-4).

A palavra de Deus e sua promessa unem-se ao elemento água no Batismo: temos um sinal que realiza o que anuncia. Isto é, temos um "Sacramento". O Batismo é o sacramento que abre as portas do Reino. Só pode receber os outros seis sacramentos quem for batizado.
Assim como o banho dado ao recém-nascido é necessário para a sua sobrevivência e é um gesto de cuidado, de amor, de acolhida na famíla humana, assim o Batismo, o banho cristão, é um gesto de amor e acolhida de Deus em sua família: "No dia em que nasceste (disse o Senhor), foste atirada no mato, tal a indiferença que te mostraram. Ao passar junto de ti, eu te vi estrebuchar no teu próprio sangue e eu te disse: "Vive! (...) Banhei-te com água, lavei o teu sangue, ungi-te com óleo"(Ez 16, 5-6.9).

Qual é o rito essencial do Batismo?

O Rito essencial do Batismo consiste em derramar a água sobre a cabeça do batizando, dizendo: "Eu te batizo em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28,19). Pode-se também mergulhar o batizando na água.

Quais são os frutos do Batismo?

No Batismo somos adotados filhos de Deus e feitos membros do Corpo de Cristo, que é a Igreja. A Sagrada Escritura expressa com diferentes termos esta graça batismal: os batizados são "renascidos" (Jo 3,3); "iluminados" (Fl 3,15); "incorporados, libertados, santificados"(Rm 6,1-23).
 Pe Paiva,Sj [1]

Caráter Batismal

Os ministros ordinários do Batismo são o bispo, o sacerdote ou o diácono. Em caso de necessidade grave, qualquer pessoa - mesmo não estando batizada - pode administrá-lo, desde que queira fazer o que faz a Igreja (cf. CIC 1256). Um exemplo de grave necessidade: uma pessoa morrendo na rua sem algum padre por perto.
Quando uma pessoa não batizada dá a sua vida por Jesus Cristo (martírio), recebe o Batismo de sangue. Fala-se também de Batismo de desejo entre os não batizados que praticam o bem, se comprometem pelo próximo e deste modo - às vezes sem o saberem - seguem a Cristo. Quanto às crianças que morrem sem Batismo, acreditamos que, na sua misericórdia, Deus não as abandona. 
O Batismo vale uma vez por todas. Não se pode revogá-lo nem reiterá-lo. Porque imprime no cristão um selo espiritual definitivo da sua pertença a Cristo. A este selo indelével, dá-se o nome de "Caráter batismal", que nenhum pecado pode apagar, mesmo que o pecado impeça o Batismo de produzir seus frutos de salvação (cf. CIC 1272).
O Batismo apaga o Pecado Original que herdamos dos nossos pais Adão e Eva, opera o perdão dos pecados, torna-nos filhos de Deus, irmãos e irmãs de Jesus Cristo, membros da Igreja. Somos irmãos e irmãs uns dos outros e podemos dizer de verdade: "Pai nosso que estais no céu".
O Batismo é um começo, primícia de Deus que é preciso fazer frutificar ao longo de toda a vida. Se formos fiéis a Cristo na fé, na esperança e na caridade, então, a graça recebida no Batismo atua em nós e cresce. O Batismo encontra, portanto, a sua plena realização na santidade a que todos somos chamados e que se realiza progressivamente graças ao crescimento da vida de Deus em nós.

Catecumenato: tempo de preparação ao Batismo pela iniciação na fé e na vida cristã, no caso do Batismo de um adulto. Para os batismos de crianças, este catecumenato tem lugar evidentemente depois do Batismo, quando elas chegam à idade em que podem compreender e querer que desabroche nelas a graça do Batismo recebido ao seu nascimento. É o que chamamos de Catecismo (cf. CIC 1231). [2]




Fonte: Revista Mensageiro do Coração de Jesus [1]
http://www.portalcatolico.org.br/ [2]



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé