Quarta-Feira Santa e a Procissão do Encontro - Devoção e Fé - Blog Católico

terça-feira, 3 de abril de 2012

Quarta-Feira Santa e a Procissão do Encontro


Segunda-Feira Santa
É o segundo dia que vem depois de Domingo de Ramos.

Terça-Feira Santa
É o terceiro dia da Semana Santa, onde são celebradas as Sete dores de Nossa Senhora Virgem Maria. É muito comum também por ser o dia de penitência no qual os cristãos cumprem promessas de vários tipos.

As sete dores de Maria - são sete momentos da sua vida em que passou por sofrimento humano notável:

  • Primeira dor: a profecia de Simeão.
  • Segunda dor: a fuga para o Egito.
  • Terceira dor: Jesus perdido no Templo.
  • Quarta dor: Maria encontra o seu Filho com a cruz a caminho do Calvário.
  • Quinta dor: Jesus morre na Cruz.
  • Sexta dor: Jesus é descido da Cruz e entregue a sua Mãe.
  • Sétima dor: o corpo de Jesus é sepultado.

Quarta-Feira Santa

É o quarto dia da Semana Santa. Na maior parte das cidades do interior do Brasil, à noite existe uma tradição muito antiga e comovente, a piedosa procissão do encontro de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores; é a representação do encontro de Jesus e Maria na Via Crucis. Ainda há igrejas que neste dia celebram o Ofício das Trevas(1), lembrando que o mundo já está em trevas devido à proximidade da Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo.

- Procissão do Encontro:

 
As Mulheres fazem uma procissão carregando a imagem de Nossa Senhora das Dores, com cantos penitenciais, com as figuras bíblicas das “mulheres piedosas”: Verônica, que teria enxugado o rosto ensangüentado de Jesus numa toalha, na qual ficou estampada a sua face; Maria Madalena e outras mulheres que acompanharam a caminhada de Jesus para o Calvário.


Outra procissão é feita só pelos homens, que carregam a imagem do Senhor dos Passos, figura de Jesus Cristo coroado de espinhos, ensangüentado, escarrado e carregando uma cruz às costas. Em determinado local se dá o encontro. Um pregador faz a dramatização da cena, recordando o que aconteceu na Sexta-feira Santa. Faz um apelo à conversão, recorrendo à dramaticidade da dor de Nossa Senhora e das Dores e sofrimentos de Jesus. o sermão tem o costume de ser mais exortativo. Após o sermão, a Verônica entoa um hino e mostra a toalha ensangüentada com a face esculpida no pano.


O padre, então, proclama o célebre Sermão das Sete Palavras. As sete palavras de Jesus na cruz são uma coleção de sete breves frases segundo a tradição pronunciadas por Jesus durante sua crucificação:

  1. Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem. (Lc 23,34 a);
  2. Hoje estarás comigo no paraíso. (Lc 23,43);
  3. Mulher eis aí o teu filho, filho eis aí a tua mãe. (Jo 19,26-27);
  4. Meu Deus, Meu Deus, porque me abandonastes?! (Mc 15,34);
  5. Tenho sede. (Jo 19,28 b);
  6. Tudo está consumado. (Jo 19,30 a);
  7. Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito. (Lc 23,46 b).
O sacerdote, diante das imagens, faz uma reflexão com estas frases, chamando o povo à conversão e à penitência. O silêncio é grande, já que a imagem de Nosso Senhor dos Passos mostra-o com a cruz às costas.
A expressão dos rostos das imagens é de dor e sofrimento. Algumas imagens de Nossa Senhora das Dores mostram-na abraçada a uma espada, lembrando certamente a profecia de Simeão: “Uma espada de dor te traspassará a alma”.


(1). Ofício de Trevas é um conjunto de leituras, lamentações, salmos e preces penitenciais, onde o templo fica às escuras, iluminado apenas por velas que se apagam aos poucos durante a cerimônia. Esta forma de celebrar é responsável pelo nome dado ao ritual, que representa o luto e a escuridão à qual ficou sujeita a Terra diante da morte de Jesus. O Ofício de Trevas é um forte momento de oração e reflexão da vida e missão de Cristo, que conduz os fiéis à oração mediante a meditação da Palavra de Deus.
Este ofício é a recitação do Ofício de Leituras combinado com Laudes, na madrugada ou manhã da Quinta-feira da Semana Santa.
Saiba mais aqui: 
http://aiuruocatoliconline.blogspot.com.br/2011/05/oficio-de-trevas_05.html

Fonte: Wiki.Canção Nova



2 comentários :

  1. Uma semana realmente abençoada!
    Parabéns pela postagem!
    Fique com Deus!
    Beijos,
    Analine

    ResponderExcluir
  2. Erisvaldo Santos da Silva4 de abril de 2012 15:08

    Momentos de forte reflexão exame de consciência, momento de pensar nos irmãos, sua caminhada de leigo fiel, de procurar entender qual o sentido da vida, de não se envergonhar ser Católico Apostólico Romano. Refletir sobre as injustiças sofridas por nossos irmãos que vivem as margens da sociedade, mendigado as migalhas que caem das mesas dos poderosos. Que Jesus possa renascer em nossas vidas e em nossos corações "duros".
    Uma feliz páscoa!!!

    ResponderExcluir

Avisos

Olá irmãs e irmãos de fé! Paz e Bem!

Para ajudar, tenho colocado as orações do programa de rádio Momento de Fé, porém muitos estão se confundindo e achando que meu blog é do Padre Marcelo Rossi. Irmãs(os), este blog não é do Padre Marcelo Rossi, para que sua mensagem chegue ao padre, você terá que acessar os sites dele : 1) Padre Marcelo Rossi 2) Facebook Padre Marcelo Rossi

Obrigada - Adriana/Devoção e Fé