terça-feira, 31 de julho de 2012

Oração pelo Doente e à Santa Paulina-Pe Marcelo Rossi

Bom dia amigas e amigos de fé! 
Ontem (30 de julho) o padre Marcelo Rossi iniciou em seu programa de rádio Momento de Fé, a semana com orações especiais para pedir a cura aos doentes. Aproveitei para colocar a oração à Santa Paulina que o padre havia colocado em sua página no facebook. Santa Paulina é a é protetora dos enfermos e doentes com Câncer.
Então irmãos, vamos orar com muita fé e confiança e pedir a intercessão por nossos entes queridos, amigos, a todos que sofrem e por nós mesmos, se sofremos de alguma enfermidade.
Fiquem com a paz de Jesus e o amor de Maria!
Adriana-Devoção e Fé
Oração pelo Doente 

Ó Deus de misericórdia, seguindo o conselho da Tua palavra:
"orai uns pelos outros para serdes curados” ( Tg 5, 16 ), Te apresentamos este irmão enfermo: (coloque o nome da pessoa enferma ) que necessita da Tua bênção para recuperar a saúde.
Senhor, sabemos que para Ti não existem coisas impossíveis, por isso, agora, visita-o com Teu amor ( Ágape ) para curá-lo ( a), segundo a Tua vontade.
Toca nesta doença: ( coloque o nome da enfermidade ) e dá a este teu filho ( a ) a certeza da Tua presença.
Se existir, tira todo sentimento de derrota ou desânimo, dando-lhe a força do Espírito Santo para reagir.
Obrigado, Senhor, pela certeza que agora vem ao meu coração:
mesmo antes de ver o resultado, pela fé creio que estais providenciando o que for melhor para este enfermo.
E, eu faço esta oração em Nome de Jesus! Amém.

Oração pelos doentes à São Rafael

Ficai conosco, ó arcanjo Rafael, chamado Medicina de Deus!
Afastai para longe de nós as doenças do corpo, da alma e do espírito e trazei-nos a saúde e toda plenitude de vida prometida por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.


***********************
Oração à Santa Paulina

"Ó Santa Paulina, que pusestes toda a confiança no Pai e em Jesus e que, inspirada por Maria, decidistes ajudar o povo sofrido, nós te confiamos a Igreja que tanto amas, nossas vidas, nossas famílias, a Vida Consagrada e todo o povo de Deus. (Pedir a graça desejada)
Santa Paulina, intercede por nós, junto a Jesus, a fim de que tenhamos a coragem de lutar sempre, na conquista de um mundo mais humano, justo e fraterno. Amém".
Pai-Nosso – Ave Maria – Glória
Oração pedindo a intercessão de Santa Paulina

"Ó Santa Paulina, que tanto amaste Maria, a Mãe de Deus, e fostes fiel ao seu convite: "Quero que inicies uma obra; trabalharás pela salvação de minhas filhas", alcança-nos, do Senhor, a sensibilidade para perceber os clamores da realidade e a disponibilidade para servir aos mais necessitados e aos que estão em situação de maior injustiça".

Santa Paulina é protetora dos enfermos e doentes com Câncer

No dia 9 de Julho é  comemorado a santidade de vida da naturalizada brasileira Amábile Lúcia Visintainer que nasceu no ano de 1865 e partiu para a Glória em 1942.
Nascida em Vigolo Vattaro, na Itália, com apenas 10 anos de idade emigrou com seus pais para o Brasil dirigindo-se para o Estado de Santa Catarina, no sul do país.
Antes de entrar para a vida consagrada, ela dedicou-se religiosamente em cuidar de uma senhora com câncer e a partir desta experiência caridosa deu-se a descoberta do Carisma que fora reconhecido em 1895 pelo Bispo de Curitiba, Paraná, com o nome de Filhas da Imaculada Conceição.
Na oração litúrgica da Igreja é pedido a Deus para nós fiéis a virtude do serviço, motivado pelo amor, a qual mais brilhou no coração da virgem Paulina do Coração Agonizante de Jesus.

*******************************************************
Facebook Padre Marcelo Rossi

Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi:


*Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
*Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar). 
Site Padre Marcelo Rossi = para ouvir o Momento de Fé



domingo, 29 de julho de 2012

Diferença entre Festa, Memória e Solenidade na Igreja Católica

Diferença entre Festa, Memória e Solenidade 

Dentro da Liturgia da Igreja Católica Apostólica Romana o Domingo está em primeiro lugar de importância, depois vem as Solenidades, seguida das Festas, das Memórias Obrigatórias, Memórias Facultativas e Férias. Vamos entender as diferenças entre elas:

Domingo 
- tem a precedência sobre todos os domingos por ser o Dia do Senhor, o Dia da Ressurreição, o Dia por excelência da Eucaristia.

Solenidades 
- a Igreja soleniza determinadas datas ou acontecimentos (como a da Assunção) porque estes acontecimentos têm uma estreitíssima ligação com o Mistério Pascal de Jesus Cristo. É o caso da Páscoa, do Natal, do nascimento de João Batista. “As solenidades são constituídas pelos dias mais importantes, cuja celebração começa no dia precedente com as Primeiras Vésperas. Algumas solenidades são também enriquecidas com uma Missa própria para a Vigília, que deve ser usada na véspera quando houver Missa vespertina” (NALC 11). Estas celebrações têm orações, leituras e cantos próprios ou retirados do Comum.

Festas 
- São acontecimentos importantes para a Igreja, que merecem um destaque especial, como é o caso das festas dos apóstolos e outros santos que, na Igreja Católica, seu exemplo, merecem ser seguidos por todos. “As festas celebram-se nos limites do dia natural; por isso, não têm Primeiras Vésperas, a não ser que se trate de festas do Senhor que ocorrem nos domingos do Tempo Comum e do Tempo do Natal, cujo Ofício substituem” (NALC 13). Na Missa, as orações, leituras e cantos são próprios ou do Comum. 
A festa pode tornar-se "solenidade" quando o santo festejado for padroeiro principal de um lugar ou cidade, titular de uma catedral, como também quando for titular, fundador ou padroeiro principal de uma Ordem ou Congregação, estendendo-se esse entendimento às celebrações de aniversário de dedicação ou consagração de igrejas.

Memórias 
- “As memórias são obrigatórias ou facultativas: sua celebração, porém, se harmoniza com a celebração do dia de semana ocorrente, segundo as normas expostas nas Instruções Gerais sobre o Missal Romano e a Liturgia das Horas” (NALC 14). 
Trata-se de celebrações que ocorrem no dia de semana, nas quais se inclui uma simples recordação (daí memória) do respectivo santo. Neste caso, os elementos fundamentais, como as leituras, são os do dia de semana ocorrente. “Se, no mesmo dia, ocorrem no calendário várias memórias facultativas, celebra-se apenas uma, omitindo-se as outras” (NALC 14).

Memórias obrigatórias e facultativas - No que se refere à distinção entre memórias obrigatórias e memórias facultativas, a única diferença é que as memórias obrigatórias (como seu nome sugere) devem necessariamente ser celebradas e as memórias facultativas podem ser celebradas ou omitidas, segundo se considere oportuno. Quanto ao modo de celebrá-las, procede-se da mesma maneira em ambos os casos. “Nos sábados do Tempo Comum, não ocorrendo memória obrigatória, pode-se celebrar a memória facultativa da Santa Virgem Maria” (NALC 15). Algumas memórias obrigatórias ou facultativas, quando celebradas, têm Laudes e Vésperas festivas, com antífonas próprias. Neste caso, nas Laudes, tomam-se os salmos do domingo da primeira semana e, nas Vésperas, os salmos do comum. 
As memórias obrigatórias recordam santos ou santas que marcaram a vida da Igreja de algum modo. As memórias facultativas, por sua vez, recordam santos e santas que tiveram uma importância para uma determinada região ou mesmo para uma congregação, por isso, não é obrigatório fazer a celebração da missa ou da Liturgia das Horas em sua memória.

Férias 
- são aqueles dias da semana que não têm nenhuma indicação especial das comemorações acima mencionadas.

Comemorações 
- As memórias obrigatórias, que ocorrem nos dias de semana da Quaresma e nos dias 17 a 24 de dezembro, podem ser celebradas como memórias facultativas. Neste caso, são chamadas simplesmente de comemoração.
A celebração de todos os fiéis defuntos, por não ter caráter de solenidade, festa ou memória propriamente ditas, é chamada pela Igreja de Comemoração. Trata-se de uma Comemoração muito especial, celebrada mesmo quando ocorre em domingo. 

Para Saber Mais:  

*NALC - Normas Universais sobre o Ano Litúrgico e o Calendário Romano (NALC), promulgadas por Paulo VI, em 1969.
*Laudes - Oração da Manhã,  A hora das Laudes é a primeira oração do dia. É feita de manhã e significa "louvor", de modo que nessa hora é privilegiado o louvor a Deus pelo início de mais um dia e o recomeço do trabalho; sendo assim, o rito das Laudes é solene.
*Vésperas -Oração da Tarde, As Vésperas são as orações do fim da tarde, podendo ser celebrada já no poente como no começo imediato da noite. Da mesma maneira como nas Laudes, as Vésperas agradecem ao Senhor, por sua vez e momento, o fim do dia e dos trabalhos. Ora, se de manhã, nas Laudes, agradecemos o começo do dia, agora, nas Vésperas, agradeceremos o fim do dia. 

Fonte: NALC /
http://www.prestservi.com.br/diaconoalfredo/interessantes/liturgia/diferenca.htm

*************
Dias Santos de Guarda

“Dias de festa”, “dias de preceito”, “festas de preceito” ou, como se diz, “dias santos de guarda”, são dias em que “os fiéis têm obrigação de participar da Missa e devem abster-se das atividades e negócios que impeçam o culto a ser prestado a Deus, a alegria própria do Dia do Senhor e o devido descanso do corpo e da alma” (cân. 1247)

O domingo é o dia de festa por excelência, em toda a Igreja. No Brasil, além do domingo, são festas de preceito os dias: do Natal do Senhor Jesus Cristo (25 de dezembro); do SS. Corpo e Sangue de Cristo (quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade); de Santa Maria Mãe de Deus (1 de janeiro); da Imaculada Conceição de Nossa Senhora (8 de dezembro).

As celebrações da Epifania, da Ascensão, da Assunção de Nossa Senhora, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e a de Todos os Santos ficam transferidas para o domingo, de acordo com as normas litúrgicas.



sábado, 28 de julho de 2012

Oração de São Cristóvão no Momento de Fé-Pe Marcelo Rossi


Bom dia irmãos e irmãs de fé! 
Hoje trouxe esta abençoada Oração de São Cristóvão que o padre Marcelo Rossi fez durante esta última semana de julho no Momento de Fé. 
Fiquem na paz de Jesus e no amor de Maria. 
Adriana-Devoção e Fé


ORAÇÃO DE SÃO CRISTÓVÃO

"Ó São Cristóvão, que atravessastes a correnteza furiosa de um rio com toda a firmeza e segurança, porque carregáveis nos ombros o Menino Jesus, fazei que Deus se sinta sempre bem em meu coração, porque então eu terei sempre firmeza e segurança no guidão, volante ou direção do meu veículo, e enfrentarei corajosamente todas as correntezas que eu encontrar, venham elas dos homens ou do espírito infernal.
São Cristóvão, rogai por nós".

Benção aos motoristas e passageiros:
"O nosso auxílio está no nome do Senhor.
R: Que fez o céu e a terra".

"Ó Deus todo-poderoso, criador do céu e da terra;
Que, em vossa multiforme sabedoria, confiastes ao homem a realização de grandes e belas coisas;
Concedei que todos os usuários deste veículo percorram com cautela o seu caminho e preservem a segurança do caminho aos outros;
E indo ao trabalho ou ao descanso, tenham sempre como companheiro de caminhada a Cristo, que vive e reina para sempre.
Amém".

**************

 Celebração de São Cristóvão no dia 25 de julho

Viveu em 251 DC e é o patrono dos viajantes e é um dos "Quatorze Santos Ajudantes" que apareceram para Santa Joana D’Arc. Um mártir, São Cristóvão chamado Kester morreu em Lycia ,na Ásia Menor (atualmente Turquia). Diz a tradição que ele era um homem muito forte que ajudava as pessoas a cruzarem o rio. Um dia um menino pediu para ajuda-lo e São Cristóvão colocou-o nos ombros e começou a atravessar o rio. A cada passo a criança ficava mais pesada e São Cristóvão se esforçava ao máximo para salvar o menino. São Cristovão disse a criança que estava muito difícil e que parecia estar carregando o mundo! E a criança respondeu:" Não fique surpreso! Você está carregando o mundo, voce carrega o criador do mundo nos ombros! O menino era Jesus!

Por isso São Cristovão é invocado por todos antes de fazerem uma jornada. Raramente se vê um taxi ou onibus sem a medalhinha de São Cristovão em alguns lugar do painel.

Christopher significa "carregador de Cristo". (Christo-phoros).
As sua relíquias estão em Roma e Paris. Ele é invocado contra acidentes.
Em algumas cidades é costume os motoristas levarem seus veículos para serem bentos no dia 25 de julho na igreja de São Cristóvão.
Existe uma tradição antiga, que diz que quem olhasse a imagem de São Cristovão, passaria aquele dia sem qualquer dano. Daí a grande quantidade de imagens e pinturas de São Cristovão nas Igrejas, lojas e residências. [1]


Fonte:  www.cademeusanto.com.br/  [1]



quinta-feira, 26 de julho de 2012

Oração à São Joaquim e Santa Ana - Pe Marcelo Rossi

Bom dia amigas e amigos de fé! 
Hoje é o dia de Santa Ana e São Joaquim (26 de julho) e o padre Marcelo Rossi orou esta linda oração em seu programa Momento de Fé. 
Vamos orar e pedir a intercessão dos santos avós de Jesus Cristo pelos nossos queridos avós e por todos idosos que conhecemos. 
Fiquem na paz de Jesus e no amor de Maria! 
Adriana-Devoção e Fé

Oração à São Joaquim e Santa Ana

Senhor por intercessão de São Joaquim e Santa Ana, lembra-Te daqueles a quem deste o dom da vida longa.
Recompensa-os agora pelo bem que realizaram no passado, perdoa-os por suas falhas.
Torna seus dias felizes e dá-lhes Tua graça a fim de que sigam crescendo através dos desafios de seus últimos anos.
Dá-lhes a vida eterna Contigo. Senhor Jesus peço-te uma bênção para todos aqueles que chegaram à idade avançada, especialmente estes:
(Diga os nomes, bem como sua intenção pelas pessoas idosas por quem você está orando).
E a mim Senhor peço a graça de saber valorizar os idosos, peço a graça de saber dar atenção, carinho e afeto, respeito e dignidade aos idosos.
Sei que se Vossa bondade me conceder um dia, também o serei e sei que a vida é um aprendizado.
Por isso rezo, dai-me a graça de saber envelhecer, dai-me a maturidade que a minha idade permite ter, dai-me sabedoria, compreensão do mundo e das pessoas porque cada dia é um passo rumo à Tua presença.
Senhor por intercessão de São Joaquim e Santa Ana, avós de Jesus, pedimos a graça de aceitar o tempo, aceitar os fatos, mas nunca desistir de um recomeço.
Aos que já são idosos, pedimos Senhor que saibamos amá-los em suas fragilidades, acolhê-los em suas limitações, ajudá-los em suas dificuldades.
Que a minha presença junto aos idosos leve-os a superar o sentimento de solidão e me ajude a ser um ouvido que escuta, uma mão estendida e um coração que ama.
Amém!

***********

Facebook Padre Marcelo Rossi=https://www.facebook.com/vcnocolodejesus

Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi:



*Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
*Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar). 
Site Padre Marcelo Rossi = para ouvir o Momento de Fé



Santa Ana e São Joaquim - Orações

Santa Ana e São Joaquim-Avós de Jesus
Festa em 26 de julho

Sant'Ana, cujo nome em hebraico significa "graça", pertencia à família do sacerdote Aarão e seu marido, São Joaquim cujo nome equivale a "Javé prepara ou fortalece", pertencia à família real de Davi e era parente próximo de São José. Sant'Ana teria nascido em Belém e São Joaquim na Galiléia.
Santa Ana é Mãe da Virgem Maria. Joaquim e Ana não conseguiam ter filhos porque eram estéreis. Joaquim, desiludido, jejuou e orou durante 40 dias. Ao completar-se a penitência, um anjo apareceu-lhe anunciando que teriam uma filha, a qual recebeu o nome de Miriam, que em hebraico significa "Senhora da Luz", passado para o latim como Maria.
Santa Ana-Padroeira dos Avós: sua imagem, ao longo dos anos, a representa em atitude de ensinar Maria a ler. Por isso, tornou-se também padroeira dos estudantes e da promoção da leitura.
Oração 

A estrela d'alva já brilha, já nova aurora reluz, 
o sol nascente vem vindo e banha o mundo de luz. 
Cristo é o sol da justiça. Maria, aurora radiante. 
Da lei à treva expulsando, ó Ana, vais adiante.
Ana, fecunda raiz, que de Jessé germinou, 
produz o ramo florido do qual o Cristo brotou.
Mãe da Mãe santa de Cristo e tu, Joaquim, santo pai, 
pelas grandezaz da Filha, nosso pedido escutai.
Louvor a vós, Jesus Cristo, que de uma Virgem nascestes. 
Louvor ao Pai e ao Espírito, lá nas alturas celestes.

(Hino da Liturgia das Horas) [1]

Oração a Santa Ana 2
 

  Oh! Mãe da mais ditosa de todas as mães, 
intercedei por mim junto ao vosso neto Jesus, 
salvador do mundo, Deus consolador e Pai de misericórdia 
e alcançai-me a graça de caminhar na santidade 
e na justiça todos os dias da minha vida, 
o consolo nas tribulações, a defesa nos perigo, 
o remédio para os males presentes (......), 
a defesa para evitar os futuros 
e sobretudo o dom da perseverança final. Amém!

Oração de Santa Ana 3
 

Senhora Santa Ana, fostes chamada por Deus a colaborar na salvação do mundo. Seguindo os caminhos da Providência Divina, recebestes São Joaquim por esposo. Deste vosso matrimônio vivido em santidade, nasceu Maria Santíssima, que seria a Mãe de Jesus Cristo. Formando Vós família tão santa, confiantes nós vos pedimos por essa nossa família. Alcançai-nos à todos as graças de Deus: aos Pais deste lar, que vivam na santidade do matrimônio e formem seus filhos segundo o Evangelho; aos Filhos desta casa, que cresçam em sabedoria, graça e santidade e encontrem a vocação a que Deus os chamou. 
E a Todos nós Pais e Filhos, alcançai-nos a alegria de viver fielmente na Igreja de Cristo, guiados sempre pelo Espírito Santo, para que um dia, após as alegrias e sofrimentos desta vida, mereçam também nós chegar à casa do Pai, onde vos possam encontrar, para juntos sermos eternamente felizes, no Cristo, pelo Espírito Santo. Amém! 

Fonte: Orações e Santos Populares-Pe. Paulo Scopel [1]

*Para Saber Mais: Santa Ana e São Joaquim - Dia dos Avós 

*Outras Orações: http://www.irmasdesantaana.org.br/oracoes.htm



quarta-feira, 25 de julho de 2012

São Tiago Maior - 25 de julho

Celebração em 25 de julho

Santiago Maior, também chamado Santiago, o Grande, Santiago Filho do Trovão, Santiago de Compostela e São Tiago Apóstolo, o Maior, martirizado em 44 da nossa era, foi um dos doze apóstolos de Jesus Cristo. Foi feito santo e chamado Santiago Maior para o diferenciar de outro discípulo de Jesus de mesmo nome, conhecido como Santiago Menor e também de Tiago, o Justo (ou Tiago, irmão do Senhor). 

Primeiro Mártir

Nascido em Betsaida, este apóstolo do Senhor era filho de Zebedeu e de Salomé e irmão do apóstolo João, o Evangelista. Certo dia Jesus passava próximo ao lago de Genezaré quando viu a Pedro e a André que pescavam e os chamou para convertê-los em pescadores de homens. Também chamou a outros jovens, entre os quais, Tiago e João. Ambos, abandonaram de imediato o trabalho, deixaram seus pais e O seguiram.

Dentre os doze apóstolos, São Tiago foi um grande amigo de Nosso Senhor fazendo parte daquele grupo mais íntimo de Jesus (formado por Pedro, Tiago e João) testemunhando milagres como a cura da sogra de Pedro, a Transfiguração de Jesus no Monte Tabor, a ressurreição da filha de Jairo e
durante sua agonia e suor de sangue no Getsemâni, no Jardim das Oliveiras, pouco antes da prisão de Jesus. Tiago é citado entre os testemunhos da terceira aparição de Cristo após a sua morte e ressurreição, nas margens do lago de Tiberíades.

Segundo Marcos 3:17, Tiago e João são chamados por Jesus como Boanerges, isto é, "Filhos do trovão". Isto se deu por um fato que caracterizou a índole de ambos: ao chegar Jesus com sua comitiva à terra dos samaritanos, estes lhe interditaram a entrada. João e Tiago viram neste fato uma afronta a Cristo e exprimiram sua indignação com estas palavras: "Queres, Senhor, que mandemos cair fogo do céu sobre esta cidade, para consumi-la?". Jesus, porém os repreendeu dizendo: "Vós não sabeis de que espírito sois! O Filho do Homem não veio para perder, mas para salvar as almas" (Lucas 9:54).

Procurou viver com fidelidade o seu discipulado. No entanto, foi somente após a vinda do Espírito Santo em Pentecostes que São Tiago correspondeu concretamente aos desígnios de Deus. No livro dos Atos dos Apóstolos, vemos o belo testemunho de São Tiago, o primeiro dentre os doze apóstolos a derramar o próprio sangue pela causa do Evangelho, por volta do ano 44: "Por aquele tempo, o rei Herodes tomou medidas visando maltratar alguns membros da Igreja. Mandou matar à espada Tiago, irmão de João" (At 12,1-2).
Segundo uma tradição, antes de ser martirizado, São Tiago abraçou um carcereiro desejando-lhe "a Paz de Cristo". Este gesto converteu o carcereiro que, assumindo a fé em Jesus, foi martirizado juntamente com o apóstolo.

Santiago de Compostela


Segundo a tradição, o apóstolo Tiago, após a crucificação de Jesus Cristo, passou seis anos pregando na Espanha. Retornou à Palestina e lá foi decapitado, mas, segundo outra tradição, seu corpo foi trasladado e sepultado no lugar de Compostela, que significa "Campo de Estrelas". O sepulcro que contém os despojos de Tiago teria sido descoberto no tempo de Carlos Magno, entre 812 e 814, por um anacoreta de nome Pelágio, depois de uma visão luminosa, uma estrela fixa que iluminava o local do sepulcro. O bispo Teodomiro de Iria Flávia, ao chegar ao lugar e abrir o sepulcro com o nome de Apóstolo Tiago, teria encontrado dentro dele os restos do apóstolo.
Compostela se transformou em um dos maiores centros de peregrinação da Europa. No século VIII, a Espanha lutava contra a invasão dos bárbaros muçulmanos. Diz a história que pela intercessão de São Tiago, os muçulmanos foram derrotados. No local da vitória espanhola o rei Afonso II mandou construir uma igreja e um mosteiro, dedicados à Santiago, com isto a cidade de Iria passou a se chamar Santiago de Compostela. O santo tornou-se o maior ícone dos cristãos na sua oposição desesperada à presença dos interesses de Maomé na Espanha, fazendo com que o seu sepulcro se tornasse fonte de atração permanente para os peregrinos vindos de todos os lugares da Europa, percorrendo os Caminhos de Santiago. 

A partir do Século IX, teve início a devoção a São Tiago de Compostela. As relíquias do apóstolo acham-se no santuário. O Papa Leão XIII, em 1884, qualificou-as como autênticas.

Oração a São Tiago 1
 
Ó Deus, que a vossa Igreja exulte sempre no constante louvor do Apóstolo São Tiago, Maior, para que, sustentada por sua doutrina e intercessão, seja fiel a seus ensinamentos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.
 
São Tiago Maior, rogai por nós!

Oração a São Tiago 2

Apóstolo Santiago, escolhido entre os primeiros, tu foste o primeiro a beber no cálice do Senhor, e és o grande protetor dos peregrinos; faz-nos fortes na fé e alegre na esperança, em nosso caminhar de peregrino seguindo o caminho da vida de Cristo e alenta-nos para que finalmente, alcancemos a glória de Deus Pai. Que Assim seja.  


Para Saber Mais:  
http://oracoesemilagresmedievais.blogspot.com.br/2011/06/devocao-santiago-apostolo-milagres-do.html

Fonte: Wikipédia / http://www.cancaonova.com/
 http://www.asj.org.br/



domingo, 22 de julho de 2012

Normas de Comportamento para os Fiéis em Celebrações Católicas

Vinde a mim, mas bem comportados!

Uma editora italiana lançou um livro com normas de comportamento para os fiéis:"Um pouco de etiqueta não faz mal". São orientações para os que forem participar de atos religiosos. Dessas orientações, escolho algumas. Os comentários são meus.

1ª-"Cuide da casa de Deus como se ela fosse a sua casa."
Nossas Igrejas são construídas com a colaboração de toda a comunidade. Quem já participou de uma comissão de construção sabe quanto sacrifício é necessário até se chegar à sua inauguração. Também a manutenção de uma Igreja exige muita atenção e gastos. Por isso, cuidar do que foi conseguido com muito trabalho é um respeito para com os que colaboraram, além, é claro, de ser uma demonstração de atenção para com uma obra que passou a ser consagrada ao Senhor.

2ª-"Quando entrar numa Igreja, cumprimente o dono da casa."
A casa do Senhor é uma casa de oração. Não entramos nela para nos desligar das preocupações do mundo; entramos ali para levar ao Senhor nossas preocupações e colocá-las em Suas Mãos; entramos para louvá-Lo e agradecer-Lhe os dons recebidos; ou, humildemente, para pedirmos Seu perdão por nossas infidelidades. Na Igreja, o Senhor deve ser o centro de nossas atenções.

3ª-"Vista-se com decência, quando participar de uma cerimônia religiosa."
Deveria ser óbvio, mas para algumas pessoas não o é: nem toda roupa é adequada para qualquer lugar. Ninguém vai à praia de "smoking" nem ao cinema em trajes de banho. Há roupas que podem ser adequadas para uma festa de aniversário, mas não servem para se ir ao velório. Um pouco de bom senso (e de respeito!) não faria nada mal, quando se trata de pensar na roupa a ser usada em uma celebração religiosa - em casamentos, inclusive!

4ª-"Procure chegar na hora certa!
Normalmente, as celebrações começam na hora marcada. Esse "normalmente" vai por conta dos casamentos, cujos horários acabam dependendo das noivas (leia-se: cabeleireiras, arrumadeiras etc.). Para uma boa participação, é importante a concentração. Chegar antes é garantir a possibilidade de um tempo para a oração pessoal. Nesse ponto, um pouco de organização da própria vida só trará benefícios para a fé.

5ª-"Participe ativamente de todo o ato religioso."
As celebrações são expressões da oração comunitária. Jesus nos garantiu Sua presença quando duas ou três pessoas se reunirem em Seu Nome (cf. Mt 18,20). Imagine-se a força de Sua presença quando formos quinhentos, mil ou dois mil. Por isso, é importante nossa expressão de unidade com todos os que estão ali conosco, naquele momento de prece.

6ª-"Tome conta das crianças, para evitar que elas perturbem muito."
É bom, é muito bom levar as crianças para a Igreja. Elas têm uma incrível capacidade de relacionar-se com Deus -  basta que alguém as eduque para isso. Que elas nem sempre se sentem à vontade em uma celebração, também é normal. O que não convém é permitir que elas, sistematicamente, distraiam os que estão em sua proximidade. Afinal, são simpáticas, bonitas e engraçadinhas, e prendem mais a atenção do que o melhor orador, mesmo que sacro...

7ª-"Terminada a Celebração, colabore com o clima de concentração e oração do ambiente."
Quantas pessoas, terminada a Missa ou outra Celebração, gostam de ficar na Igreja. E isso é bom! A Igreja tem o dom de facilitar a oração e, num mundo tão dispersivo como o nosso, é importante que se aproveite ao máximo as oportunidades que nos forem concedidas para momentos assim. No Templo de Jerusalém, Jesus lembrou as Palavras do Salmista: "Minha casa é uma casa de oração"(Mt 21, 13).

8ª-"Lembre-se de desligar o celular antes de começar a Celebração!"
Preciso fazer algum comentário?... Não preciso, mas aproveito para fazer uma pergunta: há algo que distrai (ou irrita) mais, em uma Celebração, do que o toque de um celular?...
Em síntese: uma Celebração religiosa não é apenas um ato religioso; é, também, um ato social. É possível que, lendo essas regras de etiqueta, você pense em outras que poderiam ser acrescentadas. Se for o caso - e tiver a sua colaboração! - voltarei ao assunto...

Autor: Dom Murilo S. R. Krieger (Arcebispo de São Salvador da Bahia e Primaz do Brasil)



sexta-feira, 20 de julho de 2012

Oração à Nossa Senhora do Carmo (Nova)-Pe Marcelo Rossi

Bom dia amigas e amigos de fé! 
Continuando com as orações que o padre Marcelo Rossi está fazendo diariamente no Momento de Fé, hoje trouxe a (Nova) Oração à Nossa Senhora do Carmo que o padre colocou esta semana em sua página do facebook. 
Fiquem com a paz de Jesus e o amor de Maria! 

Oração à Nossa Senhora do Carmo (Nova)

Virgem Santíssima, Mãe de Deus e minha Mãe: Vos invoco e venero com o título de consoladora do Carmelo.
Quero consagrar-me a Vós, para colocar à disposição de vosso amor de Mãe toda a minha vida, como resposta a tantas graças que tenho recebido de Deus através da vossa intercessão.
Vós manifestais amor especial a todos que usam o escapulário; por isto Vos suplico que me cubras com o vosso santo hábito do Monte Carmelo, em sinal de proteção ao meu corpo e à minha alma.
Dái-me força para lutar contra o demônio e para que eu possa ser capaz de renunciar a toda tentação de pecado grave.
Aumenta dentro de mim todas as virtudes cristãs para que eu persevere em seus bons propósitos.
Defende-me de todos os meus inimigos e dá-me fé forte e sincera em Teu divino Filho para que isto seja o fundamento da minha consagração;
Esperança e confiança como a que Vos fez exclamar no dia da Anunciação: "Cumpra-se em mim a Palavra do Senhor"; e caridade que se realize em cada uma de minhas obras, por amor a Deus sobre todas as coisas e no amor generoso a todos os meus irmãos.
Virgem Santíssima do Carmo: que o vosso Santo Escapulário seja para mim, como prometesteis, couraça que me defenda dos inimigos da minha alma e garantia da salvação eterna.
Assim seja.

ORAÇÃO DA BENÇÃO

"Com os braços abertos o ministro reza esta oração de benção.
Ó Deus, autor da santidade e seu aperfeiçoador, que chamais à plenitude da vida cristã e à perfeição do amor todos os que fizestes nascer da água e do Espírito Santo, olhai com benevolência todos estes que vieram receber devotamente o Escapulário do Carmo, que haverão de trazer consigo carinhosamente como sinal da sua consagração à Virgem Maria do Monte Carmelo.
Concedei-lhes que, deixando-se amar pela Virgem de ternura, se tornem conformes à imagem do Vosso Filho Jesus Cristo e, depois de terem terminado felizes a caminhada desta vida, possam entrar para alegria da Vossa casa.
Por Cristo, Nosso Senhor.
T. Amém."



Benção e Imposição do Escapulário de Nossa Senhora Do Carmo-Pe Marcelo Rossi

Bom dia amigas e amigos de fé! 
Hoje trouxe para vocês o rito para imposição do escapulário de Nossa Senhora do Carmo que o padre Marcelo Rossi colocou em sua página no facebook, pois esta semana inteira o Nosso Momento de Fé (do padre) foi dedicada à Ela. E hoje, sexta-feira, daqui a pouco será a imposição. Então para quem não pode copiar antes, está aqui no blog!
Abraços, fiquem com a paz de Jesus e o amor de Nossa Senhora.

BENÇÃO E IMPOSIÇÃO DO ESCAPULÁRIO DE 
NOSSA SENHORA DO CARMO

RITOS INICIAIS


Reúnem-se os fiéis diante de uma imagem de Nossa Senhora, o ministro se aproxima e faz a acolhida, enquanto, se for oportuno se canta um hino condizente com a celebração.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
Todos fazem o sinal da cruz e respondem:
Amém.

O celebrante saúda os presentes.

A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo nascido da Virgem Maria, o amor de Deus, Nosso Pai, e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco!
Todos respondem:
Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.

ALOCUÇÃO

O celebrante prepara os presentes à celebração do rito com essas palavras ou outras semelhantes:
Deus utiliza-se de sinais humildes para manifestar a sua grande misericórdia para conosco.

O homem também mostra com sinais humildes os seus sentimentos de gratidão, revela a sua vontade de servir a Deus e o propósito de cumprir fielmente, por toda a vida, a consagração do seu batismo.

Este escapulário, que é tomado como se fosse um sinal de comunhão com a Ordem dos Irmãos da Santíssima Virgem Maria do Monte Carmelo, aprovada pela Igreja, expressa a vontade especial de participar do espírito da mesma Ordem.
E isto representa a renovação do propósito batismal de revestir-se de Cristo, com ajuda da Virgem Maria, que, acima de tudo nos quer conformados com Cristo, para louvor da Santíssima Trindade, até que sejamos admitidos
à pátria celeste apresentando a veste nupcial.

LEITURA DA PALAVRA DE DEUS

Um dos presentes ou o próprio celebrante proclama um texto da Sagrada Escritura.
Os que Vêm indicados a seguir fazem alguma referência especial ao Mistério da Salvação ou à devoção à Virgem Santa.
Pode-se escolher um dos seguintes:
a) Do Antigo Testamento: Pr 8, 17-21; Is 61, 10-11; 2Rs 2, 7-13; Br 5, 1-5; Ez 16, 8-14.

b) Do Novo Testamento: Mc 5, 25-34; Lc 2, 4-8; Rm 12, 1-2; Gl 4, 4-7; Ef 4, 17.20-24; Ef 6, 10-17.
O celebrante faz a homilia, explicando aos presentes o sentido da celebração.

PRECES

Reza-se a oração comunitária ou universal.
Propõem-se agora algumas intenções.
Pode-se escolher entre as mais apropriadas ou acrescentar outras que melhor se adaptem às circunstâncias.
Caríssimos irmãos.
Gozamos da proteção da Virgem Maria, Mãe de Deus. No seu seio Jesus, a Palavra de Deus, se revestiu da nossa natureza mortal, assumindo a nossa carne.

Peçamos ao Pai do Céu que possamos espelhar em nossa vida Jesus, nosso Irmão, pelo poder do Espírito Santo e rezemos:

T. Concedei-nos, Senhor, que sejamos revestidos de Jesus Cristo.

1) Pai Santo, revestistes o vosso Filho com a nossa natureza humana, para fazer-nos participantes da vossa vida divina;
-pela intercessão da Virgem Maria, discípula perfeita do Senhor, fazei que nós também sejamos revestidos da sua divindade.

2) Pai Santo, quisestes que vosso Filho fosse semelhante a nós em tudo, menos no pecado, para que seguindo os seus passos nos tornemos conformes à sua imagem;
-pela intercessão da Virgem Maria, concedei-nos imitar Jesus e ser aceitos por Vós em nossas ações.

3) Pai Santo, revestistes Maria com esplendor do sol e nela esmagastes a cabeça da serpente infernal;
-pela intercessão da Virgem Maria, concedei que sejamos capazes de superar as ciladas do maligno na nossa vida e no mundo onde vivemos.

4) Pai Santo, destes ao Vosso Filho uma carinhosa Mãe, que O enrolou em faixas;
-pela intercessão da Virgem Mãe, fazei com que amemos os pobres e marginalizados e com eles estejamos unidos na construção de um mundo mais justo e mais fraterno.

5) Pai Santo, que nos envolvestes no manto da justiça e da santidade;
-pela intercessão da Virgem Maria, santificai-nos em Cristo e fazei-nos seus generosos cooperadores na obra da salvação deste mundo.
6) Pai Santo, Vós nos abençoastes com toda sorte de bênçãos espirituais em Cristo;
-pela intercessão da Virgem Maria, concedei-nos que passemos felizes da morte para a vida eterna.

ORAÇÃO DA BENÇÃO

Com os braços abertos o ministro reza esta oração de benção.
Ó Deus, autor da santidade e seu aperfeiçoador, que chamais à plenitude da vida cristã e à perfeição do amor todos os que fizestes nascer da água e do Espírito Santo, olhai com benevolência todos estes que vieram receber devotamente o Escapulário do Carmo, que haverão de trazer consigo carinhosamente como sinal da sua consagração à Virgem Maria do Monte Carmelo.

Concedei-lhes que, deixando-se amar pela Virgem de ternura, se tornem conformes à imagem do Vosso Filho Jesus Cristo e, depois de terem terminado felizes a caminhada desta vida, possam entrar para alegria da Vossa casa.
Por Cristo, Nosso Senhor.
T. Amém.

IMPOSIÇÃO DO ESCAPULÁRIO

O ministro impõe agora o Escapulário àqueles que o pedirem e diz a cada um:
Recebe este Escapulário, ( por meio do qual você entra para a Confraria da Família da Santíssima Virgem Maria do Monte Carmelo ).
Confiante no amor atencioso de tão grande Mãe procure dedicar-se à sua imitação e intimidade.
Leve com você este símbolo como recordação da presença de Maria no seu compromisso quotidiano de no íntimo se revestir de Cristo Jesus e de o manifestar vivendo em você, para o bem da Igreja e toda a humanidade e para glória da Santíssima Trindade.
T. Amém.

Se necessário, pode o ministro dizer a fórmula da imposição uma só vez e em voz alta.
Todos, em seguida, respondem juntos:
Amém, e se aproximam para receberem o Escapulário.
Termina a imposição, o ministro dirige a todos estas palavras:

Ao receberem este Escapulário vocês foram acolhidos na Família do Carmelo, que de maneira especial está consagrada à imitação e ao serviço da Virgem Mãe de Deus, de modo que vocês possam viver por Cristo e pela sua Igreja com o mesmo espírito contemplativo e apostólico da Ordem de Nossa Senhora do Carmo.

E, para que vocês possam alcançar com perfeição este ideal, eu, pelas faculdades que me foram concedidas, os recebo à participação de todos os bens espirituais da Ordem do Carmo.

Faz-se a aspersão com água benta.
Após ter explicado brevemente e com clareza os compromissos e obrigações, que traz consigo a admissão à Família do Carmelo de forma institucional, o ministro conclui o rito com benção solene.

CONCLUSÃO DO RITO

O ministro estende as mãos sobre os fiéis e diz:
Deus Pai inunde-os com seu amor misericordioso, que nos foi dado por Jesus Cristo, Filho da Virgem Maria.
T. Amém.
Jesus Cristo os faça participantes do amor do Pai no ardente amor maternal da Virgem do Carmo, para que vocês se tornem construtores de todo o bem.
T. Amém.
O Espírito Santo, que lhes inspirou a se colocarem debaixo do manto de Maria, os faça seus apóstolos no caminho da justiça e da paz.
T. Amém.

E a benção de Deus Todo-Poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo, desça sobre vós e permaneça para sempre.
T. Amém.



quinta-feira, 19 de julho de 2012

Oração à Deus Pai Santo no Momento de Fé


Bom dia amigas e amigos de fé!
Hoje trouxe a linda oração que o padre Marcelo Rossi fez em seu programa de rádio Momento de Fé. Vejam a Mensagem que o padre deixou em sua página no facebook no dia 17 julho:

"Gozamos da proteção da Virgem Maria, Mãe de Deus. No seu seio Jesus, a Palavra de Deus, se revestiu da nossa natureza mortal, assumindo a nossa carne.
Peçamos ao Pai do Céu que possamos espelhar em nossa vida Jesus, nosso Irmão, pelo poder do Espírito Santo e rezemos:

T. Concedei-nos, Senhor, que sejamos revestidos de Jesus Cristo.
1) Pai Santo, revestistes o vosso Filho com a nossa natureza humana, para fazer-nos participantes da vossa vida divina;
-pela intercessão da Virgem Maria, discípula perfeita do Senhor, fazei que nós também sejamos revestidos da sua divindade.

2) Pai Santo, quisestes que vosso Filho fosse semelhante a nós em tudo, menos no pecado, para que seguindo os seus passos nos tornemos conformes à sua imagem;
-pela intercessão da Virgem Maria, concedei-nos imitar Jesus e ser aceitos por Vós em nossas ações.

3) Pai Santo, revestistes Maria com esplendor do sol e nela esmagastes a cabeça da serpente infernal;
-pela intercessão da Virgem Maria, concedei que sejamos capazes de superar as ciladas do maligno na nossa vida e no mundo onde vivemos.

4) Pai Santo, destes ao Vosso Filho uma carinhosa Mãe, que O enrolou em faixas;
-pela intercessão da Virgem Mãe, fazei com que amemos os pobres e marginalizados e com eles estejamos unidos na construção de um mundo mais justo e mais fraterno.

5) Pai Santo, que nos envolvestes no manto da justiça e da santidade;
-pela intercessão da Virgem Maria, santificai-nos em Cristo e fazei-nos seus generosos cooperadores na obra da salvação deste mundo.

6) Pai Santo, Vós nos abençoastes com toda sorte de bênçãos espirituais em Cristo;
-pela intercessão da Virgem Maria, concedei-nos que passemos felizes da morte para a vida eterna. Amém."

****** 

Facebook Padre Marcelo Rossi=https://www.facebook.com/vcnocolodejesus

Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi:
*Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
*Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar). 
Site Padre Marcelo Rossi = para ouvir o Momento de Fé



quarta-feira, 11 de julho de 2012

Orações à São Bento

Oração pedindo a Intercessão de São Bento
 

"Ó Glorioso São Bento,
 que sempre se mostrou compassivo com os necessitados, 
fazei que também nós, recorrendo à Vossa poderosa intercessão, 
obtenhamos auxílio em todas as nossas aflições.

Que em nossas famílias reine a paz e a tranquilidade, 
que se afastem todas as desgraças, tanto corporais como espirituais, 
especialmente o pecado.

Alcançai São Bento, do Senhor Deus Onipotente, 
a graça que necessitamos: (faça o pedido).

São Bento dai-nos a graça de que, 
ao terminar nossa vida neste vale de lágrimas, 
possamos ir louvar a Deus convosco no Paraíso.

Rogai por nós, ó glorioso patriarca São Bento, 
para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

São Bento libertai-nos do mal!
São Bento libertai-nos da inveja!
São Bento libertai-nos do pecado!

São Bento libertai-nos de todo e qualquer tipo de aflição. 
Amém".

**********************

Oração de São Bento

"A Cruz sagrada seja minha Luz;

Não seja o Dragão meu guia;

Retira-te Satanas;

Nunca me aconselhes coisas vãs;

É mal o que tu me ofereces;

Bebe tu mesmo o teu veneno". 





Solenidade de São Bento - 11 de julho

São Bento de Núrsia
Nascido Benedetto da Norcia (Nórcia, c. 480 — Abadia do Monte Cassino, c. 547) foi um monge italiano, fundador da Ordem dos Beneditinos, uma das maiores ordens monásticas do mundo. Foi o criador da Regra de São Bento, um dos mais importantes e utilizados regulamentos de vida monástica, inspiração de muitas outras comunidades religiosas. Era irmão gêmeo de Santa Escolástica. Foi designado patrono da Europa pelo Papa Paulo VI em 1964, sendo também patrono da Alemanha. É venerado não apenas por católicos, como também por ortodoxos. Foi o fundador da Abadia do Monte Cassino, na Itália, destruída durante a Segunda Guerra Mundial e posteriormente restaurada. É comemorado no calendário católico a 11 de Julho, data em que suas relíquias foram trasladadas para a Abadia de Saint-Benoît-sur-Loire.

Biografia
A fonte de todos os acontecimentos da vida de São Bento são os Diálogos de São Gregório Magno, redigidos por volta de 593, que se baseou em fatos narrados por monges que conheceram pessoalmente São Bento.
Segundo São Gregório, São Bento foi filho de um nobre romano, tendo realizado os primeiros estudos na região de Núrsia (próximo à cidade italiana de Spoleto). Mais tarde, foi enviado a Roma para estudar retórica e filosofia, mas, tendo se decepcionado com a decadência moral da cidade, abandona logo a capital e se retira para Enfide (atual Affile), no ano 500. Ajudado por um abade da região chamado Romano, instalou-se em uma gruta de difícil acesso, a fim de viver como eremita. Depois de três anos nesse lugar, dedicando-se à oração e ao sacrifício, foi descoberto por alguns pastores, que divulgaram a fama de santidade. A partir de então, foi visitado constantemente por pessoas que buscavam conselhos e direção espiritual.
É então eleito abade de um mosteiro em Vicovaro, no norte da Itália. Por causa do regime de vida exigente, os monges tentaram envenená-lo, mas, no momento em que dava a bênção sobre o alimento, saiu da taça que continha o vinho envenenado uma serpente e o cálice se fez em pedaços. Com isso, São Bento resolve deixar a comunidade e retorna à vida solitária, vivendo consigo mesmo: habitare secum.

Em 503 recebe grande quantidade de discípulos e funda doze pequenos mosteiros. Em 529, por causa da inveja do sacerdote Florêncio, tem de se mudar para Monte Cassino, onde funda o mosteiro que viria a ser o fundamento da expansão da Ordem Beneditina. É nesse episódio que Florêncio lhe envia de presente um pão envenenado, mas Bento dá o pão a um corvo que todos os dias vinha comer de suas mãos e ordena à ave que o leve para longe, onde não pudesse ser encontrado. Durante a saída de Bento para Monte Cassino, Florêncio, sentido-se vitorioso, saiu ao terraço de sua casa para ver a partida do monge. Entretanto, o terraço ruiu e Florêncio morreu. Um dos discípulos de Bento, Mauro, foi pedir ao mestre que retornasse, pois o inimigo havia morrido, mas Bento chorou pela morte de seu inimigo e também pela alegria de seu discípulo, a quem impôs uma penitência por regozijar-se pela morte do sacerdote.

Em 534 começa a escrever a Regula Monasteriorum (Regra dos Mosteiros). Morre em 21 de março de 547, tendo antes anunciado a alguns monges que iria morrer e seis dias antes mandado abrir sua sepultura. Sua irmã gêmea Escolástica havia falecido em 10 de fevereiro do mesmo ano.
As representações de São Bento geralmente mostram, junto com o santo, o livro da Regra, um cálice quebrado e um corvo com um pão na boca, em memória ao pão envenenado que recebeu do sacerdote invejoso.
As relíquias de São Bento estão conservadas na cripta da Abadia de Saint-Benoît-sur-Loire (Fleury), próximo a Orleáns e Germigny-des-Prés, no centro da França.

Santificação
De acordo com a tradição, São Bento de Núrsia foi santificado por ter vencido duas ciladas armadas pelo Diabo, nas quais lhe é oferecido um cálice de vinho envenenado e um pedaço de pão, também envenenado. Além disso, em inúmeras vezes fora tentado efetivamente pelo Inimigo, além de ser ofendido e insultado de tal maneira que os irmãos de hábito que estavam ao seu redor podiam escutar as ofensas que ele recebia.
O Santo Varão, como também é chamado, vencia o Tentador utilizando-se do sinal da cruz e da oração contida na Cruz Medalha que fora esculpida nas paredes de um mosteiro.

A Cruz-Medalha de São Bento
A origem da Cruz-Medalha de São Bento é incerta, sabe-se que ela foi redescoberta em 1647, em Nattremberg, na Baviera, por ocasião da condenação de algumas bruxas, que afirmaram não conseguir praticar qualquer tipo de feitiçaria ou encanto contra lugares em que houvesse a imagem da Cruz, em especial, a abadia de São Miguel em Metten. Intrigados com o fato, as autoridades foram averiguar o que existia no mosteiro. Ao entrarem em uma das dependências, observaram entalhadas nas paredes imagens da cruz tal como estão representadas nas Medalhas utilizadas hoje. Na biblioteca dessa mesma abadia, encontraram um manuscrito do ano de 1415, o qual continha, além de textos, ilustrações, sendo uma delas a de São Bento, com uma cruz e uma flâmula, com os versos da medalha: "Crux sacra sit mea lux, non draco sit mihi dux. Vade retro satana, nunquam suade mihi vana. Sunt mala quae libas, ipse venena bibas". Por esse motivo, estima-se que a origem da imagem da medalha situa-se no século XV.
A medalha, com algumas variações, possui na frente a imagem de São Bento, vestindo o traje monástico - chamado cógula - trazendo na mão direita uma cruz e na mão esquerda uma flâmula ou livro aberto, que representa a Regra. No verso, há uma imagem da cruz. Ambas as faces trazem inscrições em latim, seja apenas letras ou em palavras.




Para Saber Mais: Orações à São Bento
*********************

Santa Escolástica (480 d.C. - 547 d.C.) Sua festa é celebrada em 10 de fevereiro. É uma Santa Católica, nascida na Itália e irmã gêmea de São Bento de Núrsia, pai do monaquismo. Escolástica buscava a santidade desde muito jovem e conta-se que iniciou sua vida consagrada a Deus antes de seu irmão. Quando São Bento estabeleceu seu monastério em Monte Cassino, ela fundou um convento em Plombariola, cerca de 7 km de distância ao sul. O convento é tido como sendo sob a direção de Bento e sua Regra, assim ela é considerada a primeira freira beneditina. As regras das duas casas eram praticamente as mesmas e eram proibidos de entrarem, um na casa do outro.
A história mais contada sobre ela é que Escolástica e Bento, por mortificação, se encontravam apenas uma vez por ano para diálogos santos. Num desses dias, pouco antes de sua morte, a santa pediu ao irmão que desta vez ficasse até o amanhecer, mas ele se recusou, insistindo que precisava voltar a sua cela. Com a resposta negativa, Escolástica orou a Deus e, após alguns minutos, uma tempestade começou. Vendo a situação, Bento perguntou: "O que você fez?", ao que ela respondeu "Pedi a ti e não me ouvistes; pedi a Deus e ele me ouviu. Vá embora, se puder, e volte ao seu mosteiro".
Ele, porém, não pode retornar e eles passaram a noite conversando. Três dias depois, de sua cela, Bento viu a alma de sua irmã deixar a terra e subir aos céus. 

Bento mandou buscar o seu corpo e o colocou na sepultura que havia preparado para si, e deu ordem para que ele também fosse ali enterrado. São Bento faleceu quarenta dias após a irmã.


Fonte: http://pt.wikipedia.org/
http://www.cademeusanto.com.br/santa_escholastica.htm



terça-feira, 10 de julho de 2012

Oração Pedindo a Proteção do Senhor + Oração Pedindo Cura Interior

Oração Pedindo a Proteção do Senhor Jesus Cristo

"Amabilíssimo Senhor Jesus Cristo, verdadeiro Deus, que do seio do eterno Pai onipotente fostes mandado ao mundo para absolver pecados, remir aflitos, soltar encarcerados, congregar vagabundos, conduzir para sua pátria os peregrinos, compadecei-vos dos verdadeiramente arrependidos, consolai os oprimidos e atribulados; dignai-vos absolver e livrar a mim, criatura vossa, da aflição e atribulação em que me vejo, porque vós recebestes de Deus Pai Todo-Poderoso o gênero humano para o comprardes e, feito homem, prodigiosamente nos comprastes o paraíso com o Vosso precioso Sangue, estabelecendo uma inteira paz entre os anjos e os homens.
Assim pois, dignai-vos, Senhor, introduzir e confirmar uma perfeita concórdia entre mim e os meus inimigos e fazer que sobre mim resplandeça vossa paz, graça e misericórdia, mitigando e extinguindo todo o ódio e furor que contra mim tiveram os meus adversários, como praticastes com Esaú, tirando-lhe toda a aversão que tinha contra seu irmão Jacó.
Estendei, Senhor Jesus Cristo, sobre mim, criatura Vossa, o Vosso braço e a Vossa graça, e dignai-vos livrar-me de todos os que me têm ódio, como livrastes Abraão das mãos dos caldeus seu filho Isaac da consumação do sacrifício; José da tirania de seus irmãos; Noé do dilúvio universal; Ló, do incêndio de Sodoma; Moisés e Abraão, vosso servos, e o povo de Israel, do poder do Faraó e da escravidão do Egito; Davi, das mãos de Saul e do gigante Golias; Suzana, do crime e testemunho falso; Judite, do soberbo e impuro Holofernes; Daniel da cova dos leões; os três rapazes, Sidrac, Misac e Abedênego, da fornalha ardente; Jonas, do ventre da baleia; a filha da Cananéia, da vexação do demônio; Adão, da pena do inferno; Pedro, das ondas do mar; e Paulo, das prisões do cárcere.

Oh, pois, amabilíssimo Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus Vivo, atendei também a mim (dizer o nome), criatura Vossa, e vinde com presteza em meu socorro, pela Vossa encarnação, pelo vosso nascimento, pela fome, pela sede, pelo frio, pelo calor, pelos trabalhos e pelas aflições; pelas salivas e bofetadas; pelos açoites e coroa de espinhos; pelos cravos, fel e vinagre; pela cruel morte que por mim padecestes; pela lança que transpassou o vosso peito; pelas sete palavras que na cruz dissestes, em primeiro lugar a Deus Pai onipotente: "Perdoai-lhes, Senhor, pois não sabem o que fazem". Depois ao bom ladrão que estava convosco crucificado: "Digo-te, na verdade, que hoje estarás comigo no paraíso." Depois ao mesmo Pai: "Eli, Eli, Lama Sabatani," que vem a dizer "Deus meu, Deus meu, por que me desamparastes?”. Depois à vossa Mãe: “Mulher, eis aí o teu filho". Depois ao discípulo: "Eis aí a tua Mãe", mostrando que cuidáveis dos vossos amigos. Depois dissestes: "Tenho sede", porque desejáveis a nossa salvação e das almas santas que estavam no limbo. Dissestes depois a vosso Pai: "Nas vossas mãos encomendo o meu Espírito". E por último exclamastes, dizendo: "Está consumado", porque estavam concluídos todos os vossos trabalhos e dores.

Rogo-vos, pois, por todas estas coisas, e pela vossa descida ao limbo, pela vossa ressurreição gloriosa, pelas freqüentes consolações que destes aos vossos discípulos, pela vossa admirável ascensão, pela vinda do Espírito Santo, pelo tremendo dia do juízo, como também por todos os benefícios que tenho recebido da vossa bondade.
Vós me criastes do nada, me remistes, me concedestes a vossa santa fé, me fortalecestes contra as tentações do demônio e me prometestes a vida eterna.
Por tudo isso, meu Redentor, meu Senhor Jesus Cristo, humildemente vos peço que agora e sempre me defendais do maligno adversário e de todo o perigo para que, depois da presente vida, mereça gozar na bem-aventurança a vossa divina presença.
Sim, meu Deus e meu Senhor, compadecei-vos de mim, miserável criatura, em todos os dias da minha vida. Ó Deus de Abraão, Deus de Isaac e Deus de Jacó, compadecei-vos de mim (Dizer o nome), criatura vossa e mandai para meu socorro vosso Santo Miguel Arcanjo, que me guarde e me defenda de todos os meus inimigos carnais e espirituais, visíveis e invisíveis.

E vós, Miguel, Santo arcanjo de Cristo, defendei-me na última batalha, para que não pereça no tremendo juízo. Arcanjo de Cristo, São Miguel, rogo-vos pela graça que merecestes e por Nosso Senhor Jesus Cristo, que me livreis de todo o mal e do último perigo na última hora da morte. São Miguel, São Gabriel, São Rafael e todos os outros anjos e arcanjos de Deus, socorrei esta miserável criatura. Rogo-vos humildemente que me presteis o vosso auxílio, para que nenhum inimigo me possa causar dano, tanto no caminho, como em casa, assim na água como no fogo, ou velando ou dormindo, ou falando ou calando, tanto na vida como na morte.

Eis aqui a cruz † do Senhor; fugi potências inimigas. Venceu o Leão da tribo de Judá, descendente de Davi. Aleluia! Salvador do mundo, salvai-me. Salvador do mundo, ajudai-me. Vós que pelo Vosso Sangue e pela Vossa cruz me remistes, salvai-me e defendei-me hoje e em todo o tempo.AGIOS O THEOS † AGIOS ISCHIROS † AGIOS ATHANATOS † ELEISON IMAS.  Deus santo † Deus forte † , Deus imortal †, tende misericórdia de nós. Cruz de Cristo †, salvai-me. Cruz de Cristo †, protegei-me. Cruz de Cristo †, defendei-me. Em nome do Pai †, do Filho † e do Espírito Santo †. Amém!"


Obs.: fazer o sinal da cruz a cada
*******************************

Oração Para Pedir Cura Interior

"Senhor Jesus, que viestes para curar os corações feridos e atribulados, pedimo-vos que cureis os traumas que provocam a perturbação no nosso coração; pedimo-Vos de modo particular que cureis os que são causa de algum pecado.
Pedimo-Vos que entreis em nossa vida, que nos cureis os traumas psíquicos que nos foram causados na infância e cujas feridas têm tido repercussões ao longo de toda a nossa vida.
Senhor Jesus, Vós conheceis os nossos problemas, e nós os pomos todos no Vosso Coração de Bom Pastor.
Pedimo-Vos por esta grande chaga aberta em Vosso Coração Sagrado, que cureis as pequenas feridas que estão nos nossos.
Curai as feridas da nossa memória para que nada do que nos aconteceu no passado nos deixe permanecer na dor, na angústia, na preocupação.
Curai, Senhor, todas aquelas feridas que, na nossa vida, aconteceram originadas por causas de raízes de pecado.
Queremos perdoar a todas as pessoas que nos ofenderam.
Libertai-nos desta ferida interior que nos tornou incapazes de perdoar. Vós que viestes para curar os corações atribulados, curai o nosso coração.
Curai, Senhor, aquelas feridas íntimas que são causa de doenças físicas. Nós Vos oferecemos os nossos corações.
Aceitai-os, Senhor, purificai-os, e daí-nos os sentimentos do Vosso Divino Coração.
Concedei-nos, Senhor, a cura da dor que nos oprime por causa da morte de alguma pessoa querida. Dai-nos a graça de readquirir a paz e a alegria na certeza de que Vós sois a ressurreição e a vida.
Fazei de nós testemunhas autênticas de Vossa ressurreição, da Vossa vitória sobre o pecado e a morte, da Vossa presença de Senhor Vivo no meio de nós. Amém."

Termine esta oração com um Pai Nosso, uma Ave Maria e Glória. 

Fonte: Programa Momento de Fé - Padre Marcelo Rossi 
*************************

Facebook Padre Marcelo Rossi=https://www.facebook.com/vcnocolodejesus

Programa Nosso Momento de Fé com Padre Marcelo Rossi:
*Rádio Globo Am/FM (ou internet) de segunda a sábado, das 9:05 às 10:05hs
*Se você não pode ouvir no horário, escute o programa gravado diariamente no site do Padre Marcelo Rossi; procure por Web Radio e clique escute (se for sua primeira vez, o site pedirá para você se cadastrar). 
Site Padre Marcelo Rossi = para ouvir o Momento de Fé



Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé