Tríduo Pascal: Sexta-Feira Santa - "Ó Vinde Adoremos" - Devoção e Fé - Blog Católico

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Tríduo Pascal: Sexta-Feira Santa - "Ó Vinde Adoremos"


Sexta-Feira Santa (Tríduo Pascal)

A Celebração:

Hoje não se celebra a missa em todo o mundo. O altar é iluminado sem mantel, sem cruz, sem velas nem adornos. Recordamos a morte de Jesus. Os ministros se prostram no chão frente ao altar no começo da cerimônia. São a imagem da humanidade rebaixada e oprimida, e ao mesmo tempo penitente que implora perdão por seus pecados. Vão vestidos de vermelho, a cor dos mártires: de Jesus, o primeiro testemunho do amor do Pai e de todos aqueles que, como ele, deram e continuam dando sua vida para proclamar a libertação que Deus nos oferece.

Adoração da Cruz:

Há um ato simbólico muito expressivo e próprio deste dia: a veneração da Santa Cruz, onde é apresentada solenemente a Cruz à comunidade, cantando três vezes a aclamação:
"Eis o lenho da Cruz, onde esteve pregada a salvação do mundo. Ó VINDE ADOREMOS", e todos ajoelhados uns instantes de cada vez, e então vamos, em procissão, venerar a Cruz pessoalmente, com um genuflexão (ou inclinação profunda) e um beijo (ou tocando-a com a mão e fazendo o sinal da cruz); enquanto cantamos os louvores ao Cristo na Cruz.

- Procissão do Senhor Morto:

Essa celebração dramática acontece na Sexta feira Santa. Prepara-se um Calvário, com o Senhor crucificado, acompanhado de algumas figuras bíblicas.
Em geral, aparecem a figura de Maria, Mãe de Jesus, caracterizada com o a Senhora das Dores. Tem-se o costume de se colocar Maria Madalena, Verônica, São João apóstolo e outros.
O pregador representa de forma dramática a Morte de Jesus, fazendo alusão às suas 7 últimas palavras. Algumas personagens, representando os discípulos, ajudam a tirar o crucificado da cruz, após a pregação que o sacerdote faz para cada gesto da descida da cruz. Tiram-se a coroa de espinhos, os cravos, os braços e depois todo o corpo. As personagens que despregam o crucificado têm o costume de se vestir com uma túnica branca e com um capuz na cabeça.
Após o sermão da descida da cruz, o corpo de Jesus, simbolizado pela imagem, é colocado num esquife funerário. Em silêncio e, com muita dor e piedade, é acompanhado em procissão pelas pessoas.
A procissão é seguida em silêncio, ao som das matracas e com cânticos de dor e piedade. A devoção popular faz dessa celebração o ponto alto da Semana Santa. Todos acompanham e rezam, como se fosse de fato um enterro real.
Há ainda o costume de se beijar o Senhor Morto após a chegada à Igreja, com clima de piedade, tristeza e meditação.
Existem algumas tradições populares que são marcantes na sexta feira Santa. Ao meio da Sexta feira Santa, muitos já vão à Igreja para o beijamento do Senhor Morto. Geralmente é uma imagem de tamanho natural, com cabelos naturais, que está deitada num esquife, com lençol e fronha bordados de roxo.

Sinais de penitência: 

A Igreja exorta os fiéis a que neste dia observem alguns sinais de penitência, em respeito e veneração pela morte de Cristo. Assim, convida-os à prática do jejum e da abstinência da carne e qualquer tipo de ato que se refira a Prazer. Exercícios piedosos, como a Via Sacra[1] e o Rosário, são também recomendados como forma de assinalar este dia especialmente importante para a fé cristã.


[1]-Leia em pdf a Via Sacra com textos de S. Josemaria, para meditar e partilhar com amigos. 


Obs.: Salve o pdf da Via Sacra em seu computador ou imprima. 
Fonte-  http://www.pt.josemariaescriva.info/

Fonte: Wiki.CançãoNova



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé